PlanetGeek

How to Implement a PHP Companies Check Solution to Validate Legitimate Business

04-03-2021 | 12:11 | Manuel Lemos

By Manuel Lemos
Many business need to support other companies in a secure way. Usually they need to verify if those other companies are legitimate and are active.

This package provides a solution to perform such kind of verification in quick and easy way by accessing the Companies House Database API available for companies in the United Kingdom.

This way, this package can simplify the process of companies work with other companies with greater security.

Uma história de amor e luto

04-03-2021 | 02:19 | Gonçalo Sá

For Those I Love.jpg

Um dos álbuns mais promissores do ano chega já no final do mês. FOR THOSE I LOVE, alter ego musical de David Balfe, edita o disco de estreia homónimo no dia 26, depois de uma mixtape impressionante, "Into A World That Doesn't Understand it, Unless You're From It" (2020), e de três singles que revelaram o irlandês como uma nova voz a ouvir - e com muito a dizer.

"For Those I Love" é a catarse criativa de uma infância e adolescência passadas nos subúrbios de Dublin, numa família da classe trabalhadora, com um contraste recorrente entre o amor que o autor sentia em casa e a violência que marcava o bairro. O corpo da vítima de um homicídio deixado na sua rua quando tinha seis anos está entre as suas primeiras memórias, vincou o primeiro contacto com a morte e inspira uma das canções. Mas a tragédia mais evocada ao longo do alinhamento do álbum é a de Paul Curran, ex-colega de uma antiga banda punk local que era tido como um amigo para a vida... até se suicidar em 2018. Dos meses de luto que se seguiram, passado num recolhimento quase absoluto em estúdio, nasceram mais de 70 canções - e com apenas nove a serem escolhidas para o disco.

For Those I Love album.png

"There's no way to put our loss into words", entoa o irlandês de 29 anos em "Birthday / The Pain", mas da tentativa resultou uma canção que, num mundo justo, seria um dos hinos de 2021. Da festa ao luto, de vozes soul sampladas às palavras cruas de Balfe (em modo spoken word e com um sotaque cerrado), o novo single é mais um exemplo do que parece ser um cronista nato cuja arte é directamente informada pela vida. Essa verdade tem passado pelos outros temas de avanço, relatos de solidão e fratenidade, injustiça e resiliência, angústia e esperança, com o discurso integrado num novelo devedor do grime ou do hip-hop, estilhaços techno ou house - aos quais se ainda junta nervo punk nas entrelinhas, sobretudo no mais engajado "Top Scheme".  

The Streets, Arab Strap, Audio Bullys ou os mais recentes Real Lies serão alguns parentes próximos desta linguagem, ou até eventuais influências, mas FOR THOSE I LOVE tem deixado um olhar singular sobre uma vivência, uma geração e uma comunidade. Estas imagens de um universo particular merecem eco universal e já há quem lhes tenha dado palco: a BBC está atenta e Jools Holland ofereceu a estreia televisiva, no final do ano passado - uma aposta ganha através de uma actuação tão assertiva como comovente.

A consolidar as primeiras impressões positivas, os três videoclips já divulgados (dois deles realizados pelo próprio Balfe) conjugam memórias pessoais e ecos do realismo britânico, com vinhetas brilhantemente filmadas e fotografadas a preto e branco. Grande revelação, enorme expectativa quanto ao álbum:

Os problemas do bloqueio de sites por IP

03-03-2021 | 21:00 | Aberto até de Madrugada

O PS apresentou uma proposta de lei para reforçar o bloqueio de sites, não apenas ao nível do DNS dos operadores, mas também por IP - mas parece ignorar os efeitos secundários indesejados que garantidamente se irão fazer sentir.

Como se não nos bastasse o "memorando de entendimento" que actualmente já permite bloquear sites em Portugal sem passar pelos tribunais nem qualquer método oficial de recurso para os sites que são injustamente (para não dizer ilegalmente) bloqueados, o PS quer fazer a vontade às entidades que controlam esse sistema para expandir o bloqueio também aos endereços IP.

É fácil perceber que o intuito é evitar o fácil contorno dos bloqueios usando-se outros servidores DNS, como os da Google ou Cloudflare; mas o que não é tão fácil é que os senhores que apresentam tal proposta percebam o sarilho em que se estão a meter.

Conhecem o conceito de shared host ou de CDN que podem partilhar o mesmo ip por centenas de sites?

(exemplo, um ip da @Cloudflare tem associados 450 domínios diferentes https://t.co/oabUobO722 )

— Tomahock (@tomahock) March 2, 2021
Existem inúmeros casos em que um mesmo endereço IP pode estar associado a centenas de sites e serviços, e que na ânsia de bloquear um, centenas de outros possam ser bloqueados - e por vezes com consequências que podem afectar milhões de pessoas. Não estamos a falar de casos teóricos, mas sim de casos que já aconteceram - como o recente caso em que a NOS bloqueou um IP do sistema de autenticação da Microsoft, afectando todos os seus serviços (e que também denunciou que, apesar de ainda não ter sido aprovada, já temos operadores a fazerem bloqueios por IP).

Sabiam que recentemente a NOS, devido a um bloqueio por queixa de copyright, bloqueou em toda a sua rede o sistema de autenticação do ecosistema da microsoft?
Nem os próprios engenheiros conseguiam fazer login nos serviços que tinham na azure?

— Tomahock (@tomahock) March 2, 2021
Prevendo-se que esta triste medida seja aprovada (como é quase garantido), o resultado será fazer com que - tal como a anterior medida levou à educação dos portugueses para a utilização de DNS alternativos - agora fiquem educados quanto às vantagens / necessidade de usarem um serviço de VPN para poderem aceder a uma internet livre de bloqueios e censuras. Mas, talvez ainda mais preocupante, é que a mesma proposta de lei deixa palavreado ambíguo quanto ao bloqueio de sites que considerem estar a "ensinar" a contornar esses bloqueios; pelo que potencialmente até um site que explique como usar uma VPN se arrisque a ser visado para bloqueio. Enfim, olhando para as partes positivas, é da maneira que isto promove a adopção de protocolos anti-censura e que garantam a privacidade, como os sites .onion e a rede Tor.

