PlanetGeek

Cidadãos Europeus podem pedir indemnização ao Facebook pelo leak de dados

18-04-2021 | 11:00 | Aberto até de Madrugada

A Digital Rights Ireland quer processar o Facebook pelo leak de dados de 533 milhões de utilizadores, e está a pedir aos europeus afectados que se juntem ao processo.

Recentemente tivemos o caso dos telefones de 533 milhões de utilizadores do Facebook terem sido revelados, num incidente que o Facebook disse que nem sequer justificava notificar os utilizadores, mas há quem queira fazer com que este caso não se resuma a um "desculpem lá", mas sim que se torne num ponto de viragem que deixe bem claro que as empresas necessitam de tratar os dados dos utilizadores com muito mais cuidado.

A Digital Rights Ireland quer processar o Facebook por este incidente ao abrigo do RGPD europeu, e para se juntarem ao processo só têm que fazer parte do grupo de pessoas que teve o seu número de telefone exposto neste leak.

Para saberem se é o caso, bastará darem um salto ao "Have i been pwned", que já permite fazer pesquisas por número de telefone para além do email, e validarem que o vosso número de telefone está na lista.

Veremos se este caso se poderá vir a tornar no primeiro caso mega-exemplar de aplicação do RGPD / GDPR, com potencial aplicação de uma multa milionária; mas é de antecipar que a batalha não seja fácil, pois se o Facebook estiver perante a perspectiva de poder ter que pagar centenas de milhões ou até milhares de milhões de euros - se for aplicada a multa dos 4% sobre a facturação anual - seguramente não se importará de gastar dezenas ou centenas de milhões para tentar resolver as coisas a seu favor, seja lá por que meios for.

Dacia Sandero Stepway com 2 estrelas nos testes EuroNCAP

18-04-2021 | 10:00 | Aberto até de Madrugada

O Dacia Sandero Stepway obteve apenas duas estrelas nas provas de segurança realizadas pelo EuroNCAP - mas há uma explicação.

Apesar de, à primeira vista, parecer um resultado chocante para um modelo que acaba de ser renovar, convém explicar o motivo. Este resultado não se deve à sua má resposta nas provas de choque, nas quais conseguiu obter resultados que lhe permitiriam alcançar as 4 estrelas, mas sim ao facto de não dispor de alguns dos sistemas de segurança activa que o EuroNCAP passou a valorizar nas suas baterias de testes.

O Sandero Stepway – e por consequência, também o Sandero normal e o Dacia Logan, que partilham a parte frontal e o chassis – conseguiram uma nota de 70% na protecção de adultos em caso de choque e 72% na protecção de crianças sentadas nas suas cadeiras de retenção. A nota média deste modelo baixa significativamente por apenas ter alcançado 41% na protecção dos utilizadores vulneráveis das vias (peões e ciclistas) e 42% nos sistemas de assistência de segurança, as também denominadas ajudas à condução.

Desde há alguns anos, o EuroNCAP, que até então apenas avaliava os resultados das provas de impacto, modificou os seus critérios para passar a incluir também as análises dos diferentes sistemas de segurança dos veículos testados. No caso do Sandero, por exemplo, o facto do seu sistema de travagem de emergência, que é de série, reconhecer apenas outros veículos mas não reconhecer peões ou ciclistas motivou a baixa nota no que diz respeito à protecção dos utilizadores vulneráveis das vias.

O Sandero também não conta com protecção activa para peões no capot, o que, juntando ao facto da maioria das versões deste modelo não contarem com ajudas à condução, como o auxiliar de manutenção de faixa de rodagem ou o alerta de ângulo morto, influenciou negativamente a nota final deste modelo.

O EuroNCAP explicou na sua comunicação à imprensa que o Dacia Sandera "teria alcançado uma classificação de quatro estrelas, caso não tivesse economizado nos sistemas de segurança". Neste caso torna-se evidente que a Dacia apostou no preço e deixou de fora da lista de equipamentos de série alguns dos elementos que serão obrigatórios a partir de 2022.



[Artigo publicado originalmente no Pela Estrada Fora]

Arábia Saudita quer criar cidade linear com 170 km de extensão

18-04-2021 | 09:00 | Aberto até de Madrugada

Do reino das ideias megalómanas chega um projecto que promete criar uma cidade sustentável, que se prolonga por 170 km de extensão.

A ideia, que é desde logo confrontada como sendo completamente irrealista e insustentável por múltiplos especialistas, apresenta-se como sendo uma alternativa às metrópoles actuais, abdicando de estradas à superfície e colocando os habitantes em primeiro lugar. Na verdade, em vez de uma única "cidade", o que temos é uma série de pequenas mini-cidades modulares, onde os habitantes teriam tudo o que precisam a uma distância de 5 minutos a pé.
Estes módulos seriam interligados por uma coluna central subterrânea de transportes, incluindo transportes de alta-velocidade tipo hyperloop, que permitiram percorrer os 170 km da sua extensão em poucos minutos. A ideia seria nenhum ponto da cidade, ao longo de toda a linha ficar a mais de 20 minutos de distância.

Uma boa ideia em termos de urbanismo teórico, mas que dificilmente passará dos planos digitais para a realidade - apesar de estar prometido o arranque da construção ainda durante a primeira metade deste ano; e temos exemplos de outras mega-cidades na região que foram construídas, e que permanecem praticamente abandonadas.


