PlanetGeek

Entre "The Ideal Crash" e um crush pelo jazz

21-10-2019 | 21:28 | Gonçalo Sá

TaxiWars.jpg

Apesar de Tom Barman já ter andado na estrada há poucos meses, nas celebrações dos 20 anos de "The Ideal Crash", o terceiro álbum dos dEUS - com direito a passagem por Portugal -, está prestes a iniciar outra digressão. Desta vez, não com a sua banda mais popular mas ao lado de um projecto paralelo que tem vindo a ganhar peso nos últimos tempos: os TAXIWARS, surgidos de uma colaboração com o saxofonista Robin Verheyen à qual se juntaram o baixista Nicolas Thys e o baterista Antoine Pierre.

"Artificial Horizon", um dos álbuns a ter em conta na rentrée, é já o terceiro do grupo e mantém as coordenadas do registo homónimo, de 2015, e de "Fever", de 2016, ao permitir que o gosto do músico belga pelo jazz possa expressar-se sem grandes restrições. Essa paixão não será novidade para os fãs dos dEUS (e foi especialmente evidente nos primeiros discos), embora aqui seja o fio condutor inegável do alinhamento - o que não impede pontes com o spoken word, o rock ou o hip-hop.

Serge Gainsbourg, Miles Davis ou o praticamente esquecido MC 900 Ft. Jesus (de quem só talvez uma certa classe de 90 ainda se lembre) são apontados como referências da viagem sonora, mas continua a ser a personalidade de Barman que domina estas canções. Canções como "DROP SHOT", apresentada abaixo numa versão ao vivo para a revista belga Humo, antes da digressão europeia que arranca no fim do mês. Portugal não está na agenda, embora talvez seja só uma questão de tempo, até porque não seria a estreia dos TAXIWARS por cá...

NordVPN infiltrada por hackers

21-10-2019 | 20:00 | Aberto até de Madrugada


A NordVPN, prestadora de um dos mais populares serviços de VPN no mercado, confirmou ter tido um dos seus servidores infiltrado por hackers, fragilizando a confiança do mercado nestes serviços.

As VPNs são frequentemente utilizadas como forma de reforçar a segurança das ligações, disponibilizando canais de comunicação seguros que nos dão garantias acrescidas de segurança mesmo quando se esteja a usar uma ligação potencialmente insegura, como uma rede WiFi pública; ou também como forma de impedir / dificultar a identificação do local onde se está; ou ainda como forma de aceder a conteúdos que estariam restringidos a certas áreas geográficas. No entanto, comum a tudo isso é que se trata de um serviço no qual o cliente tem que estar disposto a confiar completamente, já que por lá passarão todos os seus dados.

Depois de terem começar a circular rumores, a NordVPN lá veio revelar publicamente ter sido alvo de hacking, com um atacante a ter conseguido infiltrar-se num dos seus servidores num datacenter na Finlândia, através de uma ferramenta de gestão remota da qual não tinham conhecimento.

A NordVPN tenta desvalorizar a situação, dizendo que o servidor não possui logs nem podia ser utilizado para apanhar credenciais do serviço, mas que poderia permitir um "complicado ataque man-in-the-middle a ligações específicas". Uma desvalorização que tem merecido fortes críticas de investigadores de segurança, que comparam este desviar das atenções a algo como estar a falar dos botões do auto-rádio em que um ladrão carregou... quando o real problema é o carro ter sido roubado!

Mais preocupante, é que este tipo de ataques a VPN parece estar a tornar-se algo mais disseminado, havendo relatos de que também a TorGuard e VikingVPN poderão ter sido infiltradas. Pelo que me parece que em breve deveremos ter mais revelações de serviços de VPN que poderão não ser tão seguros quanto seria suposto.

Pixel 4 fica-se pelos 112 pontos DxOMark

21-10-2019 | 17:30 | Aberto até de Madrugada

A Google não conseguiu manter o habitual ponto forte dos modelos Pixel, sendo que mesmo com a transição para uma câmara dupla no Pixel 4 apenas se consegue manter - por pouco - no top 10 do DxOMark, a par de modelos do ano passado.

O novo Pixel 4 tem câmaras excelentes, que seguramente irão estar à altura do que os compradores esperariam, mas o problema é que a Google parece não ter conseguido manter a vantagem sobre a concorrência que deteve nos tempos iniciais da "fotografia computacional". Ou seja, a aposta que marcas como a Huawei, Samsung, Honor, Xiaomi e OnePlus também têm feito nas câmaras dos seus smartphones, já lhes permite enfrentar (e superar) aquilo que a Google tem feito.