Iliad com tarifário de 100GB por €9.99

03-03-2021 | 18:30 | Aberto até de Madrugada

Demonstrando a falsidade dos nossos operadores que dizem que os portugueses estão "bem servidos", eis mais um exemplo: em Itália temos um tarifário com 100GB de dados e chamadas e SMS ilimitados por 9.99 euros por mês!

Por cá os nossos operadores ficam incrivelmente amuados quando alguém faz questão de realçar como estamos mal-servidos (em termos de preços) face a outros países da UE. Mas a verdade, como se costuma dizer, é que contra factos não há argumentos. Depois de em Dezembro já termos feito referência a uum tarifário da Iliad italiana de 70GB por €9.99, eis que a operadora acaba de melhorar a proposta.

A Iliad está agora a oferecer um tarifário de 100GB, com chamadas e SMS ilimitados, pelo mesmo valor de 9.99 euros mensais.

Em Itália 🇮🇹 país onde já é possível receber alertas por Cell Broadcast / Difusão Celular, por 10 Eur / Mês também é possível ter 100 GB para usar na rede 4G e 5G sem taxas adicionais + SMS e VOZ sem limites. #portugal #italia #5G #4G pic.twitter.com/fPPprFMnbR

— Ricardo José Saraiva (@ricardojsaraiva) March 3, 2021

Também de forma clara e sem necessidade de andar a fazer trabalho de detectiva, está a informação de que a partir desses 100GB temos um custo de €0.90 por cada 100MB, e que em roaming temos 6GB de dados para usar. Quanto às coisas ausente que por cá os nossos operadores fazem questão de nos tentar impingir, temos que em nenhum lado há referência a que isto é um tarifário apenas para pessoas com idade até X anos; ou que temos X gigas para dados + Y gigas para certas apps + Z gigas para vídeo. E, claro, não esquecendo que até mesmo para 10GB de dados por mês, estamos a falar de mensalidades superiores a €20 - também habilmente disfarçadas com preços semanais, que criam a ilusão de um preço mensal mais reduzido.

Por isso, lamentavelmente, fica perfeitamente demonstrado o quanto os operadores nacionais ainda têm que evoluir se quiserem conquistar o respeito dos seus clientes. É que ficarem amuados sempre que se referem estas coisas, ou as famosas "coincidências" de todos terem tarifários praticamente coincidentes, de nada servem para dar aos portugueses o mercado concorrencial que seria exigido e que permitiria aproximar os tarifários dos que são praticados no resto da UE.

Aliás, por cá temos até tido a tendência oposta: depois de ter estado num plano da Vodafone com 1Gbps de fibra + telemóveis associados + hotspot móvel, no final do contrato a melhor proposta que tive foi ficar a pagar o mesmo para ter metade da velocidade (500Mbps) e perdendo o hotspot móvel com alguns gigas de dados extra. Ou seja, aquilo que se habitualmente se designa por "passar de cavalo para burro" (e nem me façam falar dos tarifários que ainda fazem referência a dar X minutos ou SMS!).

MS Office e Windows em saldo desde €7

03-03-2021 | 17:30 | Aberto até de Madrugada

Temos nova campanha de descontos que permite comprar o Windows 10 Pro e Office da Microsoft por valores bastante reduzidos, com os preços a começam nos 7 euros e havendo também descontos caso sejam comprados em conjunto.

As promoções na Mmorc são muitas, abrangendo diferentes versões do Windows (incluindo versões empresariais), Office (2016, 2019, 365) e também jogos, com descontos variados consoante as categorias.

Windows e Office

Código de desconto 65%: AMO65
Windows 10 Professional x 2 Keys €11.09
Microsoft Office 2016 Pro Plus Key €17.77
Windows 10 Pro + Office 2016 Pro Key €21.14

Código de desconto 44%: AMO44
Windows 10 Pro Key €7.81
Windows 10 Home Key €7.60
Windows 10 Enterprise Key €10.00

Código de desconto 59%: AMO59
Microsoft Office 2019 Pro plus Key €27.00
Windows 10 Pro + Office 2019 Pro Key €32.09

Microsoft Office 365 Pro plus Global €12.55
Windows 10 Pro + Office 365 Pro plus Global Bundle €17.19

Microsoft Office 2019 Home & Students Key Global €28.02
Windows 10 Pro + Office 2019 Home & Students Key Global Bundle €31.61


Antivirus Software

Código de desconto 44%: AMO44
Kaspersky Internet Security 2020 1 Device 1 Year Digital Code Global €10.20
Kaspersky Total Security 2020 1 Device 1 Year Digital Code Global €10.71
Kaspersky Total Security 2020 3 Devices 1 Year Digital Code Global €14.80

McAfee Total Protection 2020 1 Device 5 Years Key Global €8.01
McAfee AntiVirus Plus 2020 Unlimited Devices 3 Years Digital Code Global €16.33
McAfee Livesafe 2020 Unlimited Devices 3 Year Digital Code Global €26.18

Eset NOD32 Antivirus 2020 1 Device 1 Year Digital Code Global €9.50
Eset Internet Security 2020 1 Device 1 Year Digital Code Global €10.03
AdLock 2020 5 Devices 1 Year Digital Code Global €9.80

Jogos

Minecraft Java Edition PC Digital Code Global €24.60

Esta loja - mmorc.com - suporta pagamentos com PayPal, que serve como protecção adicional, e disponibiliza o email [email protected] para responder a toda e qualquer questão relacionada com os produtos.

Notícias do dia

03-03-2021 | 16:30 | Aberto até de Madrugada

Carros eléctricos "centenas de vezes" menos poluentes que carros a combustão; novo drone DJI FPV leva pilotos pelos ares; Tesla prepara Autopilot com subscrição mensal para o Verão; bilionário japonês procura 8 pessoas para irem à Lua em 2023; coluna inteligente da MS pode transcrever reuniões e identificar até 10 participantes; e ainda como os NFTs fazem disparar arte digital com autenticação criptográfica.