SPC com dois novos tablets low cost

18-04-2021 | 08:32 | Apps do Android



SPC renova portefólio de tablets com duas novas propostas de baixo custo.

SPC, empresa tecnológica especializada no desenvolvimento de produtos eletrónicos de consumo, renova as suas gamas de tablets GRAVITY e LIGHTYEAR com sete novas referências, para consolidar a sua posição e crescimento nos segmentos de preços em que a empresa compete.
 
As gamas GRAVITY e LIGHTYEAR foram concebidas para se adaptarem às diferentes necessidades dos utilizadores e otimizarem a sua experiência de utilização. Esta segunda geração de tablets incorpora várias melhorias técnicas aplicadas a todos os novos dispositivos: grande melhoria no que diz respeito à autonomia, altifalantes redesenhados para um som melhor e amplificado, incorporação de ligação USB-C e o compromisso de oferecer altas velocidades de conexão.
 
Para a primeira família, a empresa atualiza as referências GRAVITY, GRAVITY 4G e GRAVITY PRO e apresenta o novo GRAVITY ULTIMATE, enquanto para a série LIGHTYEAR renova os tablets LIGHTYEAR e LIGHTYEAR PRO e incorpora um novo modelo, LIGHTYEAR 4G.
 

Família GRAVITY: tablets para tarefas profissionais, entretenimento doméstico ou diversão em streaming
 
A segunda geração da gama GRAVITY, com desempenho avançado, é composta pelas referências GRAVITY, GRAVITY 4G e GRAVITY PRO e pelo novo GRAVITY ULTIMATE
 
Os equipamentos oferecem as últimas tendências do mercado para assegurar um desempenho ótimo: o seu chassis é 20% mais leve e oferecem em média mais 50% de autonomia de bateria - até 12 horas - em comparação com a anterior geração GRAVITY. Apresentam altifalantes estéreo redesenhados para volume amplificado e conectividade USB Tipo C em toda a gama. A secção de câmaras dos novos GRAVITY também foi renovada: incorporam uma câmara traseira de 5 Mpx com foco automático capaz de capturar vídeo com resolução Full HD a 1080p e uma câmara frontal de alta resolução para videoconferência. Além disso, a nova geração de GRAVITY é compatível com o controlo parental do Google Family Link, que permite aos pais controlar o conteúdo e as aplicações específicas disponíveis para o acesso das crianças. Também é possível estabelecer limites de tempo e uma hora de dormir no tablet para os ajudar a alcançar um bom equilíbrio.
 
Ao mesmo tempo, oferecem processadores Octa-Core ou Quad-Core, de última geração de 12 nanómetros, altas velocidades de conexão e configurações de memória muito amplas de até 4GB de RAM e 64GB de armazenamento interno, numa proposta clara para oferecer alternativas a cada utilizador.
 
Os GRAVITY ULTIMATE e GRAVITY PRO posicionam-se como os novos tablets topo de gama da SPC: incluem um processador Quad-Core de 12nm de nova geração a 2,0 GHz para um grande desempenho, WiFi 5 ultrarrápido e grandes capacidades de memória; 4GB de RAM de quarta geração e 64 GB de armazenamento interno no caso do ULTIMATE, e o PRO com 3GB de RAM e 32 GB de ROM. Além disso, têm ecrãs de alta qualidade: o ULTIMATE tem um ecrã IPS Full HD com resolução 1920x1200 e o PRO tem um ecrã IPS HD com resolução 1280x800. Esta combinação de processador, memória RAM e WiFi 5 fazem deles os tablets perfeitos para garantir uma grande experiência de jogo em streaming, através de plataformas como o Google Stadia.
 
O GRAVITY 4G é a opção para quem necessita das mais recentes características técnicas e conectividade sem limites: destaca-se pela sua conectividade LTE, processador Octa-Core a 1,6 GHz, tecnologia de desbloqueio facial e um ecrã IPS HD com resolução 1280x800. Estará disponível em duas versões: com opções de 4 ou 3GB de RAM e 64 ou 32GB de memória interna.
 
Finalmente, o GRAVITY é atualizado para oferecer o equilíbrio perfeito entre desempenho e características num tablet absolutamente versátil: está equipado com um processador Quad-Core de 1,3 GHz, 2GB de RAM, 32 GB de memória interna, WiFi 4 e um ecrã IPS HD de resolução 1280x800. E, tal como as outras novas referências GRAVITY, é compatível com o Google Family Link, para ajudar os pais a orientar os seus filhos na utilização do dispositivo.
 

Família LIGHTYEAR: soluções para todos num corpo compacto de 8"
 
A segunda geração da gama LIGHTYEAR da SPC consiste em três soluções diferentes para aqueles que requerem um tablet com um corpo compacto: LIGHTYEAR e LIGHTYEAR PRO e o novo LIGHTYEAR 4G. Destacam-se pela sua autonomia de até 7,5 horas, o seu armazenamento de 32 GB de memória interna, sistema operativo Android 10altifalantes redesenhados para som extremamente potente e conector USB-C reversível. Incluem também um ecrã IPS HD de 8 polegadas e uma câmara traseira de 2Mpx que oferece captura de vídeo HD a 720p.
 