O Pixel 4 fica-se pelos 112 pontos, que embora sinalize uma evolução face aos 102 pontos do Pixel 3, acaba por o deixar apenas empatado com o Mate 20 Pro do ano passado, atrás de modelos como o Galaxy S10+, Honor 20 Pro e OnePlus 7 Pro.


Mais distantes ficam cos Galaxy S10 5G, P30 Pro e Note 10+ (nos 116 e 117 pontos), enquanto que na primeira posição da tabela, e único com valor dos 120 pontos, permanece o Mate 30 Pro (com 121).

Veremos se a Google consegue fazer melhorias substanciais via actualização, ou se teremos que esperar pelo próximo ano, pelo eventual Pixel 5 com câmara tripla. (Afinal, o ano passado a Google dizia que não precisava de câmara dupla e que conseguia fazer tudo com uma - e passou a incluir uma teleobjectiva no Pixel 4; e este ano diz que a teleobjectiva é mais útil que a grande angular... o que parece ser um prenúncio garantido de que teremos uma no próximo modelo.)

*Aniversário 12 anos AadM - Pista 5/12: tablets

Samsung cancela projecto Linux on DeX

21-10-2019 | 16:32 | Apps do Android


Menos de um ano depois de disponibilizar o Linux on DeX, a Samsung acaba de informar os utilizadores deste serviço, o que mesmo vai ser descontinuado. Como curiosidade, o facto do Linux on DeX nunca ter chegado a deixar a fase beta.



O smartphone como ferramenta de trabalho, é ainda um objectivo por concretizar. marcas como a Samsung e Huawei, têm apostado no desenvolvimento de interfaces alternativas, para utilizar quando o smartphone é ligado a um monitor ou televisão. Foi preciso esperar pelo Android 10, para que a Google começasse a dar os primeiros passos nesta área, sendo que a sua proposta, não foi disponibilizada na versão final do Android. Não há por isso grandes alternativas para quem pretenda potenciar a utilização do seu smartphone ou tablet.


Com a chegada do Android 10, os equipamentos que estejam a correr Linux on DeX, vão deixar de o poder fazer, sendo que após a actualização, não será possível voltar Android 9 Pie. Se esta funcionalidade estiver a ser utilizada, não poderão efectuar o update para Android 10, pois a Samsung cancelou este projecto.

Tendo em conta que a marca Sul Coreana não dedicou mais de um ano ao Linux on DeX, questiona-se a razão porque terá lançado o mesmo. Cancelar o projecto quando o mesmo ainda está a dar os primeiros passos, acaba por ser pouco lógico do ponto de vista dos utilizadores, mas a Samsung por certo que terá dados que terão suportado esta decisão.

Earphones T9S BT 5.0 a €12

21-10-2019 | 16:30 | Aberto até de Madrugada


As propostas nos earphones Bluetooth de tamanho diminuto são cada vez mais frequentes, e agora temos uns que dão mais tranquilidade aos utilizadores ao contar com vários indicadores do nível da bateria.

Estes earphones T9S TWS BT 5.0 não só contam com Bluetooth 5.0 e podem funcionar tanto em modo individual como em stereo, como vêm com uma caixa que inclui um mostrador do seu nível de bateria como também indicadores do nível de bateria de cada um dos auriculares individualmente. E a melhor parte é que, mesmo assim, têm um preço bastante reduzido.


Estes earphones T9S estão disponíveis por apenas 12.75 euros.

A autonomia é de 3 a 4 horas em uso individual, sendo que a bateria da caixa os pode carregar por múltiplas vezes para prolongar a sua utilização, e já conta com ligação USB-C para facilitar a gestão dos cabos. Têm também protecção IPX6, que faz com que possam ser utilizados durante actividades desportivas, ou à chuva.

Notícias do dia

21-10-2019 | 15:30 | Aberto até de Madrugada

HTC lança Exodus 1s ultrapassado e com Android 8.1; Samsung vai investir nas TVs QD-OLED e ao mesmo tempo critica LG com vídeo de teste de burn-in para TVs OLED; fizemos uma viagem ao passado com o jogo ZX Spectrum de 1984 Worse Things Happen at Sea; LEGO persegue fãs que criaram peças impressas em 3D; Google Maps para iOS já deixa reportar acidentes, radares e trânsito tal como o Waze; TAMI explica trigonometria de forma táctil; vigaristas alugam contas do Facebook para escapar a bloqueios; e a Play Store começa a apresentar publicidade na secção de actualização das apps.