Antes de passarmos às notícias do dia, temos novo passatempo de gadget da semana, que desta vez te pode valer um tapete para rato XL RGB. E sendo início do mês, é também a altura perfeita para aderires ao Clube AadM+.

Google compromete-se a não fazer tracking na era pós-cookies

Com os cookies a terem o fim à vista para efeitos de tracking (são cada vez mais os browsers que impedem a utilização dos cookies para esse efeito), a Google compromete-se a não fazer o tracking dos utilizadores individuais na era pós-cookies.

Não que isso signifique que Google vai abdicar do tracking. Propostas como o FLoC revelam que a Google continua a ter (bastante) interesse em seguir os utilizadores, mas estando disposta a abdicar do tracking feito individualmente por um tracking mais generalista feito de forma agrupada - que, para efeitos práticos, continuará a permitir que apresente publicidade direccionada, mas sem se chegar ao exagero do tracking individualizado a que se chegou.


Chrome 89 com feed remodelado e novas API

A Google já lançou o Chrome 89, que na sua versão mobile chega com um feed remodelado, que perde o desenho da "caixa" para cada notícia e o subtexto, focando-se apenas nos títulos; e que na informação e permissões para cada site apresenta as coisas de forma mais categorizada e de mais rápida interpretação.

Temos ainda a activação da origem de novas APIs, como a Web Serial API para comunicações via porta série, WebHID API para acesso a gamepads e outros acessórios, e ainda a Web NFC API que permite a interacção com tags NFC directamente a partir de sites (desde que o utilizadore dê permissão) e que abrem as potencialidades para a criação de sites e Web Apps com muitas mais potencialidades.


Oppo Find X3 com módulo de câmara "moldado"

A Oppo vai revelar o Find X3 na próxima semana, e parece ser garantido que irá estrear um novo estilo para o ressalto das câmaras na traseira. Em vez de um módulo separado, o conjunto parece ser moldado numa única peça, com um design bastante peculiar e que será diferenciador.

Considerando que, para o segmento que se insere, se espera que use uma traseira em vidro, pode-se desde já antecipar que terá sido algo que terá dado bastante trabalho à Oppo para criar. Quanto a mim, fico curioso para saber como é que vão lidar com as capas de protecção, que também terão trabalho acrescido para se ajustar a este formato.


Reino Unido aumenta limite dos pagamentos contactless para £100

A popularização dos pagamentos contactless fez o Reino Unido aumentar o valor limite destes pagamentos para £100. Este valor tinha sido inicialmente limitado a £20, tendo sido aumentado para £30 em 2015, e para £45 o ano passado, já em fase de Covid-19 - que veio incentivar a utilização desta forma de pagamento. Agora, o valor passa para £100 (cerca de 115 euros), potenciando ainda mais liberdade nas compras sem que seja necessário introduzir um código PIN.

Penso que a melhor forma seria deixar que cada pessoa definisse o seu próprio limite máximo em função das suas necessidades. Para umas pessoas poderá bastar algo como 20 ou 30 euros para as compras frequentes, outras poderia desejar que o valor fosse de 150 ou 200 euros. Por outro lado, com grande parte dos pagamentos a ser feito via smartphone, a questão de ter que tocar no terminal de pagamento também começa a deixar de ser uma preocupação.


Curtas do dia


Resumo da madrugada


Curiosidade do dia: Antes de ter mudado o nome para "International Business Machines" em 1924, a IBM passou mais de uma década com o nome original de Computing-Tabulating-Recording Company.

Xiaomi soma e segue na Europa

03-03-2021 | 16:21 | Apps do Android

Apesar da redução global das vendas de smartphones na Europa, a Xiaomi conseguiu praticamente duplicar as suas vendas, ocupando o espaço perdido pela Huawei.

Com a Huawei a continuar a enfrentar o bloqueio dos EUA e estando impedida de aceder à Play Store e apps Google, era natural que esse vácuo fosse ocupado por outras marcas, e tem sido a Xiaomi que parece ter conseguido tirar o melhor partido disso. Apesar das vendas de smartphones na Europa terem caído 14% em 2020 face a 2019, houve algumas poucas marcas que conseguiram ter um ano extremamente positivo.

Com a Apple e Samsung nas primeiras posições a terem sofrido quedas ligeiras no último trimestre, o destaque vai para a Xiaomi na terceira posição, que conseguiu passar de 4.9 para 9.1 milhões de unidades vendidas. Sendo que, em sentido inverso, a Huawei caiu de 9.5 para 3.5 milhões de unidades, mas ainda assim conseguindo manter-se na quarta posição.
Também em destaque está a Oppo (5ª posição), que também registou um aumento de 68%, passando de 1.4 para 2.4 milhões de smartphones vendidos, o que começa a demonstrar resultados da sua nova ofensiva na Europa, e que faz antever um crescimento reforçado em 2021 que poderá permitir-lhe ultrapassar a Xiaomi no velho continente.

Por último, referência ainda para a Realme, que registou um crescimento de 420%(!) que lhe permitiu passar de uma posição "insignificante" em 2019 para uma posição que ameaça a OnePlus, com apenas 100 mil unidades a separarem as marcas (700 mil vs 800 mil) e, simultaneamente, podendo fazer a OnePlus repensar a sua estratégia, pois foi a única marca chinesa (excluindo a Huawei com o seu caso especial) a não ter conseguido resistir às descidas - face aos excelentes resultados da Xiaomi, Oppo e Realme.

Google Workspace com novas ferramentas para trabalho remoto

03-03-2021 | 15:30 | Aberto até de Madrugada

A Google quer facilitar a vida a quem usa o seu Google Workspace para gerir o seu trabalho, com novas ferramentas que serão do agrado de todos os que estão em tele-trabalho.

