PlanetGeek

OnePlus Watch 2 vem com dois sistemas e chipsets

26-02-2024 | 09:00 | Aberto até de Madrugada

A OnePlus apostou numa estratégia curiosa para o OnePlus Watch 2, que ganha Wear OS mas mantém um sistema secundário próprio.

O OnePlus Watch 2 vem com um "Dual Engine Architecture", combinando um Snapdragon W5 a correr Wear OS com um chip BES2700 a correr um RTOS de baixo consumo. No modo normal, temos acesso a todas as funcionalides do Wear OS e todas as apps que se possa desejar, como Google Maps, Assistant, Wallet, Calendar, Keep, Gmail, etc. e tendo um autonomia de até 100 horas em uso normal (48 horas em "uso intensivo"). Quando se muda para o modo de poupança de energia, a autonomia prolonga-se até aos 12 dias, perdendo acesso ao Wear OS mas mantendo as capacidades de tracking de actividade, frequência cardíaca, ou até efectuar chamadas telefónicas. Ou seja, é um smartwatch que combina as funcionalidades de um smartwatch Wear OS com as de um smartwatch ou smart bracelet sem Wear OS.
Para esta geração, a OnePlus optou por um corpo em aço inoxidável (47.0 x 46.6 x 12.1 mm e 49g), com o ecrã AMOLED de 1.43" (466 x 466px, 1000 nits) a ser protegido por vidro safira 2.5D. Tem resistência à água até 5 ATM, e certificação MIL-STD-810H.

A OnePlus não poupou nas capacidades, temos GPS com suporte para as principais constelações de satélites (GPS, Beidou, Galileo, GLONASS, QZSS), bússola digital, barómetro, acelerómetros, giroscópio, sensor de luminosidade, oxímetro, etc. No caso da monitorização de corrida, inclui dados sobre o tempo de contacto com o solo, amplitude vertical, equilíbrio, consumo de oxgénio e passada; havendo também métricas dedicadas para outras actividades como o ténis, esqui, etc.

O OnePlus Watch 2 vai ter um preço de 330 euros, mas durante a fase de lançamento poderá ser obtido por €299 com oferta de uns OnePlus Buds 3. Posteriormente, poderá ser obtido até 30 de Março ainda com desconto de 30 euros mas com oferta de uns Nord Buds2 mais baratos.

Samsung apresenta anel Galaxy Ring

26-02-2024 | 08:00 | Aberto até de Madrugada

Depois dos rumores e da confirmação da Samsung, é finalmente revelado o seu anel inteligente Galaxy Ring.

Há muito que se sabia que a Samsung estava a trabalhar num smart ring, e depois disso ter sido confirmado pela própria marca, ficamos finalmente a saber o que este dispositivo tem para oferecer.

O Galaxy Ring passa a integrar a visão da Samsung para a monitorização da actividade e saúde dos utilizadores, sendo disponibilizado nos tamanhos US 5 - 13 (UE 50 a 69) e em três cores, preto, platina e ouro. Além de monitorizar a frequência cardíaca, também monitoriza a frequência de respiração, movimento durante o sono, e até sinais de apneia do sono.
Compreensivelmente (para a marca), a Samsung diz que para melhores resultados se deverá combinar o uso do Galaxy Ring com um Galaxy Watch para monitorização de maior qualidade.

Numa primeira fase o Galaxy Ring só funcionará com smartphones Samsung Galaxy, mas o suporte deverá expandir-se a mais smartphones Android. Por agora, continuamos sem saber aquele que será um dos factores críticos para o seu sucesso: o preço.

Grupo LockBit tem mais de €100M em Bitcoin

25-02-2024 | 21:00 | Aberto até de Madrugada

As autoridades que desmantelaram a rede do grupo de ransomware LockBit anunciaram que o grupo tem mais de 100 milhões de euros em Bitcoin.

Como parte da operação contra o LockBit, já se sabia que as autoridades se tinham apoderado de centenas de wallets de criptomoedas usadas pelo grupo. O que não se sabia era o valor que lá se encrontava, e que agora foi revelado.