Antes de passarmos às notícias de hoje, ainda vão a tempo de participar no passatempo gadget da semana que está a dar um smartwatch Bilikay SN58; e estamos também a celebrar os 12 anos de AadM com uma prenda muito especial. Adicionalmente, o nosso meeting mensal - edição especial de 12º aniversário - é já este sábado.

YouTube Music já funciona em países não suportados - por 6 meses



A Google está finalmente a resolver um dos maiores problemas do seu serviço de YouTube Music: o de não funcionar em países não suportados. Quem paga pelo serviço tem sido surpreendido pela incapacidade de o poder utilizar caso fosse de férias (ou trabalho) para um país onde o serviço não estivesse disponível - nem sequer podendo aceder às músicas que tivesse gravado para modo offline.

Agora, a Google parece estar a gerir melhor a situação, permitindo que os clientes continuem a aceder ao serviço em países não suportados, mas apenas durante um período máximo de 6 meses. Ainda não será a situação ideal para quem vai estiver a fazer uma temporada de 1 ano a trabalhar em qualquer lado, mas sempre é melhor que nada. (Ainda falta clarificar se bastará um simples acesso no país de origem - eventualmente via VPN - para fazer reset ao contador e permitir mais 6 meses...)


Google diz que Google Photos "ilimitado" nos iPhones é bug



Depois de se ter descoberto que as fotos em formato HEIC usadas pelos iPhones não estavam a ser contabilizadas para efeitos de espaço no Google Photos, permitindo guardar as fotos com qualidade original - a Google vem dizer que afinal isso é um bug e que irá ser rectificado em breve.

Fica agora por comprovar qual será a "correcção", já que a anterior explicação dizia que o motivo para tal era a de que as fotos em HEIC/HEIF já ficavam em tamanho mais reduzido do que o que iriam ter ao serem recomprimidas pela Google. Vai ser seguramente algo que irá ser posto à prova assim que a Google fizer a dita correcção.


Google promete correcção no desbloqueio facial no Pixel 4



Depois de se ter descoberto que o Pixel 4 pode ser desbloqueado com olhos fechados, a Google vem dizer que irá disponibilizar uma actualização nos próximos meses, para que os utilizadores possam dizer que é necessário ter os olhos abertos.

É um pouco estranho a Google dizer que precisa de mais alguns meses, quando essa opção até estava disponível em versões beta do sistema. Mas mais estranho terá sido lançar o Pixel 4 sem essa opção e imaginado que os utilizadores não iriam criticar a possibilidade de os seus smartphones serem desbloqueados bastando apontá-los para o seu rosto enquanto dormem.


Pixel 4 sem vídeo 4K a 60fps para não ocupar demasiado espaço


Hi, Pixel 4 supports 4k video recording on the rear camera at 30fps. We find that the majority of users stick with 1080p, so we focus our energy on improving our quality in this mode, versus enabling a 4k 60fps mode that could use up to half a gigabyte of storage every minute.
— Made by Google (@madebygoogle) October 20, 2019


Há quem esteja a criticar o Pixel 4 pela ausência de vídeo 4K a 60fps, algo que se esperaria de um smartphone topo de gama com preço a começar nos 749 euros. Mas a Google tem uma "justificação" para isso: o espaço ocupado.

A Google diz que preferiu focar-se no modo de gravação de vídeo Full HD 1080p, que é o mais escolhido pelos utilizadores, do que disponibilizar um modo 4K a 60fps que ocuparia cerca de 500MB por minuto de vídeo. Se é uma justificação lógica ou uma mera desculpa, isso é algo que terão que ser os consumidores a decidir... mediante a escolha que fizerem para o seu próximo smartphone.


Curtas do dia


Resumo da madrugada




Google a dar tiros nos pés - parte 999

21-10-2019 | 15:21 | Apps do Android


Depois do sensor de impressões digitais do Galaxy S10 sucumbir a películas de baixo custo, descobre-se que o reconhecimento facial do Pixel 4 funciona até no caso da pessoa estar a dormir.


Numa altura em que a questão da segurança tem cada vez mais importância, a Google achou que não seria necessário ter em atenção alguns detalhes para o reconhecimento facial no seu mais recente Pixel 4. Contrariamente aos concorrentes que implementam métodos que tentam garantir que o utilizador está consciente de estar a bloquear o smartphone (por exemplo, tendo os olhos abertos), no Pixel 4 até um rosto de alguém potencialmente inconsciente servirá para desbloquear o smartphone.

— Chris Fox (@thisisFoxx) October 15, 2019


O mais curioso é que em versões iniciais do reconhecimento facial do Pixel 4 existia a referência a uma opção para exigir a presença dos olhos abertos, que no entanto desapareceu na versão final lançada no mercado. De resto, até no velhinho Android 4.1 a Google exigia que o utilizador piscasse os olhos, se detectasse o rosto demasiado imóvel e suspeitasse que se tratasse de uma fotografia.