Tal como a Google se tem apressado a melhorar a sua plataforma Google Classroom para o ensino à distância, também faz o mesmo para quem passou a trabalhar em casa remotamente e precisa da maior ajuda possível para gerir o seu trabalho. Recentmente falamos da possibilidade de definir horários de trabalho mais flexíveis no Google Calendar, mas essa é apenas uma das novidades que a Google está a preparar para o Google Workspace.

Assumindo esta nova era de trabalho remoto, e onde por vezes a disponibilidade contínua acaba por ser contraproducente para as tarefas que se estão a fazer, será possível aos utilizadores definirem blocos no horário para tarefas de "concentração", durante as quais serão minimizadas as potenciais fontes de distracção, como notificações. Os utilizadores poderão também definir a sua localização, para que equipas distribuídas geograficamente pelo mundo fiquem melhor informadas antes de potencialmente chatearem alguém num horário pouco apropriado.
Haverá também relatórios que permitem saber até que ponto se está a usar o tempo de trabalho eficientemente - ou se se está a perder demasiado tempo em reuniões, por exemplo. Um relatório que só estará disponível para os utilizadores, e não para os seus patrões ou chefes (embora, seja de assumir que, se um patrão ou chefe não sabe que está a desperdiçar tempo nessas coisas, então precisa de muito mais ajuda que de um simples Google Workspace).

DJI FPV leva pilotos pelos ares

03-03-2021 | 14:00 | Aberto até de Madrugada

A DJI já revelou o seu drone FPV, que conta com óculos vídeo para permitir que os pilotos vejam a acção como se estivessem a voar no próprio drone.

Depois de se ter tornado na marca de referência nos drones "comuns", a DJI reforça a presença no sector FPV (First Person View), que se diferencia por trocar as preocupações em fazer um drone que actue como uma plataforma voadora de captação de imagens, por criar um drone que seja capaz das mais altas prestações e de fazer com que o piloto se sinta como se estivesse a voar.

O DJI FPV vem com uma câmara de 12MP com um campo de visão de 150º para dar uma melhor sensação do que se encontra na proximidade do drone, pode atingir velocidades de 140 km/h, acelera dos 0-100 km/h em apenas 2 segundos, pode atingir uma altitude de 6000 metros, e pode transmistir vídeo a uma distância de 10 km (reduzida para 6 km na Europa), sendo que os seus óculos vídeos suportam vídeo a 120 fps para uma experiência mais adequada aos voos deste drone. Conta ainda com uma série de sistemas de segurança que visam detectar potenciais obstáculos e evitar colisões, e também três modos de pilotagem para facilitar a vida aos piloto mais inexperientes - há também um prático botão de "pânico", que faz com que o drone pare o mais rapidamente possível e fique a pairar no local, que pode ser seguido da função de "regresso a casa".


Outra boa notícia é que autonomia é de uns generosos 20 minutos, bastante superior ao que é habitual no segmento de drones FPV, e as suas baterias contam até com inteligência para se autodescarregaram se forem armazenadas com carga a mais (ao fim de três dias sem utilização, descarregam-se para o nível recomendado de 65% para armazenamento de longa duração com o mínimo de degradação).

Este DJI FPV tem um preço de 1399 euros na loja oficial da DJI, mas já começou a aparecer a preço mais reduzido nas lojas chinesas. Outro ponto positivo, é que a DJI vende em separado a maioria dos componentes (hélices, câmara, tampas, etc.) para o caso do entusiasmo de voar com ele levar a situações que nem os seus sensores de segurança consigam evitar.

Carros eléctricos "centenas de vezes" menos poluentes que carros a combustão

03-03-2021 | 12:00 | Aberto até de Madrugada

Um novo estudo demonstra que, mesmo tendo em conta o impacto da produção das baterias, os carros eléctricos são centenas de vezes menos poluente que os veículos a combustão.

Quando se fala de carros eléctricos é inevitável que os apologistas da indústria petrolífera recorram à sua cábula de acusações, que passam por coisas como o "terrível impacto" da mineração do lítio, ou do "apocalipse" que serão as baterias em fim de vida. Pois bem, mesmo tendo isso em conta (não esquecendo que as baterias podem ser reutilizadas e, no final, quase completamente recicladas), os carros eléctricos continuam a ser centenas de vezes menos poluentes que um carro a combustão ao longo do seu ciclo de vida.

A maioria das pessoas não faz sequer ideia do impacto que toda a cadeia de produção, transportes, refinação e distribuição dos combustíveis tem, e que também servirá de resposta a todos os que dizem que seria um "desastre" se o mundo mudasse para os carros eléctricos. É que, só a energia gasta na extracção do petróleo a cada mês seria suficiente para manter recarregados 20 milhões de automóveis eléctricos por mês - e isto sem ter em conta toda a demais energia (só para a refinação, estamos a falar de aquecer 100 milhões de barris de crude a mais de 400ºC, todo e cada dia!) e todo o impacto ambiental que isso tem, a par dos transportes de um lado para o outro.


Samsung revela TVs para 2021

03-03-2021 | 11:00 | Aberto até de Madrugada

A Samsung revelou a sua gama de TVs para 2021, com modelo Neo QLED com tecnologia mini-LED, e também modelos com micro-LED para quem não tiver preocupações com o orçamento.

O ano de 2021 vai ser o ano dos mini-LED, tanto nos televisores como nos monitores, e não deverã faltar muito para que qualquer LCD sem mini-LEDs passe a ser considerado como pré-histórico e obsoleto. Na Samsung isso será feito com a nova gama Neo QLED (QN900A, QN800A, QN90A, QN85A), disponível em versões 4K e 8K, e disponível em tamanhos de 55", 65", 75" e 85" (o que nos faz recordar as dificuldades de quem procurar um modelo com a mais recente tecnologia mas só tem espaço para modelos mais pequenos).