O grupo usou mais de 30 mil endereços Bitcoin para gerir os pagamentos das vítimas e dos seus clientes, com mais de 500 a ainda estarem activos. Esses endereços permitem saber que o grupo recebeu mais de 110 milhões de euros entre Julho de 2022 e Fevereiro de 2024 (demonstrando como esta actividade é imensamente lucrativa), e o mais curioso é que o grupo mantém em carteira mais de 2200 BTC, que actualmente representam mais de 100 milhões de euros.
Estes valores não são apenas de resgates das vítimas do grupo, mas também dos 20% de comissão dos afiliados (já que o LockBit, como outros, funciona como "Ransomware-as-a-Service", disponibilizando o seu serviço a terceiros). Revelam ainda que os valores pagos pelas vítimas são mais elevados do que se pensava, e que são feitos na expectativa de que os dados roubados não sejam divulgados. No entanto, foi também descoberto que o grupo não apagava os dados roubados, mesmo depois das vítimas pagarem o resgate.

Apesar das autoridades terem desmantelado a rede do LockBit, os líderes do grupo e a maioria dos mais de 200 afiliados, continuam por identificar. Portanto, é bem provável que neste momento estejam já a preparar o lançamento da próxima "versão" do LockBit, com infraestrutura mais resistente.

Cassete ESP32 com rádio da internet e ecrã transparente

25-02-2024 | 18:30 | Aberto até de Madrugada

Este projecto recupera o formato das cassetes antigas para criar um rádio digital com streaming da internet.

Apelando particularmente aos mais nostálgicos que passaram anos da sua vida a usar e gravar cassetes, este projecto Retro Internet Radio com ESP32 mostra-nos como criar um rádio digital via internet num ESP32. Para complementar, temos um ecrã OLED transparente que parece ter sido feito mesmo à medida para ocupar a janela transparente que nas cassetes nos permitia ver a quantidade de fita enrolada em cada lado.

Claro que ninguém é obrigado a criar o projecto neste formato mas, neste caso, é precisamente o formato que o torna numa construção original - perfeita para combinar os dotes de electrónica, software, e de fabricação (imensamente facilitada pelo recurso a uma impressora 3D).



Como funciona a transmissão de um helicóptero

25-02-2024 | 16:30 | Aberto até de Madrugada

Os helicópteros são incríveis máquinas voadoras, e há muita engenharia mecânica envolvida para os fazer voar.

A maioria dos helicópteros modernos recorre a duas turbinas como fonte de energia e, como se pode imaginar, há que transformar a sua rotação de mais de 10.000 RPM numa rotação de poucas centenas de RPMs adequadas para o rotor principal, que ainda por cima está em posição perpendicular face à orientação das turbinas. Adicionalmente, ainda é preciso fazer rodar a hélice traseira, e arranjar forma de combinar a saída da primeira turbina com a da segunda turbina, e assegurar que uma avaria numa não impeça que a outra possa manter o helicóptero em voo (ou até em casos em que as duas falhem).

O seguinte vídeo leva-nos nessa interessante viagem dos componentes mecânicos da transmissão que tornam tudo isso possível.


Sonhos de menina

25-02-2024 | 16:22 | Gonçalo Sá

Bat For Lashes.jpg

Passaram quase 20 anos desde que BAT FOR LASHES se estreou com um dos melhores álbuns do seu tempo, "Fur and Gold" (2006), início marcante de um percurso que não tem desiludido. Mas que também não tem tido muitas novidades esta década: "Lost Girls", o disco mais recente do projecto de Natasha Khan, saiu em 2019, e desde aí a britânica só se fez ouvir numa versão de "We've Only Just Begun", dos Carpenters, e em "Near", ao lado de Jimmy LaValle/The Album Leaf.

A longa espera entre álbuns (de cinco anos, a maior desta discografia) está finalmente prestes a terminar graças ao anúncio de "THE DREAM OF DELPHI" para 31 de Maio. Sexto longa-duração, será o primeiro a chegar depois de uma pandemia, período durante o qual foi criado em Los Angeles, e também após a cantautora, multi-instrumentista e produtora ter sido mãe pela primeira vez.

The Dream of Delphi.jpg

A influência de Delphi, a filha de Khan, é evidente logo no título de um disco que se debruça sobre a experiência da maternidade e "a santidade da infância, a ferida materna compartilhada e a importância de estar conectada de uma forma universal", avança a artista nas suas plataformas online.