Embora seja o tipo de coisa que a Google poderá melhorar através de actualizações, não será seguramente um bom sinal que logo de origem o Pixel 4 seja lançado sem esse tipo de preocupação com a segurança.

E não esquecer que, neste caso, os utilizadores nem sequer podem recorrer a um sensor de impressões digitais como alternativa: pois a Google seguiu o exemplo da Apple e também o removeu.



Duet Display expande-se para os Macs

21-10-2019 | 14:30 | Aberto até de Madrugada


Com a Apple a ter copiado a funcionalidade do Duet Display de deixar usar um iPad como ecrã secundário no macOS Catalina, o Duet expande as suas capacidades, permitindo usar outros Macs como monitores adicionais.

O Duet Display popularizou-se por permitir usar um iPad como monitor externo de um mac (ou PC), aumentando significativamente a utilidade do tablet para todos os que já se tinham interrogado "porque motivo não posso usar o meu tablet como ecrã?" ou "só lhe faltava uma entrada HDMI para ficar perfeito!" Com essa missão a ser posta em risco devido ao copianço da Apple, resta fazer aquilo que a Apple (ainda) não faz.

Com o novo modo Mac-to-Mac o Duet Display permite utilizar um computador Mac como ecrã de outro Mac.

Bem vistas as coisas, este é o tipo de funcionalidade que os próprios sistemas operativos deveriam permitir de raiz. Mas, enquanto não o fazem - ou o vão fazendo com mais limitações - pelo menos sabemos que se pode recorrer ao Duet Display para conseguir esse efeito.

Teracube: Conheça o smartphone com 4 anos de garantia em peças e por menos de 200 euros

21-10-2019 | 14:26 | TecnologiaHoje

Teracube: Conheça o smartphone com 4 anos de garantia em peças e por menos de 200 euros

O Teracube é um smartphone projetado para todas as pessoas que procuram um dispositivo duradouro e que dure o máximo de tempo possível.

Este projecto foi lançado na Indiegogo e até agora está a ter um sucesso assustador, contando já com mais de 100 000 euros angariados de investimento e com mais de 675 investidores interessados no projecto.

A maioria dos smartphones duram em média 2 anos ou menos, mas o Teracube foi projetado para durar o dobro, sendo prova disso a garantia de 4 anos dada pela fábrica. Aliado a isso estamos perante um projecto onde o processo de fabrico é feito de forma sustentável e amiga do ambiente.

A garantia Teracube, que é o Top deste projeto, cobre todas as peças, desempenho, acabamento e transporte bidirecional sem nenhum custo para o utilizador, onde inclui ainda a substituição gratuita da bateria, que é realmente inovadora.

É oferecida também uma opção de substituição expressa para que nunca fiquemos sem smartphone no caso de haver algum imprevisto.

Em termos de características técnicas, destacamos:

teracube caracteristicas






Tesla Roadster vai superar todas as promessas já feitas

21-10-2019 | 13:00 | Aberto até de Madrugada


Com a maioria dos fabricantes automóveis a fazerem promessas quanto aos seus carros eléctricos "para os próximos anos", também a Tesla vem fazer o mesmo a propósito do seu novo Roadster, e que irá para além das características alucinantes já anunciadas.

O novo Tesla Roadster deixou todos de queixo caído, não só pelo seu design atractivo como, particularmente, pelas prestações anunciadas de aceleração de 0-100 km/h em 1.9s, velocidade máxima superior a 400 km/h, e autonomia para mais de 1000 km.

Agora, temos Franz von Holzhausen (Tesla Chief Designer) a dizer que o Tesla Roadster de produção irá superar todas as características já anunciadas, e ser melhor em todos os aspectos.

É um pouco difícil imaginar como é que um automóvel poderá ser ainda melhor que o que já foi anunciado, mas o que é certo é que são afirmações que validam coisas que já tinham sido previamente referidas. Um piloto de testes do Roadster já tinha dito o ano passado que o carro iria ser mais rápido que o anunciado, pois aqueles eram valores que tinham sido obtidos com o protótipo, e que estavam a ser alvo de constantes melhorias ao longo do seu desenvolvimento (e já lá vai mais de um ano desde então).