O LIGHTYEAR está disponível em três cores e foi especialmente concebido para o segmento infantil, para que os membros mais jovens da família possam desfrutar do seu próprio dispositivo para consumir o seu conteúdo favorito: vem equipado com um processador Quad Core de 1,3 GHz, 2GB de RAM e WiFi 4.
 
LIGHTYEAR PRO, outra das novidades da SPC, destina-se a jovens e adolescentes que querem um tablet para jogar jogos e desfrutar de conteúdos multimédia. Inclui um processador de grande rendimento Quad-Core de 12nm 2.0 GHz, 3GB de RAM de quarta geração e WiFi 5 Dual Band ultrarrápido.
 
Por outro lado, o mais recente LIGHTYEAR 4G aposta na conectividade e destina-se aos utilizadores profissionais com necessidades de mobilidade que procuram uma solução compacta e fiável: tem conectividade LTE ultrarrápida e WiFi 4 para aceder à Internet a partir de qualquer lugar. Inclui um processador Octa-core e 2GB de memória RAM.
 
 
Preço e disponibilidade
 
As seguintes referências já se encontram disponíveis no mercado:
 

  • GRAVITY ULTIMATE da SPC está disponível por 199,90 euros.
  • GRAVITY 4G (3GB de RAM/ 32GB de ROM) da SPC está disponível por 189,90 euros.
  • GRAVITY PRO da SPC está disponível por 179,90 euros.
  • LIGHTYEAR 4G da SPC está disponível por 149,90 euros.
  • LIGHTYEAR da SPC está disponível por 129,90 euros.
 
Os seguintes modelos estarão disponíveis em breve:
 
  • GRAVITY 4G (na sua versão de 4GB de ROM e 64GB de ROM) estará disponível por um preço recomendado 219,90  euros.
  • GRAVITY da SPC estará disponível por um preço recomendado 169,90 euros.
  • LIGHTYEAR PRO da SPC estará disponível por um preço recomendado 149,90 euros.
 

Câmaras de um Tesla ajudam a identificar suspeito

17-04-2021 | 20:00 | Aberto até de Madrugada

Confirmando aquilo que temos referido há anos, nos EUA houve um caso em que as câmaras de um Tesla facilitaram a identificação de um suspeito que terá cometido uma série de crimes de ódio racial, incendiado uma igreja e danificado vários automóveis.

No final do ano passado houve uma série de incidentes numa localidade dos EUA, com repetidos incidentes de fogos numa igreja, e carros nas imediações a terem os seus pneus cortados. As autoridades acabaram por identificar um homem de 44 anos como sendo o autor desses actos, e para isso terá contribuído a sua decisão de ter decidido cortar os pneus e roubar as jantes de um Tesla.

Como já é amplamente conhecido por inúmeros outros casos, os Tesla contam com um sistema de vigilância que grava vídeo sempre que é detectado movimento em redor do carro quando está estacionado, e que também neste caso permitiu apanhar imagens excelentes do suspeito.
Os documentos do Tribunal revelam que as autoridades pediram o acesso às imagens captadas por este Tesla para ajudar na identificação do suspeito, e a questão é que, com cada vez mais carros equipados com câmaras, isto será apenas um dos primeiros passos no sentido de um futuro em que se tenha tudo e todos sob vigilância permanente. Houve um incidente em determinado local e determinada hora? Bastará contactar os fabricantes de automóveis para que indiquem que veículos seus estavam perto do local naquele momento, e pedir o acesso aos vídeos que puderem ter captado.

Claro que ninguém se importará que tal capacidade seja utilizada para apanhar criminosos ou ajudar a esclarecer acidentes; o problema surge quando alguém decidir abusar desse poder para espiar um parceiro de quem desconfia, ou um rival, ou alguém de quem procura informações potencialmente comprometedoras para pressionar ou chantagear. Coisas que, como Edward Snowden revelou, acabam por ser prática corrente (com funcionários da NSA a espiar namoradas ou parceiros) para quem tiver acesso a sistemas deste tipo.

Macropad - mini-teclado para macros

17-04-2021 | 17:30 | Aberto até de Madrugada

Se sentem falta de algumas teclas no teclado para efectuarem macros, nada como construir um mini-teclado dedicado a essa função.

Este Macropad V2 pode ter a aparência de um teclado numérico convencional, mas na verdade é muito mais capaz que isso. Este é um mini-teclado em que cada tecla pode desempenhar qualquer sequência de teclas que se deseje, e em que podemos programar até 16 conjuntos de 9 teclas programáveis, para um total de 144 macros à nossa escolha.

No coração do sistema, para além das teclas, está um pequeno micro ATmega32U4, e como bónus temos ainda um botão rotativo que de origem vem programado para controlar o volume, e que suporta um clique e clique longo - e que também poderão para funcionar como bem entenderem.

Infelizmente nesta versão as macros e layouts têm que ser pré-programadas no próprio Arduino, pelo que não será muito prático para quem tiver necessidade de fazer alterações frequentes às suas macros. Mas, ainda assim, será bastante útil para acelerar o processo de teclar sequências repetitivas, quer seja um endereço de email, ou morada, ou acções em programas ou jogos.


Novos sets LEGO Harry Potter

17-04-2021 | 15:30 | Aberto até de Madrugada

A LEGO e Warner Bros. anunciaram oito novos conjuntos LEGO dedicados ao universo Harry Potter, que farão as delícias dos fãs.