A nível sonoro, as únicas pistas iniciais são as do primeiro single, a faixa-título do álbum. Canção delicada e a confirmar a carga onírica, é um belo encontro de piano e cordas que acaba dominado por sintetizadores mais para o final, sem perder a serenidade. Mais próxima de discos como "The Haunted Man" (2012) e "The Bride" (2016) do que do antecessor mais imediato, ou de caminhos percorridos por Björk (da fase inteligível), não parece revelar-se inteiramente à primeira audição e deixa bons motivos para irmos voltando a ela:

Tesla FSD V12 melhora umas coisas - mas piora noutras

25-02-2024 | 14:30 | Aberto até de Madrugada

A Tesla continua a desenvolver o seu sistema FSD de condução autónoma, e na mais recente versão V12, há coisas surpreendentes que consegue fazer - e outras coisas surpreendentes em que falha redondamente.

Apesar de já se ter tornado numa piada, devido a ser uma promessa eternamente adiada e que muitos duvidam que alguma vez venha a ser concretizada, o modo Full Self Drive da Tesla continua a fascinar fãs e críticos. A mais recente versão V12 consegue fazer coisas bastante interessantes, como lidar com um parque de estacionamento repleto de pessoas e veículos.

Por outro lado, esta versão parece ser incapaz de fazer algo tão simples quanto manter uma velocidade estável numa estrada desimpedida, fazendo constantes acelerações e travagens inexplicadas. Continua a sofrer também do problema de detecção de chuva para activar os limpa-pára-brisas, algo que tinha sido prometido que seria melhorado. E, origina também comportamentos estranhos, como quando se quer sair de um parque sem marcações, e em que pode ficar a andar às voltas e abanando com relativa violência o volante (algo que até se poderia desculpar, não fosse Elon Musk também ter prometido que o modo FSD seria capaz de encontrar a saída e regressar à estrada nestas circunstâncias).


A grande questão é que, isto está a acontecer a condutores que pagaram muitos milhares de dólares/euros na esperança de que os seus carros conduzissem sozinhos. Mas como se vê, a situação deveria ser exactamente a oposta, com a Tesla a pagar esse mesmo valor para que os condutores sirvam de cobaias e beta testers de um sistema que, ano após ano, continua a não cumprir com o que tinha sido prometido / vendido.

MASS - NAS ITX empilhável impressa em 3D

25-02-2024 | 13:28 | A Minha Alegre Casinha

Este MASS (Modular Attached Storage Stack) mostra-nos como criar uma NAS compacta impressa em 3D, empilhável, com até 13 drives.

Não faltam projectos que mostram como criar sistemas NAS para centralizar o armazenamento digital em casa, mas este MASS é um dos mais interessantes e que tem a particularidade de ocupar uma área reduzida de espaço, que se poderá tornar num factor preferencial para quem tiver constrangimentos físicos para adicionar mais material informático à sua lista de equipamentos.

O MASS (Modular Attached Storage Stack) é uma caixa impressa em 3D para NAS baseadas em motherboards ITX, com módulos adicionais empilháveis que permitem adicionar até um máximo de 13 drives - sempre mantendo a mesma área reduzida de espaço numa secretária (ou chão), uma vez que esse aumento vai sendo feito à custa do crescimento na vertical. E até podemos ter um ecrã integrado, para exibir o estado das coisas sem necessidade de recorrer a acesso remoto ou usar um monitor externo.
Se optarem por discos NAS de 16 TB, isto significa que podem ter uma torre com 208 TB(!) de capacidade total num espaço compacto; e mesmo que optem por discos mais modestos (e económicos) de 8 TB, ainda ficam com mais de 100 TB de capacidade total, que deverá ser mais que suficiente para guardarem todo o tipo de conteúdos que não queiram manter na cloud.

Odysseus pousou na lua mas tombou

25-02-2024 | 12:00 | Aberto até de Madrugada

O módulo Odysseus junta-se às missões bem sucedidas que conseguiram pousar na lua, mas infelizmente tombou.

A Intuitive Machines passa a estar no muito reduzido grupo de empresas privadas que conseguiram colocar um módulo na lua, mas o seu esguio módulo Odysseus - com 4.3 metros de altura - revelou as fragilidades do seu formato, tendo tombado no processo de aterragem.