O que é certo é que vão haver muitas dezenas de pessoas que irão ter um Tesla Roadster gratuito (incluindo pelo menos um para Portugal), e por isso não irão faltar oportunidades para ver o que é capaz de fazer. :)

Empresa constrói mini-oásis nos quintais

21-10-2019 | 12:13 | A Minha Alegre Casinha


Se algumas pessoas têm o sonho de ter uma piscina, outras não conseguem esquecer a imagem de um paraíso tropical. A Zydeco é uma empresa que trata de recriar um desses paraísos para quem tiver espaço, e dinheiro, para tal.

Em vez de se limitar a fazer uma piscina, a Zydeco recria um cenário tropical completo no terrno dos seus clientes, incluindo um lago de água azul turquesa, rodeado de areia branca, e até um bungalow sobre a água.

O preço não é nada barato, e há toda uma série de questões sobre como é feita a manutenção do "lago"... mas pelo menos, em vez de um paraíso que fica a dezenas de horas de viagem de avião, ficam com um que fica à distância de abrir a porta. :)


HTC lança Exodus 1s ultrapassado e com Android 8.1

21-10-2019 | 11:00 | Aberto até de Madrugada


A HTC continua iludida a pensar que o "blockchain" será a sua salvação, lançando um novo smartphone Exodus 1s, completamente anacrónico, com hardware e Android ultrapassados.

Seguindo-se ao Exodus 1 original do ano passado, este novo Exodus 1s apenas torna ainda mais evidente a falta de rumo da HTC, que parece estar distraída ao ponto dos seus eventuais clientes não notarem que estão a lançar um smartphone com um ano de idade (Desire 12s) como sendo novo.

Temos o mesmo ecrã HD+ de 5.7" (ainda com margens generosas em cima e baixo), um datado CPU Snapdragon 435, 4GB de RAM, 64GB (que nem sequer chegam para aguentar com o tal blockchain), câmara de 13MP à frente e atrás, bateria de 3075mAh, e sensor de impressões digitais à moda antiga, na traseira. E para que não haja dúvidas da idade deste smartphone, vem com micro-USB e, mais difícil de engolir que tudo o resto, Android 8.1 Oreo!

Mesmo tendo um preço de 219 euros, parece um verdadeiro atentado às (boas) memórias que a HTC ainda pudesse entre alguns dos seus fãs.


Nota: Quem quiser tirar partido do "blockchain" terá que investir num microSD adicional, já que o ledger Bitcoin ocupa actualmente cerca de 260GB. Pelo que terão que investir pelo menos num cartão de 400GB ou 512GB (ou 1TB). Felizmente, este smartphone suporta microSD até 1TB... seria o cúmulo nem sequer suportar microSD com a capacidade necessária para o "blockchain".

Wordpress: foram detetados plugins maliciosos para minerar criptomoedas

21-10-2019 | 10:40 | TecnologiaHoje

Wordpress: foram detetados plugins maliciosos para minerar criptomoedas


Os técnicos da empresa de segurança do site Sucuri não só destacaram o aumento de plugins maliciosos para  WordPress, mas, além de plugins maliciosos dedicados a comprometer os servidores dos sites onde eles estão instalados, há também plugins maliciosos dedicados à execução de código binário Linux para mineração de criptomoedas.

Estes plugins maliciosos usam nomes de plugins oficiais, sendo basicamente clones aos quais foram adicionadas funções maliciosas, o que pode levar ao erro por parte de quem gere sites WordPress.

Para fazer isso, os hackers não precisam criar plugins maliciosos completamente do zero, pois reutilizam o código fonte dos plugins verdadeiros para criar clones, adicionando funções de malware.

Além disso, existem informações e ferramentas na web para os hackers criarem os seus próprios plugins maliciosos, sendo esse exemplo, o plugin "wpframework" encontrado em vários dos sites hackeados, onde à primeira vista é inofensivo, mas após análise ao  código fonte o mesmo possui uma função que executa um código Linux para a mineração de criptomoedas.

Este clone foi gravado pela primeira vez em Setembro de 2019, sendo que o plugin oficial é anterior a 2011.

Neste sentido, importa referir que temos que ter muito cuidado com os plugins já instalados, bem como os themes, pois os mesmos podem conter o mesmo tipo de funções maliciosas no seu código fonte.




Xiaomi revela monitor Mi Surface Display de 34" a 144Hz com FreeSync

21-10-2019 | 10:00 | Aberto até de Madrugada


A Xiaomi parece querer estar presente em todas as áreas de mercado, e agora adiciona um monitor ultrawide curvo de 34" ao seu catálogo: o Surface Display de 34" a 144Hz com FreeSync.

Tradicionalmente destinados aos jogadores, os monitores com refresh rate elevado facilmente conquistarão até os utilizadores ditos "normais", assim que eles virem as vantagens de ir para lá dos 60Hz (até nos smartphones começamos ver modelos "normais" a recorrerem a ecrãs de 90Hz). O grande problema tem sido o preço, mas isso é algo com o qual a Xiaomi está habituada a lidar.