O Grupo LEGO e a Warner Bros. apresentaram um novo conjunto de sets LEGO Harry Potter para ajudar os jovens feiticeiros e feiticeiras a mergulhar em aventuras inspiradas pelos primeiros anos de Harry Potter na escola de magia de Hogwarts. Desde o impressionante Xadrez dos Feiticeiros, ao ambicioso plano com a Poção Polissuco, os novos sets estão repletos de personagens populares, criaturas e características imaginativas para ajudar os jovens construtores a recriarem as suas aventuras preferidas dos filmes ou criarem histórias suas, cheias de magia.

Enquanto as paredes encantadas de Hogwarts são o cenário de muitos dos sets, os fãs podem deixar voar a sua imaginação da imaginação e explorar o resto do mundo mágico de Harry Potter, a voar nas asas incandescentes de Fawkes, a fiel fénix de Dumbledore ou visitar as ruas repletas de neve de Hogsmeade. Muitos dos sets podem ser interligados para estender as possibilidades de diversão a outras áreas de Hogwarts.

Alguns dos novos sets trazem uma minifigura dourada exclusiva para marcar o 20º aniversário de LEGO Harry Potter. Durante anos, a LEGO ajudou os fãs de Harry Potter a sentirem-se ainda mais próximos da magia e estes itens colecionáveis destacam algumas das personagens que ajudaram a reviver os momentos mais memoráveis destas duas décadas de LEGO Harry Potter.

Os novos sets vão estar disponíveis em LEGO.com, nas lojas LEGO ou em parceiros de retalho selecionados a partir de 1 de Junho e, de forma mais abrangente, a partir de 1 de Agosto. Uma seleção de sets vai estar também disponível para pré-venda em LEGO.com e em alguns parceiros de retalho a nível global.

  • LEGO Harry Potter Hogwarts: Erro de Poção de Polissuco (76386)
    A partir dos 7 anos; 217 peças;
    O set completo mede 8cm de altura, 12 de largura e 6 de profundidade;
    Pode ser ligado ao set LEGO Harry Potter Câmara dos Segedos de Hogwarts (76389);
    PVP recomendado a partir dos 19,99€.

  • LEGO Harry Potter Hogwarts: Encontro com o Fluffy (76387)
    A partir dos 8 anos; 397 peças;
    O set completo mede 30cm de altura, 19cm de largura e 7 de profundidade e pode ser ligado a outros sets LEGO® Harry Potter;
    Inclui 3 minifiguras: Harry Potter, Hermione Granger e Ron Wesley e uma minifigura dourada de Hermione Granger exclusiva do aniversário;
    PVP Recomendado a partir dos 39,99€.

  • LEGO Harry Potter Visita à Aldeia de Hogsmeade (76388)
    A partir dos 8 anos; 851 peças;
    O set completo mede 22cm de altura, 30 de largura e 9 de profundidade;
    Inclui 6 minifiguras: Harry Potter, Dean Thomas, Professora McGonagall, Madame Rosmerta, Senhor e Senhora Flume e uma minifigura dourada de Ron Weasley exclusiva de aniversário; PVP Recomendado a partir dos 79,99€.

  • LEGO Harry Potter Câmara dos Segredos de Hogwarts (76389)
    A partir dos 9 anos; 1176 peças;
    O set mede 40cms de altura, 40 cm de largura e 11cm de profundidade e pode ser combinado com outros sets LEGO Harry Potter;
    Inclui 10 minifiguras: Harry Potter, Ginny Weasley, Tom Riddle, Colin Creevey, Justin Finch-Fletchey, Luna Lovegood, Gilderoy Lockhart, Albus Dumbledore, Professora Sinistra e Nick Quase-sem-Cabeça, e uma minifigura dourada de Voldemort exclusiva de aniversário;
    PVP Recomendado a partir de 139,99€.

  • LEGO Harry Potter Hogwarts Xadrez dos Feiticeiros (76392)
    A partir dos 10 anos; 876 peças;
    O set completo mede cerca de 8cm de altura, 27cm de largura e 27 cm de profundidade;
    Inclui 3 minifiguras: Harry Potter, Hermione Granger e Ron Weasley e uma minifigura dourada de Severus Snape exclusiva de aniversário;
    Inclui 32 peças de xadrez para construir, baseadas na icónica cena do filme Harry Potter e a Pedra Filosofal;
    PVP Recomendado a partir de 69,99€.

  • LEGO Harry Potter Harry Potter e Hermione Granger (76393)
    Modelos para construir de Harry Potter e Hermione Granger;
    A partir dos 10 anos; 1673 peças;
    Ambos os modelos medem cerca de 26cm de altura;
    PVP Recomendado a partir dos 129,99€.

  • LEGO Harry Potter Fawkes, A Fénix de Dumbledore (76394)
    Modelo de construção e exposição de Fawkes, com asas que se mexem mecanicamente;
    A partir dos 10 anos; 597 peças;
    Envergadura de asa de 35cm e 24cm do bico à cauda;
    PVP recomendado a partir dos 39,99€.

  • LEGO Harry Potter Hogwarts: Primeira lição de voo (76395)
    A partir dos 7 anos; 264 peças;
    O set completo mede 15cm de altura, 20cm de largura e 6cm de profundidade;
    Inclui 3 minifiguras: Neville Longbottom, Draco Malfoy e Madame Hooch e uma minifigura dourada do Professor Quirrell, exclusiva do aniversário;
    PVP Recomendado a partir de 29,99€.