A par das Neo QLED a Samsung apresentou uma nova versão do seu televisor The Frame que replica uma moldura e pode apresentar mais de 1000 obras de arte em alta-resolução, e QLED normais, que também contam com local dimming "tradicional" com menos resolução, e com tamanhos que vão das 43" às 85" (Q80, Q70, Q60).

E por último, promovendo a tecnologia micro-LED que tem desenvolvido nos últimos anos e que apenas estava disponível em formato modular, a Samsung vai começar a vender televisores micro-LED com tamanhos de 88", 99" e 110", dizendo que no futuro também irá haver um modelo de 76" - e podemos esperar que sejam modelos com preço no patamar "se tiveres que perguntar, não podes pagar".


Extensão tomadas inteligente com USB e WiFi a €27.44

03-03-2021 | 10:00 | Aberto até de Madrugada

Quando a necessidade de automatizar tomadas aumenta, nada como recorrer a uma extensão com tomadas múltiplas inteligente, com capacidade para controlar cada tomada independentemente.

Controlar uma única tomada é algo que se pode fazer com simplicidade recorrendo a um módulo de tomada inteligente; mas no mundo real, é muito mais frequente que essa tomada esteja ligada a uma extensão com tomadas múltiplas, tal a nossa "dependência" de gadgets eléctricos. Se nalguns casos há mesmo interesse em que um único módulo desligue todos os equipamentos ligados a uma extensão, noutros casos poderá ser vantajoso ter controlo individual sobre cada um deles, e é aí que algo como esta extensão inteligente WiFi vem mesmo a calhar.
Esta extensão inteligente está disponível opor 27.44 euros, com quatro tomadas mais três portas USB, e podendo ser controlado através de app ou via integração com a Alexa da Amazon, Google Home e IFTTT.

As quatro tomadas podem ser controladas independentemente, incluindo a programação de temporizadores; mas as portas USB só podem ser ligadas ou desligadas em conjunto (o que já servirá para eliminar o consumo fantasma dos aparelhos que lá se ligarem); e temos ainda a "obrigatória" protecção contra picos de tensão e corrente, o que é sempre mais uma ajuda para minimizar potenciais despesas inesperadas.

Só lhe faltava mesmo ter o controlo de consumos e ficava perfeita... mas pelo preço não se pode pedir tudo. :)


Acompanha as melhores promoções diárias no nosso grupo AadM Promos.

NOS lança programa de recondicionados

03-03-2021 | 09:32 | Apps do Android



Esta oferta da NOS está para já limitada a equipamentos da Apple...

A NOS lança uma nova gama no mercado - Garantidos NOS - que permite a compra de smartphones recondicionados com dois anos de garantia, a preços muito competitivos e com a possibilidade de serem comprados a prestações. Estes equipamentos passam por um processo de controlo muito rigoroso, que atesta a qualidade e estado de conservação dos smartphones.

 

Integrados numa perspetiva de economia circular, os Garantidos NOS são uma opção mais sustentável que permite diminuir a poluição eletrónica e que promove a reutilização. Os smartphones recondicionados disponíveis apresentam marcas mínimas de utilização, estão como novos, e foram submetidos a uma rigorosa inspeção técnica.

 

No momento de lançamento da categoria, a oferta inclui smartphones Apple, estando disponíveis os modelos iPhone 7 de 32GB (€229,99), iPhone 8 de 64G (€334,99), iPhone XS Max de 64GB (€499,99), e iPhone XR de 64GB (€649,99). Todos os equipamentos incluem carregador e auriculares.

 

A operadora reforça assim o seu portfólio de equipamentos com o objetivo de disponibilizar as melhores soluções, que correspondam às necessidades de todos os seus clientes.

 

Mais informação disponível em www.nos.pt 

Tesla prepara Autopilot com subscrição mensal para o Verão

03-03-2021 | 09:00 | Aberto até de Madrugada

Com a opção do Autopilot completo a ter um preço cada vez mais elevado, a Tesla vai disponibilizar uma modalidade de subscrição mensal nos próximos meses.

Elon Musk tem alertado repetidamente que o preço do Autopilot com funcionalidade Full Self Driving irá aumentar significativamente à medida que o modo FSD for ficando mais capaz, e que neste momento já implica pagar um valor de 10 mil dólares nos EUA (que representa quase um terço do valor do Model 3 mais barato nos EUA), e de 7500 euros em Portugal. É um valor que fará muitos fãs da marca pensarem duas vezes, especialmente por cá, onde mesmo pagando pela opção se continua sem ter acesso à prometida capacidade FSD, nem tão pouco a coisas como o Enhanced Smart Summon; e que terá levado à criação desta nova modalidade de subscrição.

Q2 for sure

— Elon Musk (@elonmusk) March 1, 2021

Em vez de pagarem o valor total, os compradores poderão optar por subscrever o serviço de Autopilot, potencialmente podendo usá-lo apenas quando necessitarem dele (nas férias, por exemplo) - embora, como Elon Musk também faz questão de referir, a modalidade de subscrição será menos atractiva do que comprar a opção, para efeitos de utilização a longo prazo.

Talvez em resposta às críticas da ausência do FSD, por cá a Tesla já subdividiu o Autopilot, disponibilizando uma opção de Autopilot "melhorado" por 3800 euros, com condução em auto-estrada, estacionamento, etc.; e o Autopilot com FSD por 7500 euros, para condução em cidade, com reconhecimento de semáforos e sinais de STOP.

Extensão tomadas inteligente com USB e WiFi a €27.44

03-03-2021 | 08:07 | A Minha Alegre Casinha

Quando a necessidade de automatizar tomadas aumenta, nada como recorrer a uma extensão com tomadas múltiplas inteligente, com capacidade para controlar cada tomada independentemente.