O Mi Surface Display é um monitor 21:9 de 34" com resolução de 3440×1440 e podendo apresentar imagens a 144Hz, com tecnologia FreeSync. O painel VA tem curvatura de 1500R, mais pronunciada que os monitores curvos de 1800R ou 1900R, permitindo uma maior imersão dos utilizadores. Conta também com margens bastante reduzidas (cerca de 2mm) nas partes laterais e em cima.

Mas as melhores notícias é que este monitor irá custar apenas  ¥2499 na China (315 euros), que se reduzem para os ¥1999 (252 euros!) para os clientes que fizerem a pré-compra do mesmo.

A grande pergunta é saber se a Xiaomi o irá fazer chegar ao ocidente com preços "idênticos" aos que está a praticar na China. De qualquer forma, mesmo que não o faça, o diferencial de preço parece ser suficiente para que continue a ser atractivo para comprar em lojas não Xiaomi que se encarreguem de o fazer chegar até nós.

Direct Flights: Viaje sem escalas a partir de qualquer aeroporto

21-10-2019 | 09:59 | TecnologiaHoje

Direct Flights: Viaje sem escalas a partir de qualquer aeroporto



Você quer viajar, sem dores de cabeça? Uma maneira simples de simplificar uma viagem é apanhar um voo que nos leve directamente do ponto A ao ponto B. Sem escalas, sem transferências, sem atrasos.


A Direct Flights promete mostrar-lhe todos os voos directos disponíveis a partir de qualquer aeroporto do mundo. Pode utilizar a sua localização, procurar um aeroporto em particular, ver voos de todas as companhias aéreas ou explorar mais de 3.000 aeroportos.

Independentemente dos critérios que você usa, a plataforma vai-lhe dar uma série de resultados para se adequar à sua pesquisa. Irá mostrar-lhe a data, hora, companhia aérea e preço do voo. 

Além disso, você pode usar alguns dos filtros para obter resultados mais específicos. Por exemplo, se preferir que os voos com preços mais baixos tenham prioridade, ou se preferir que sejam ordenados por quantidade de km ou duração da viagem, tudo isto é possível. 

Por fim, após as pesquisas se lhe interessar algumas das opções, basta selecioná-la e irá ser direcionado para a plataforma apropriada para fazer a reserva ou completar as informações de viagem.





Samsung vai investir nas TVs QD-OLED com redução substancial de custos

21-10-2019 | 09:00 | Aberto até de Madrugada


Embora nesta fase a Samsung esteja a fazer todos os esforços por "falar mal" dos televisores OLED, em breve terá que mudar de conversa, já que está a fazer um forte investimento para começar a produzir os seus próprios televisores OLED - ou mais, concretamente, QD-OLED.

Os televisores LCD QLED da Samsung são dos melhores LCDs que existem no mercado, mas a Samsung sabe bem o valor dos OLED - ou não fosse ela a responsável por produzir a maioria dos ecrãs OLED para smartphones, que regularmente são considerados "os melhores de sempre" (como curiosidade, os utilizados no novo Pixel 4 são produzidos pela LG).

Embora também esteja a investir nos ecrãs micro-LED, a Samsung parece ter concluído que por agora seria mais vantajoso apostar também nos OLED, decidindo investir cerca de 10 mil milhões de euros na produção de painéis QD-OLED, começando pela adaptação de uma das suas linhas de produção de LCDs. E, para fazer frente à LG a Samsung conta com um grande trunfo: um custo de produção bastante mais reduzido.



Os televisores OLED que temos actualmente não contam com pixeis OLED "puros". Ou seja, não temos subpixeis OLED vermelhos, azuis e verdes. No caso dos painéis da LG (WOLED), o que temos são pixeis OLED que emitem azul e amarelo, que são depois convertidos nas outras cores através de filtros. Um sistema com alguma complexidade que obriga a utilizar cerca de 22 camadas para criar um ecrã.

No caso dos QD-OLED da Samsung, o sistema recorre a um painel OLED azul, com filtro quantum dot de conversão de cores, com apenas 13 camadas. Com esta "pequena" diferença, o custo de produção OLED por metro quadrado pode cair dos 95 dólares para cerca de 26 dólares.