Vai ser complicado resistir ao tabuleiro de xadrez... :)

Core chega à Epic Store com milhares de jogos gratuitos

17-04-2021 | 13:30 | Aberto até de Madrugada

Já está disponível na Epic Games Store o "jogo de fazer jogos" Core, que inclui mais de 20 mil jogos gratuitos e convida todos a criarem os seus próprios jogos.

Actualmente não há falta de plataformas de criação de jogos, mas a Epic avança com aquela na qual tem investido. O Core funciona como uma plataforma de criação de jogos, disponível exclusivamente via Epic Store, e que suporta praticamente todos os tipos de jogos que se puderem imaginar, como RPGs, FPS, side-scrollers, e tudo o mais. Tudo assente em cima do Unreal Engine da própria Epic, e disponibilizando milhares de elementos pré-feitos para facilitar a criação dos jogos.


De certa forma não deixa de parecer uma estratégia de longo prazo para cativar os futuros game developers, que depois de se habituarem a criar jogos neste Core, ficarão mais predispostos para utilizarem o Unreal Engine quando se quiserem aventurar em coisas mais a sério.

Tesla aumenta preço do telhado solar para quem já passou meses à espera

17-04-2021 | 12:08 | A Minha Alegre Casinha

As telhas solares da Tesla estão a revelar-se uma imensa dor de cabeça, tanto para a Tesla como para os clientes - que apesar de estarem há meses à espera, agora vêem o orçamento que lhes tinha sido dado aumentar significativamente.

Clientes que já estavam há um ano à espera do seu telhado com telhas solares da Tesla estão a ser contactados com a indicação de que afinal irão ter que pagar bastante mais pelo seu telhado do que aquilo que lhes tinha dito. Num dos casos, um cliente a quem tinha sido dado um orçamento de 77 mil dólares, para telhado e power walls, viu esse valor aumentar para os 119 mil dólares, num aumento de mais de 50% - apesar de estar há quase um ano à espera do seu telhado e já ter gasto milhares de dólares em obras de preparação para a instalação.

A Tesla está a justificar o aumento tendo em conta a "complexidade" de instalação nos telhados, mas a verdade é que isso não parece explicar tudo, nem tão pouco os muitos problemas e atrasos que têm impedido que estas telhas solares se tornassem na solução que muitos esperavam - e seguramente que esta forma de lidar com os clientes, dizendo que afinal o valor a pagar é 50% superior ao que tinha sido inicialmente indicado, poderá vir a ditar um futuro ainda mais complicado para o projecto, que inicialmente era apresentado como sendo competitivo face ao custo de um telhado com painéis solares tradicionais.
De resto, para uma empresa que tanto procura a eficiência e redução de custos, não deixa de ser um pouco ridículo estar a insistir nestas telhas solares, caras e de instalação trabalhosa, quando poderia apostar em painéis modulares de maiores dimensões, que permitissem fazer um telhado solar mais moderno, funcional, e que simplificasse a instalação, como outras empresas têm estado a tentar fazer (como a Sun Roof). Talvez com o cancelamento das instalações das telhas, possa ver que afinal poderá ter seguido uma estratégia errada.

Produtos CHIP poderão chegar ainda este ano

17-04-2021 | 11:00 | Aberto até de Madrugada

Em breve teremos mais uma série de produtos que visam facilitar o sonho de ter uma casa inteligente simples de configurar, com o Project CHIP.

O Project CHIP (Connected Home over IP) conta com o apoio da Google, Apple, Amazon, SmartThings, Tuya e quase duas centenas de outras empresas, que prometem (mais uma vez) tornar os produtos inteligentes para a casa simoples de utilizar. Os ditos smart devices já permitem automatizar muitas coisas em casa mas, na sua maioria, continuam a funcionar cada um com o seu próprio sistema, não sendo ainda fácil fazer com que todos eles funcionem em conjunto.

O CHIP utilizará Bluetooth LE para a configuração inicial e WiFi para as comunicações com maior largura de banda, e também a rede mesh Thread que tem sido promovida para os dispositivos IoT, com baixo consumo (e que já está a ser utilizada no novo HomePod Mini, novos Nest Hub da Google, e alguns routers Eero).

Teoricamente, ao se utilizarem produtos certificados CHIP, ficará garantido que todos eles trabalharão em conjunto e com integração com assistentes de voz como Google Assistant, Siri ou Alexa, sem que os utilizadores tenham que se preocupar se são produtos ZigBee, ou WiFi, ou Bluetooth, ou Z-Wave, ou qualquer outra coisa. Veremos se desta vez será mesmo a sério, ou se será apenas mais um sistema a juntar a todos os que já existem.

Os primeiros produtos CHIP poderão chegar ao mercado ainda este ano, incluindo coisas como iluminação, fechaduras, TVs, sistemas de segurança, climatização, etc. Mas tendo em conta o actual panorama de falta de chips, o mais provável é que acabem por só chegar em 2022.



SpaceX seleccionada pela NASA para fazer módulo de aterragem na lua

17-04-2021 | 10:00 | Aberto até de Madrugada

A NASA seleccionou a SpaceX para construir o módulo de aterragem lunar da futura missão Artemis, que marcará o regresso de astronautas à lua, e que está prometida para 2024.