Controlar uma única tomada é algo que se pode fazer com simplicidade recorrendo a um módulo de tomada inteligente; mas no mundo real, é muito mais frequente que essa tomada esteja ligada a uma extensão com tomadas múltiplas, tal a nossa "dependência" de gadgets eléctricos. Se nalguns casos há mesmo interesse em que um único módulo desligue todos os equipamentos ligados a uma extensão, noutros casos poderá ser vantajoso ter controlo individual sobre cada um deles, e é aí que algo como esta extensão inteligente WiFi vem mesmo a calhar.
Esta extensão inteligente está disponível opor 27.44 euros, com quatro tomadas mais três portas USB, e podendo ser controlado através de app ou via integração com a Alexa da Amazon, Google Home e IFTTT.

As quatro tomadas podem ser controladas independentemente, incluindo a programação de temporizadores; mas as portas USB só podem ser ligadas ou desligadas em conjunto (o que já servirá para eliminar o consumo fantasma dos aparelhos que lá se ligarem); e temos ainda a "obrigatória" protecção contra picos de tensão e corrente, o que é sempre mais uma ajuda para minimizar potenciais despesas inesperadas.

Só lhe faltava mesmo ter o controlo de consumos e ficava perfeita... mas pelo preço não se pode pedir tudo. :)


Acompanha as melhores promoções diárias no nosso grupo AadM Promos.

Bilionário procura 8 pessoas para irem à Lua com a SpaceX

03-03-2021 | 08:00 | Aberto até de Madrugada

Parece que encontrar pessoas para irem à Lua é mais difícil do que se esperava, com o bilionário japonês Yusaku Maezawa a abrir os convites ao público.

Yusaku Maezawa foi apresentado em 2018 como sendo o primeiro passageiro do SpaceX que iria dar uma volta até à Lua numa das naves Starship, e que iria convidar um grupo de 6 a 8 artistas para o acompanharem neste acontecimento histórico que está previsto para 2023 - embora sujeito aos habituais atrasos que já são habituais neste tipo de aventuras espaciais. Só que parece que encontrar artistas dispostos a tal aventura é mais difícil do que se poderia pensar, e agora o bilionário japonês direcciona os convites para o público em geral.

Todos os interessados poderão candidatar-se a esta viagem à Lua no site Dear Moon.

Não foram revelados quaisquer critérios para a selecção, a não ser a de que os seleccionados não terão que pagar nada, e terão que se disponibilizar para a viagem de cerca de 6 dias, em redor da Lua. Há interessados?


A shitload of new packages on userrepository

03-03-2021 | 01:01 | Bruno Miguel

Since the 24th of January, the date of the last blog post, I’ve added a shitload of new packages to userrepository.eu. Some highlights are sonobus, media-downloader-git, baru, dotgit, timeshift, filmulator and tramp.

Expect more packages, as I’m adding new ones frequently. The focus on new packages will probably be scientific tools and maybe a kernel. With that, I’ll probably have to increase the full build frequency from 8h to at least 9 hours.

Below is the diff (git log -p --after="2021-01-24" | grep "+\\[submodule" -A2) from 24/01/2021 up to today, for your diff p0rn pleasure:

+[submodule "pkgbuild/sonobus"]
+       path = pkgbuild/sonobus
+       url = https://aur.archlinux.org/sonobus
+[submodule "pkgbuild/openfortigui"]
+       path = pkgbuild/openfortigui
+       url = https://aur.archlinux.org/openfortigui
+[submodule "pkgbuild/blue"]
+       path = pkgbuild/blue
+       url = https://aur.archlinux.org/blue
+[submodule "pkgbuild/metar"]
+       path = pkgbuild/metar
+       url = https://aur.archlinux.org/metar
+[submodule "pkgbuild/baru"]
+       path = pkgbuild/baru
+       url = https://aur.archlinux.org/baru
+[submodule "pkgbuild/media-downloader-git"]
+       path = pkgbuild/media-downloader-git
+       url = https://aur.archlinux.org/media-downloader-git
+[submodule "pkgbuild/athens-git"]
+       path = pkgbuild/athens-git
+       url = https://aur.archlinux.org/athens-git
+[submodule "pkgbuild/novelwriter-git"]
+       path = pkgbuild/novelwriter-git
+       url = https://aur.archlinux.org/novelwriter-git
+[submodule "pkgbuild/gvolwheel"]
+       path = pkgbuild/gvolwheel
+       url = https://aur.archlinux.org/gvolwheel
+[submodule "pkgbuild/gomu"]
+       path = pkgbuild/gomu
+       url = https://aur.archlinux.org/gomu
+[submodule "pkgbuild/gphotos-uploader-cli"]
+       path = pkgbuild/gphotos-uploader-cli
+       url = https://aur.archlinux.org/gphotos-uploader-cli
+[submodule "pkgbuild/tunnelto"]
+       path = pkgbuild/tunnelto
+       url = https://aur.archlinux.org/tunnelto
+[submodule "pkgbuild/pacom"]
+       path = pkgbuild/pacom
+       url = https://aur.archlinux.org/pacom
+[submodule "pkgbuild/git-machete"]
+       path = pkgbuild/git-machete
+       url = https://aur.archlinux.org/git-machete
+[submodule "pkgbuild/dotgit"]
+       path = pkgbuild/dotgit
+       url = https://aur.archlinux.org/dotgit
+[submodule "pkgbuild/reddio-git"]
+       path = pkgbuild/reddio-git
+       url = https://aur.archlinux.org/reddio-git
+[submodule "pkgbuild/tarry-git"]
+       path = pkgbuild/tarry-git
+       url = https://aur.archlinux.org/tarry-git
+[submodule "pkgbuild/opensurge"]
+       path = pkgbuild/opensurge
+       url = https://aur.archlinux.org/opensurge
+[submodule "pkgbuild/lightly-qt"]
+       path = pkgbuild/lightly-qt
+       url = https://aur.archlinux.org/lightly-qt
+[submodule "pkgbuild/rudo"]
+       path = pkgbuild/rudo
+       url = https://aur.archlinux.org/rudo
+[submodule "pkgbuild/python-pulsectl"]
+       path = pkgbuild/python-pulsectl
+       url = https://aur.archlinux.org/python-pulsectl
+[submodule "pkgbuild/teaiso"]
+       path = pkgbuild/teaiso
+       url = https://aur.archlinux.org/teaiso
+[submodule "pkgbuild/gtk-theme-arc-gruvbox-git"]
+       path = pkgbuild/gtk-theme-arc-gruvbox-git
+       url = https://aur.archlinux.org/gtk-theme-arc-gruvbox-git
+[submodule "pkgbuild/limine"]
+       path = pkgbuild/limine
+       url = https://aur.archlinux.org/limine
+[submodule "pkgbuild/kaidan"]
+       path = pkgbuild/kaidan
+       url = https://aur.archlinux.org/kaidan
+[submodule "pkgbuild/vt-cli"]
+       path = pkgbuild/vt-cli
+       url = https://aur.archlinux.org/vt-cli
+[submodule "pkgbuild/xwinwrap-git"]
+       path = pkgbuild/xwinwrap-git
+       url = https://aur.archlinux.org/xwinwrap-git
+[submodule "pkgbuild/httpdirfs"]
+       path = pkgbuild/httpdirfs
+       url = https://aur.archlinux.org/httpdirfs
+[submodule "pkgbuild/go-tuner-git"]
+       path = pkgbuild/go-tuner-git
+       url = https://aur.archlinux.org/go-tuner-git
+[submodule "pkgbuild/pacroller"]
+       path = pkgbuild/pacroller
+       url = https://aur.archlinux.org/pacroller
+[submodule "pkgbuild/plasmasur-dark-kde-theme-git"]
+       path = pkgbuild/plasmasur-dark-kde-theme-git
+       url = https://aur.archlinux.org/plasmasur-dark-kde-theme-git
+[submodule "pkgbuild/whitesur-kde-theme-git"]
+       path = pkgbuild/whitesur-kde-theme-git
+       url = https://aur.archlinux.org/whitesur-kde-theme-git
+[submodule "pkgbuild/readability-cli"]
+       path = pkgbuild/readability-cli
+       url = https://aur.archlinux.org/readability-cli
+[submodule "pkgbuild/flipclock"]
+       path = pkgbuild/flipclock
+       url = https://aur.archlinux.org/flipclock
+[submodule "pkgbuild/uivonim-git"]
+       path = pkgbuild/uivonim-git
+       url = https://aur.archlinux.org/uivonim-git
+[submodule "pkgbuild/tramp"]
+       path = pkgbuild/tramp
+       url = https://aur.archlinux.org/tramp
+[submodule "pkgbuild/emacs-yaml-mode"]
+       path = pkgbuild/emacs-yaml-mode
+       url = https://aur.archlinux.org/emacs-yaml-mode
+[submodule "pkgbuild/cask"]
+       path = pkgbuild/cask
+       url = https://aur.archlinux.org/cask
+[submodule "pkgbuild/nord-emacs"]
+       path = pkgbuild/nord-emacs
+       url = https://aur.archlinux.org/nord-emacs
+[submodule "pkgbuild/emms"]
+       path = pkgbuild/emms
+       url = https://aur.archlinux.org/emms
+[submodule "pkgbuild/qemacs"]
+       path = pkgbuild/qemacs
+       url = https://aur.archlinux.org/qemacs
+[submodule "pkgbuild/elfeed"]
+       path = pkgbuild/elfeed
+       url = https://aur.archlinux.org/elfeed
+[submodule "pkgbuild/emacs-libvterm-git"]
+       path = pkgbuild/emacs-libvterm-git
+       url = https://aur.archlinux.org/emacs-libvterm-git
+[submodule "pkgbuild/emacs-projectile"]
+       path = pkgbuild/emacs-projectile
+       url = https://aur.archlinux.org/emacs-projectile
+[submodule "pkgbuild/emacs-smart-mode-line"]
+       path = pkgbuild/emacs-smart-mode-line
+       url = https://aur.archlinux.org/emacs-smart-mode-line
+[submodule "pkgbuild/emacs-pos-tip-git"]
+       path = pkgbuild/emacs-pos-tip-git
+       url = https://aur.archlinux.org/emacs-pos-tip-git
+[submodule "pkgbuild/emacs-magit"]
+       path = pkgbuild/emacs-magit
+       url = https://aur.archlinux.org/emacs-magit
+[submodule "pkgbuild/oh-my-zsh-git"]
+       path = pkgbuild/oh-my-zsh-git
+       url = https://aur.archlinux.org/oh-my-zsh-git
+[submodule "pkgbuild/zsh-theme-powerlevel10k-git"]
+       path = pkgbuild/zsh-theme-powerlevel10k-git
+       url = https://aur.archlinux.org/zsh-theme-powerlevel10k-git
+[submodule "pkgbuild/ttf-meslo-nerd-font-powerlevel10k"]
+       path = pkgbuild/ttf-meslo-nerd-font-powerlevel10k
+       url = https://aur.archlinux.org/ttf-meslo-nerd-font-powerlevel10k
+[submodule "pkgbuild/timeshift"]
+       path = pkgbuild/timeshift
+       url = https://aur.archlinux.org/timeshift
+[submodule "pkgbuild/timeshift-autosnap"]
+       path = pkgbuild/timeshift-autosnap
+       url = https://aur.archlinux.org/timeshift-autosnap
+[submodule "pkgbuild/dimport"]
+       path = pkgbuild/dimport
+       url = https://aur.archlinux.org/dimport
+[submodule "pkgbuild/crema"]
+       path = pkgbuild/crema
+       url = https://aur.archlinux.org/crema
+[submodule "pkgbuild/lensfun-git"]
+       path = pkgbuild/lensfun-git
+       url = https://aur.archlinux.org/lensfun-git
+[submodule "pkgbuild/librtprocess"]
+       path = pkgbuild/librtprocess
+       url = https://aur.archlinux.org/librtprocess
+[submodule "pkgbuild/filmulator"]
+       path = pkgbuild/filmulator
+       url = https://aur.archlinux.org/filmulator
+[submodule "pkgbuild/rooster"]
+       path = pkgbuild/rooster
+       url = https://aur.archlinux.org/rooster
+[submodule "pkgbuild/heroic-games-launcher-bin"]
+       path = pkgbuild/heroic-games-launcher-bin
+       url = https://aur.archlinux.org/heroic-games-launcher-bin
+[submodule "pkgbuild/keep"]
+       path = pkgbuild/keep
+       url = https://aur.archlinux.org/keep
+[submodule "pkgbuild/python-cachelib"]
+       path = pkgbuild/python-cachelib
+       url = https://aur.archlinux.org/python-cachelib
+[submodule "pkgbuild/ipscan"]
+       path = pkgbuild/ipscan
+       url = https://aur.archlinux.org/ipscan
+[submodule "pkgbuild/otoclone"]
+       path = pkgbuild/otoclone
+       url = https://aur.archlinux.org/otoclone
+[submodule "pkgbuild/sfwbar"]
+       path = pkgbuild/sfwbar
+       url = https://aur.archlinux.org/sfwbar
+[submodule "pkgbuild/mediad"]
+       path = pkgbuild/mediad
+       url = https://aur.archlinux.org/mediad
+[submodule "pkgbuild/novelwriter"]
+       path = pkgbuild/novelwriter
+       url = https://aur.archlinux.org/novelwriter
+[submodule "pkgbuild/aur-update"]
+       path = pkgbuild/aur-update
+       url = https://aur.archlinux.org/aur-update