É certo que ainda há questões técnicas a superar, e que também teremos que esperar até 2021 até estes QD-OLED começarem a chegar ao mercado. Mas se este diferencial de preços se mantiver, poderá ser o empurrão que faltava para fazer com que os OLEDs comecem finalmente a dominar o mercado. Depois é só uma questão de vermos a amnésia publicitária a funcionar, com a Samsung a mudar de cantiga e a dizer que afinal os televisores OLED são a melhor coisa do mundo. :)

British Museum e Google Arts & Culture, convidam a explorar o mundo Maia

21-10-2019 | 08:32 | Apps do Android


Saber e cultura não ocupam lugar. A Google partilha desta opinião, tendo no seu projecto Arts & Culture, uma forma de o público em geral, poder aceder a conteúdos de que outra forma, poderiam nunca chegar a ser vistos.

Post de, Hartwig Fischer Director of the British Museum

Depois de, em Novembro de 2017 ter lançado um projeto focado na civilização Maia na Guatemala, o Google Arts & Culture inicia agora uma nova fase de colaboração, desta vez com foco na cultura Maia no México. O novo projeto continua o esforço da preservação do património iniciado há 130 anos na selva da América Central e continua com o apoio da tecnologia através da colaboração de especialistas locais e internacionais.

O Google Arts & Culture juntou-se ao British Museum para preservar e disponibilizar no digital o maior arquivo do mundo de moldes de gesso Maia possibilitando que histórias até então inacessíveis passem a estar acessíveis à distância de um clique, bem como artefatos e obrs de artes e um website para exploração virtual.

No total estarão disponíveis 9 exposições on-line com mais de 650 peças (incluindo artefatos, fotografias, jornais e desenhos), 200 modelos 3D Poly bem como vídeos e explicações de vários peritos Maias.

    • Destaques
  • Reprodução da escadaria dos hieróglifos de Palenque - Trata-se da primeira reprodução digital/físico, feita em colaboração com o Governo mexicano e o British Museum. A produção e envio da reprodução 3D em tamanho real para o local original classificado Património da Humanidade em Palenque no México, um espaço onde a obra original se foi deteriorando ao longo do tempo.
  • Exposição online: Exploradoras - Olhando para o mundo Maia pelos olhos de mulheres aventureiras: Esta história explora as histórias esquecidas de mulheres exploradoras do séculos XIX. De Isabella Bird, que viajou largamente pela Ásia, América do Norte e Médio Oriente a Anne Maudslay, a mulher de Alfred Maudslay, um dos primeiros europeus a estudar as ruínas da civilização Maia.
  • Tour 360: Visite um dos locais mais belos da civilização Maia no México e siga os passos do explorador vitoriano Alfred Maudslay na exploração deste local.
  • Depoimentos e testemunhos: Trazendo os Maias para o mundo de hoje. Por Jago Cooper, curador das Américas no British Museum.
  • Documentário em vídeo

Monitores Asus TUF Gaming VG32VQ, VG27AQ e VG27BQ chegam a Portugal

21-10-2019 | 08:00 | Aberto até de Madrugada


A Asus fez chegar a Portugal os seus monitores TUF Gaming VG32VQ, VG27AQ e VG27BQ com tecnologia Extreme Low Motion Blur Sync, tempo de resposta inferior a 1ms e frequência variável até 165Hz.

A ASUS anunciou três novos monitores TUF Gaming com tecnologia ASUS Extreme Low Motion Blur Sync (ELMB Sync) - VG32VQ, VG27AQ e VG27BQ.

O ELMB Sync é uma tecnologia nova e exclusiva da ASUS que garante uma imagem nítida mesmo a frequências de actualização elevada. Para melhores resultados, estes monitores ELMB Sync devem ser utilizados com placas gráficas capazes de assegurar pelo menos 85 fps nos jogos a jogar.

A nova linha de monitores TUF Gaming oferece três variações sobre esse tema: o TUF Gaming VG32VQ curvo de 32 polegadas e os TUF Gaming VG27AQ e TUF Gaming VG27BQ ambos planos de 27 polegadas. Com taxas de actualização de até 165 Hz nos modelos de 27 polegadas e 144 Hz no VG32VQ, cada monitor é fornecido com o ELMB Sync, permitindo um tempo de resposta de imagem em movimento de menos de 1ms (MPRT) e ao mesmo tempo que elimina o rasgo nos frames e mantém a latência de entrada baixa para imagens nítidas em jogos com altas taxas de refrescamento. Estes monitores TUF Gaming também são compatíveis com o padrão HDR10 para reproduzir conteúdo com níveis alongados de cor e brilho.

TUF Gaming VG32VQ


O TUF Gaming VG32VQ possui um painel de 31,5 polegadas com uma proporção widescreen de 16:9 e uma curvatura de 1800R para uma tela grande e imersiva que se adapta a dimensões padrão para uma melhor compatibilidade com os jogos.