Embora o cumprimento da meta de 2024 pareça cada vez mais impossível, a NASA finalmente seleccionou a empresa que irá criar o módulo de aterragem na lua. Havia três empresas candidatas: SpaceX, Dynetics e Blue Origin; e era esperado que a NASA seleccionasse duas, para ter um backup no caso de uma das empresa falhar. No entanto, a empresa seleccionada foi unicamente a SpaceX.

A SpaceX irá receber 2.9 mil milhões de dólares para desenvolver o módulo de aterragem, o que irá de encontro às suas necessidades, pois o módulo proposto será uma variante da sua Starship. Isto significa que estará a juntar o útil ao agradável, pois ao desenvolver o módulo da NASA também estará a desenvolver a sua própria Starship, e vice-versa.

The LM cost ~$23B in 2020 dollars. If SpaceX pulls this off, the US will get a human-capable lunar landing system for 13% the price of Apollo era hardware. https://t.co/Sx5QhklY9k

— Casey Dreier (@CaseyDreier) April 16, 2021
Para a NASA, o negócio será também uma "pechincha", representando apenas 13% do valor que foi pago para o desenvolvimento do módulo lunar das missões Apollo, e que ajustado para o presente seria de 23 mil milhões de dólares.

Blue Origin faz teste bem sucedido do New Shepard

17-04-2021 | 09:00 | Aberto até de Madrugada

A Blue Origin superou mais um passo importante no caminho para o lançamento de astronautas, com a New Shepard Mission NS-15 a ter sido bem sucedida.

A SpaceX tem recebido toda a atenção com os seus lançamentos frequentes e os testes da futura Starship, mas a Blue Origine de Jeff Bezos também somado sucessos. Nesta New Shepard Mission NS-15, tivemos o lançamento do seu foguete reutilizável e da sua cápsula RSS "First Step" (RSS de "Reusable Space Ship"), numa missão que visava validar a segurança e funcionamento de todos os sistemas como passo essencial para permitir missões tripuladas no futuro.

Pela primeira vez, durante o processo de lançamento, foi simulada a entrada de astronautas na cápsula (feita por funcionários da Blue Origin) - que saíram antes do lançamento, deixando ficar como passageiro o "Mannequin Skywalker", equipado com sensores - para validar todo o processo; e o mesmo foi feito após a cápsula pousar, para ensaiarem o processo de saída dos astronautas.

O foguete New Shepard consegue aterrar suavemente, ao estilo dos foguetes da SpaceX; enquanto a cápsula usa o sistema mais tradicional de para-quedas, mas usando foguetes nos instantes finais para amortecer o choque no solo.



Google reforça Maps com melhorias na tecnologia de IA

17-04-2021 | 08:32 | Apps do Android


Novo update para o Google Maps.

A Google está a trazer mais de 100 melhorias com tecnologia de Inteligência Artificial para o Google Maps para que o utilizador possa obter as informações mais precisas e atualizadas sobre o mundo, exatamente quando precisa, nomeadamente: 
- Navegue em ambientes interiores  com o Live View
- Planeie com antecedência com mais informações sobre o clima e a qualidade do ar
- Encontre mais opções ecológicas para se movimentar
- Economize tempo com a recolha de compras no Maps

Segue-se um resumo de como a Google está a utilizar a IA para fazer o Maps funcionar melhor para com uma série de atualizações que vão ser disponibilizadas em diferentes países, sendo que algumas, das mesmas, chegarão brevemente a Portugal 

WhatsApp facilita vida a stalkers com apps que espiam utilizadores

16-04-2021 | 20:00 | Aberto até de Madrugada

Depois de se saber que é fácil desactivar a conta WhatsApp de qualquer pessoa sabendo o seu número de telefone, descobre-se que é também fácil espiar a utilização de qualquer utilizador através do seu estado na app.

Existem inúmeras apps de tracking que podem registar sempre que um utilizador do WhatsApp está a utilizar a app (e enviando uma notificação de alerta para quem está a espiá-los), e também criando um detalhado registo horário da sua utilização. É até possível monitorizar vários utilizadores do WhatsApp em simultâneo, para se tentar descobrir se essas pessoas estão a interagir uma com a outra - como no caso de se suspeitar que uma determinada pessoa esteja a falar com outra determinada pessoa.

O que torna este sistema preocupante é que não existe forma de conseguir escapar-lhe, já que os estados que o WhatsApp revela sobre os utilizadores são públicos, e não há sequer forma de saber se alguma pessoa desconhecida está a espreitar o nosso estado - nem tão pouco existe qualquer opção que impeça que o nosso estado possa ser visto apenas pelas pessoas na nossa lista de contactos, ou se nem queremos que o nosso estado seja visível por ninguém.

Aliás, seria esta a forma mais fácil do WhatsApp resolver o assunto: adicionar uma opção que permitisse aos utilizadores limitar a visibilidade do seu estado, permitindo que os utilizadores se protegessem contra este tipo de monitorização. Em alternativa, quem não se quiser sujeitar a este tipo de coisa, pode simplesmente passar a utilizar o Signal, e fica o assunto arrumado.

How to Access Databases from PHP using Less Code with the Cursor Class Similar to Android Cursor

16-04-2021 | 17:43 | Manuel Lemos

By Ore Richard Muyiwa
Cursor is a class that can be used to execute SQL queries and retrieve the query results in a few lines of code.