NFTs fazem disparar arte digital

02-03-2021 | 21:00 | Aberto até de Madrugada

Existe uma nova palavra que está a tornar-se viral - NFT - e que já está a fazer render milhões no mundo da arte digital, com tecnologia emprestada das criptomoedas.

Todos estão familiarizados com os valores astronómicos que peças de arte atingem em leilões. São peças únicas, que os seus donos (ou museus) guardam com todas as precauções. Mas quando se fala de arte digital, as coisas mudam de figura, pois uma imagem digital pode ser replicada infinitas vezes sem qualquer diferência para a original, e é aí que entram os NFT.

Os NFT (Non-fungible token), que me fez descobrir que fungível e infungível também existem na língua portuguesa, são tokens criptográficos que podem garantir a autenticidade de bens digitais. Isto está a permitir que artistas vendam imagens e vídeos por milhões. É que, apesar dessas mesmas imagens e vídeos poderem ser copiadas até à exaustão por qualquer pessoa, apenas o legítimo dono terá o NFT (token) que garante que o seu é o verdadeiro original.

Dropping NFTs tomorrow at 2pm EST. enter the void pic.twitter.com/l9fNFUCheX

— ☘︎𝔊𝔯𝔦𝔪𝔢𝔰 (@Grimezsz) February 28, 2021

É uma tecnologia que vai potenciar que mais e mais artistas das novas gerações invistam o seu tempo nas artes digitais, ficando depois ao critério de cada um se o valor de tais peças realmente se justifica - da mesma forma que já se aplicava a quem paga milhões por uma tela com alguns borrões de tinta, ou outros espécimes de arte moderna (ou clássica).

Coluna inteligente da MS pode transcrever reuniões e identificar participantes

02-03-2021 | 18:30 | Aberto até de Madrugada

Auxiliar valioso para reuniões - ou comprovando os piores pesadelos dos mais paranóicos - a nova coluna inteligente da MS poderá transcrever tudo o que escuta.

A MS diz estar prestes a lançar algo que, até há pouco tempo, poderia parecer pertencer apenas aos filmes de ficção. Os seus Intelligent Speakers são pequenos dispositivos que podem ser colocados numa mesa, e fazer a transcrição automática de uma reunião, identificando até 10 participantes diferentes, de modo a que cada frase seja correctamente atribuída a quem a disse.
As potencialidades são imensas, incluindo a nível de acessibilidade para utilizadores com dificuldades auditivas, e também contemplam a possibilidade de ser feita tradução em tempo real.

Por outro lado, é algo que nos lembra também os potenciais riscos para abuso por parte dos dispositivos que nos escutam diariamente. Neste momento acreditamos que muitos deles só começam a trabalhar depois de ouvirem a palavras chave de activação (embora já tenha sido demonstrado que se activam inadvertidamente dezenas de vezes por dia), mas sistemas como estes demonstram muito bem o potencial para poderem identificar quem diz o quê em cada casa.

Suporte extensível para portátil a €9.99

02-03-2021 | 17:30 | Aberto até de Madrugada

Para auxiliar no trabalho com portáteis, tablets, ou outros equipamentos, um compacto e económico suporte pode fazer maravilhar ao posicioná-los na orientação pretendida.

Com mais pessoas a trabalhar / estudarem em casa, é mais importante que nunca fazer todos os possíveis para que essas tarefas possa ser realizadas da forma mais adequada. Por vezes, até algo tão simples como um pequeno ajuste na forma como se pousa um portátil ou tablet pode fazer toda a diferença, e daí a importância de ter um suporte que permita afinar a sua posição à vontade de cada um.
Este suporte para portátil Bamoer está disponível por apenas 9.99 euros na Amazon Espanha - mas terão que se despachar, pois a promoção acaba hoje ao final do dia (e se não a apanharem será necessário aguardar pela próxima promoção).

Com um formato "transformável" retráctil, este suporte pode facilmente ser levado para qualquer lado quando fechado, mas acomodar portáteis com ecrãs até 17" quando completamente aberto. Essa mesma capacidade significa também que o podemos usar com dispositivos de diferentes tamanhos, indo de um simples smartphone, passando por tablets e livros, e qualquer outra coisa que se deseje ter inclinado - e mesmo a nível de inclinação é também ajustável, podendo ir dos 20º aos 50º com ajustes de 5º.

Já tinha um parecido mas em plástico, aproveitei a oportunidade para fazer o upgrade para um destes em alumínio (pena é que só dê para comprar um a este preço). :)


Acompanha as melhores promoções diárias no nosso grupo AadM Promos.