O VG32VQ possui uma resolução de 2560 x 1440 e beneficia de um painel que usa a tecnologia LCD de alinhamento vertical (VA). Isso oferece excelentes ângulos de visão e taxa de contraste superiores às variantes TN. O intervalo de refrescamento FreeSync pode ir de 48 Hz a 144 Hz, o que significa que os jogadores vão poder usufruir das vantagens do FreeSync com qualquer placa gráfica que suporte uma saída sustentada de pelo menos 48 fps - uma tarefa fácil para GPUs de gama alta e média de hoje.


TUF Gaming VG27AQ


O TUF Gaming VG27AQ possui um painel IPS de 27 polegadas com resolução de 2560 x 1440 e certificação G-SYNC, além de oferecer um equilíbrio entre tamanho e nitidez da imagem com 109 ppi. O amplo ângulo de visão de 178 ° do painel IPS evita que as cores sejam desbotadas a partir de ângulos descentralizados, proporcionando 99% da cobertura de cor sRGB sem prejudicar a qualidade da imagem. Este monitor tem um truque adicional: a taxa de actualização pode variar entre 48 Hz e a 165 Hz (overclocking) ao usar uma conexão DisplayPort.

Equilibrar a qualidade da imagem versus o tempo de resposta é sempre uma tarefa complicada, no entanto é o que o TUF Gaming VG27AQ faz melhor, garantindo ao mesmo tempo uma taxa de refrescamento de até 165 Hz.


TUF Gaming VG27BQ


Embora seja geralmente comum que os painéis TN tenham ângulos de visão mais finos e uma menor gama de cores em comparação com os tipos IPS ou VA, têm uma habilidade muito própria: os pixéis podem mudar de cor num milésimo de segundo, reduzindo significativamente o desfoque nas imagens em movimento rápido. É a solução ideal para jogos rápidos, principalmente em combinação com o ELMB Sync de última geração. Esses dois ingredientes formam a receita perfeita do TUF Gaming VG27BQ.

O VG27BQ partilha as mesmas especificações básicas do seu irmão IPS: um painel de 27 polegadas com resolução de 2560 x 1440 e suporte para ELMB Sync com uma taxa de atualização adaptável que pode variar entre 48 Hz a 165 Hz. No entanto, o tempo de resposta super rápido de 0,4ms derivado do seu painel TN une forças ao ELMB Sync numa combinação dos dois mundos que eleva a clareza de movimento a um nível totalmente novo.

Graças ao seu tempo de resposta extremamente baixo de 0,4ms e à redução de desfoque de movimento de alto nível, o TUF Gaming VG27BQ deve ser a primeira escolha de um jogador de elite.


Disponibilidade e preço

O ASUS TUF Gaming VG32VQ, VG27AQ e VG27BQ estão disponíveis em Portugal com preços de 499€, 579€ e 499€ respetivamente.

GDG DevFest Coimbra 2019 a 16 de Novembro

21-10-2019 | 07:00 | Aberto até de Madrugada


O GDG DevFest Coimbra já vai para a sua 4ª edição, que se vai realizar já no próximo dia 16 de Novembro (sábado), para um dia inteiramente dedicado a temas que interessarão aos developers das mais diversas áreas.

Estamos de volta com a quarta edição do DevFest Coimbra. Vai ser no dia 16 de Novembro no Auditório António Arnaut (no Centro Hospitalar de Coimbra) e durante todo o dia tens a possibilidade de assistir a palestras e workshops nas áreas de android, iOS, web, design, segurança e hardware divididas por três sessões em paralelo.

O primeiro grupo de oradores, vindos de toda a Europa, já se encontra online, assim como os primeiros bilhetes - early birds - com preço simbólico de €10 para garantir as comparências de quem realmente está interessado em aparecer.

DevFest Coimbra 2019
Quando: 16 de Novembro
Onde: Auditório António Arnaut (CHUC)
Site: devfest.gdgcoimbra.xyz


Se chegaram até aqui, temos alguns bilhetes para oferecer para este GDG DevFest Coimbra 2019. Se tiverem a certeza que podem comparecer, vejam se ainda sobra algum neste link.

Notable PHP package: PHP Get Currency Symbol

21-10-2019 | 04:54 | Manuel Lemos

By Manuel Lemos
Each currency used in different countries to represent money has a symbol that is associated the currency which is used to make clear when a given money amount is displayed so other people can see prices or other values that represent money.

This class can return the symbols used to represent many currencies using pure PHP, thus not relying on the availability of any PHP extension for that purpose.

Read this article to learn more details about how this notable PHP package works.

|