Read this article to learn how to access databases using the Cursor class to reduce the amount of code that you need to write to implement your PHP applications.

Windows 10 e Office em saldo desde €11

16-04-2021 | 16:30 | Aberto até de Madrugada


Bem a propósito do aumento do número de pessoas que passou a trabalhar a partir de casa, temos nova promoção da Goodoffer com diversas versões do Windows e Office com preço a começar nos 11 euros.

A Goodoffer24 está a levar a cabo uma nova promoção que dá acesso a descontos para todos os seus produtos de software. Para começar, temos os descontos habituais, de até 30% para a maioria dos produtos de software usando o código: AB30.

Windows

Windows 10 Pro Professional CD-KEY (32/64 Bit) 12,17€
Windows 10 Enterprise 2019 LTSC 10,56€
Windows 10 Home (32/64 Bit) 11,71€

Office

Microsoft Office 2016 Pro Professional Plus CD-KEY (1 PC) 20,99€
Microsoft Office 2019 Professional Plus CD-KEY (1PC) 34,99€
Microsoft Office 2019 (Home and Student/1 User) 27,99€

Windows + Office bundles

Windows 10 Pro + Office 2016 Pro -Bundle 27,99€
Windows 10 Home + office 2016 Pro - Bundle 27,29€
Windows 10 Pro + Office 2019 Pro - Bundle 40,59€
Windows 10 Home + Office 2019 Pro - Bundle 30,67€


O processo de compra é bastante simples, bastando ir adicionando os produtos pretendidos ao carrinho de compras, e inserir o código de desconto no campo respectivo antes de prosseguir para o checkout.


É possível fazer o pagamento via PayPal - o que é sempre recomendado como medida de protecção adicional - e que também demonstra que a Goodoffer24 não tem receio de dar essa facilidade aos seus clientes. Um dos nossos leitores disse recentemente que uma das chaves que tinha tentado utilizar (alguns meses após a compra) estava a dizer que era inválida, e que bastou contactar o suporte em [email protected] para que rapidamente lhe enviassem uma nova chave, funcional, sem qualquer complicação.

Não se esqueçam que no caso dos Windows 10 e Office, o download continuará a ser feito do site da Microsoft, com a compra a disponibilizar apenas as chaves para activar os produtos:

Notícias do dia

16-04-2021 | 15:30 | Aberto até de Madrugada

WhatsApp pode ser desactivado por qualquer pessoa que saiba o número de telefone (e como se podem proteger); Edge ganha Kids Mode para proteger as crianças; Google Earth ganha timelapses que mostram as alterações no nosso planeta em 3D ao longo das últimas décadas; nas promoções temos o Poco X3 NFC a €159 e o monitor Xiaomi curvo 34" 144Hz a €377; e ainda o caso do Google Docs com erros estranhos para quem usa ad-blockers.

Antes de passarmos às notícias de hoje, temos novo passatempo que esta semana te pode valer um barra LED Baseus para monitor.

iPhone 13 com notch mais pequeno e câmaras na diagonal

Já começaram a surgir os primeiros leaks sobre a próxima geração de iPhones - que irá testar a "sorte" com o número 13 a não ser que a Apple opte por avançar com um "12S". O design global será idêntico ao dos iPhone 12, que marcaram o regresso aos lados planos como os que se tinha na geração iPhone 5, e cujo sucesso mostra que foi uma boa opção. Na parte da frente a principal alteração será um noch ligeiramente mais compacto (em preparação para o seu potencial desaparecimento em 2023).

Na parte traseira, temos uma estranha alteração, em que os módulos das câmaras passam a estar desalinhados, ficando colocados na diagonal. Qual o motivo para tal? Teremos que aguardar por mais informações para saber, mas poderá ser para permitir objectivas ligeiramente maiores; ou uma forma de conseguir um maior desfasamento da perspectiva de ambas as câmaras para permitir melhores resultados em termos de cálculo da profundidade 3D para aplicação do efeito de desfocar o fundo nos retratos.


Kindle passa a poder mostrar capa dos livros

Após muitos anos de desespero, a Amazon dá aos possuidores dos Kindle a funcionalidade que há muito era pedida: a capacidade de poderem mostrar a capa dos livros que estão a ler quando têm o dispositivo "desligado".

Isto era algo que há muito era exigido pelos fãs mas que a Amazon nunca tinha permitido, e que era também um dos principais motivos pelos quais alguns utilizadores optavam por fazer "jailbreak" dos seus Kindle, para poderem ter acesso a mais funcionalidades. Coisa que, no caso da apresentação das capas dos livros, passará agora a estar acessível oficialmente com um simples toque na opção "show cover" nas definições.


Dogecoin aumenta 600% numa semana

A criptomoeda Dogecoin criada por brincadeira volta a dar que falar, ao aumentar mais de 7x, de $0.06 para $0.43, em poucos dias - e voltando a contar com a ajuda de Elon Musk para impulsionar ainda mais a subida, como já tinha feito em casos interiores.

Para se ficar com uma melhor ideia do que isto significa, quem tivesse 1000 euros de dogecoin há uma semana, teria agora mais de 7160 euros. Mas, como em todos os casos de criptomoedas, acções, e outros investimentos, é sempre fácil fazer as contas ao se olhar para o passado. Meter o dinheiro em qualquer produto de alto risco sem saber o que irá acontecer amanhã, essa é que é a grande dificuldade.


Project Zero dá 30 dias adicionais antes de revelar falhas de segurança

O Project Zero da Google, que se dedica a procurar vulnerabilidades em produtos e serviços, e que tem sido acusado de ser demasiado agressivo na forma como os divulga publicamente, vai prolongar o período para a revelação dessas falhas. Para além dos 90 dias que dava para que as empresas afectadas resolvessem os problemas, será dado um período de 30 dias adicional após a disponibilização de uma correcção, para essa correcção tenha tempo de chegar a todos os utilizadores afectados.

No caso de vulnerabilidades que estejam a ser utilizadas em ataques, mantém-se o prazo reduzido de 7 dias; mas também nesse caso com a folga de 30 dias adicional no caso da empresa afectada disponibilizar uma correcção em tempo útil. Ou seja, este prazo adicional de 30 dias só se aplica nos casos em que as empresas lançarem as actualizações, servindo para proteger os utilizadores que não fizerem a actualização logo no primeiro dia em que ficar disponível.


Curtas do dia


Resumo da madrugada



Curiosidade do dia: A primeira encomenda de comida feita através da internet foi de uma pizza da Pizza Hut e foi feita no distante ano de 1994 - antes mesmo de existir o Windows 95.

Edição de vídeo no Google Photos chega ao Android

16-04-2021 | 14:30 | Aberto até de Madrugada

As ferramentas de edição de vídeo lançadas no Google Photos para iOS em Fevereiro, chegam finalmente aos equipamentos Android.

Não deixará de ser um pouco estranho que, mesmo após todos estes anos, a Google continue a estrear algumas funcionalidades nas versões iOS das suas apps, deixando os utilizadores Android à espera durante mais alguns meses para as poderem experimentar. No entanto, é precisamente isso que continua a acontecer, como agora foi comprovado pela edição de vídeos no Google Photos.

Até ao momento os únicos ajustes que os utilizadores tinham para os vídeos no Google Photos em Android eram a estabilização, rotação e ajustar o momento de início e fim do vídeo. Com esta actualização, passam a ter acesso a mais de 30 ajustes possíveis, incluindo aplicação de filtros, ajuste de cores, contraste, luminosidade, recorte, e muito mais. No entanto, ter em conta que algumas das funcionalidades irão depender de se ter uma subscrição Google One - o que também acaba por se tornar quase obrigatório a partir de Junho, com o fim do espaço ilimitado no Google Photos.

Talvez a Google veja a limitação do acesso a algumas funcionalidades como forma de tornar mais apelativo o pagamento pelo espaço para as fotos (e demais coisas no Google Drive), para que os futuros clientes possam pesar o acesso a estas coisa como sendo mais um ponto a favor do pagamento pelo serviço.

Edge ganha Kids Mode para crianças

16-04-2021 | 13:00 | Aberto até de Madrugada

Sabendo que um deslize num clique pode levar as crianças para sites impróprios para a sua idade na internet, a MS adicionou ao Edge um Kids Mode que visa evitar essas ocorrências.

O Kids Mode fica disponível no Edge para Windows e macOS e é de uso completamente gratuito. Este modo permite escolher dois perfis de utilização: um para crianças dos 5 aos 8 anos; outro para crianças dos 9 aos 12 anos. Em ambos os casos ficam automaticamente activadas as opções de privacidade máxima, com bloqueio de tracking, e o filtro de pesquisas seguras no Bing. E basicamente, impedem que as crianças acedam a sites que não tenham sido pré-aprovados pelos pais, embora venha já com uma pré-selecção de algumas dezenas de site adequados.


Neste modo, será preciso introduzir a password de administrador para se sair do browser ou saltar para o desktop - mas não me surpreenderia que, a seu tempo, elas encontrem forma de dar a volta ao sistema.

Contam ainda com possibilidade de personalização que inclui temas da Disney e Pixar, para tornar a experiência mais apelativa para os mais pequenos. E, no modo dos 9-12 anos, a página principal inclui uma selecção de notícias educativas adequadas para esta faixa etária (que está ausente do modo para as crianças mais novas).

Câmara vigilância Yi (2 unid) a €34

16-04-2021 | 12:17 | A Minha Alegre Casinha

Ver o que se passa em casa mesmo quando estamos longe é mais fácil que nunca, e estas câmaras de vigilância Yi com resolução Full HD mostram como se pode fazê-lo a preço reduzido.

Qualquer momento do ano é propício a que se queira ter a nossa casa protegida contra todo o tipo de incidentes, e no caso de quererem ver o que se passa mesmo quando estão fora de casa, não faltam soluções. Estas câmaras Yi (que inicialmente faziam parte do ecossistema Xiomi, mas passaram a ser independentes em 2016) são uma excelente forma resolver essa situação.

Estas câmaras Yi estão disponíveis por 34.49 euros para duas unidades, na Amazon Espanha.

A câmara conta com detecção de movimento e sons, visão nocturna, detecção de pessoas, comunicação áudio bi-direccional, e também pode funcionar como alarme ao detectar barulhos com volume elevado. Também permite delimitar as zonas de interesse para a detecção de movimento, e utilizar um cartão de memória microSD até 128GB para manter gravações locais.

Uma opção interessante para quem desejar uma câmara "pronta a usar" sem se preocupar com configurações.


Acompanha as melhores promoções diárias no nosso grupo AadM Promos.

|