A missão tinha impacto especial, por se tornar na primeira missão norte-americana a pousar na lua desde 1972. Mas depois do lançamento num Falcon 9 da SpaceX, a empresa detectou problemas nos medidores de distância Laser que seriam críticos para o processo de aterragem, e teve que implementar uma forma alternativa de obter a altitude e velocidade no processo de pouso. O objectivo era conseguir que o módulo pousasse com velocidade lateral nula e velocidade vertical inferior a 3 km/h, mas o processo acabou por ser feito de forma bastante mais violenta, com velocidade vertical de 10 km/h e - mais problemática - com uma velocidade lateral de 3.2 km/h. Velocidades essas que terão ultrapassado a capacidade de estabilização dos seus pés, fazendo-o tombar.

O módulo levava a bordo um "mini-drone" EagleCam que se deveria ter separado durante o processo de pouso para captar vídeo do momento. Devido aos problemas, optou-se por manter o EagleCam a bordo, estando agora a ser considerado se poderá ser separado em segurança para mostrar o Odysseus no solo lunar. Apesar de estar tombado, o módulo tem conseguido receber exposição solar para manter os níveis de energia, e essa exposição solar irá manter-se durante cerca de 10 dias - até que o módulo mergulhe na escuridão e gélida noite lunar e deixe de ficar operacional.


Tesla Cybertruck com novas coberturas de jantes

25-02-2024 | 11:00 | Aberto até de Madrugada

A Tesla teve que recuar na estética futuristas das rodas, agora adoptando coberturas das jantes menos imponentes.

O Cybertruck da Tesla tem um aspecto completamente futurista, e isso era algo que se fazia notar também nas rodas, com cobertura das jantes que se prolongava para a parte dos pneus. Ora, embora isso ficasse bonito nas fotografias e vídeos, o problema é que depressa se começou a notar que esse contacto tinha como efeito negativo desgastar excessivamente o pneu nas partes em que a cobertura roçava a parede lateral do pneu.

A Tesla disse que iria encontrar uma solução, e a solução foi a mais simples de todas: remover as secções da cobertura que tocavam no pneu. Uma técnica que, sem qualquer dúvida, resolve o problema, mas que prejudica imensamente identidade visual do Cybertruck, que agora parece ter rodas "de brincar" comparado com as rodas que inicialmente tinham sido prometidas.
[as coberturas de jantes originais - que desgastam os pneus]

Será apenas mais um elemento a juntar a todos os outros que têm dado que falar sobre o Cybertruck. E isto, a par do aumento da produção e promessa de entrega de veículos em Agosto para quem os comprar neste momento, pode indicar que grande parte dos interessados esteja a perder o interesse face a todas as alterações (e principalmente face ao preço bastante mais elevado do que o que tinha sido inicialmente prometido).

Procura por automóveis usados aumentou nos veículos acima dos 15 mil euros

25-02-2024 | 10:00 | Aberto até de Madrugada

O mês de Janeiro apresentou um aumento da oferta de usados (+12%), o que reforça a recuperação observada no mercado automóvel.

O ano de 2024 começou com a oferta acima de Janeiro de 2023 (+12%), no entanto a procura diminuiu 6% em relação ao período homólogo. Isto levou a uma dinâmica de mercado negativa no mês de Janeiro (-18%) face ao mesmo período de 2023, uma vez que a oferta se manteve acima da procura.

A oferta subiu sobretudo em carros acima dos 30.000€ (+24%), mas também entre os 15.000 e os 30.000 euros (+10%) e abaixo dos 15.000 euros (+6%). Já a procura subiu apenas nos carros com valores acima dos 30.000 euros (+9%) e entre os 15.000 e os 30.000 euros (+7%).

A transferência de propriedade de ligeiros de passageiros teve um decréscimo de 5% em Dezembro de 2023, face ao ano anteerior. Registou ainda um decréscimo de 16% em comparação com Dezembro de 2019. Com os dados anuais completos, verifica-se que Dezembro de 2023 foi o pior mês face ao mesmo período nos últimos 5 anos. No que diz respeito aos veículos importados (ligeiros de passageiros), existiu um decréscimo em Janeiro face ao mesmo mês de 2023 (-5,4%), após observar-se uma tendência de estabilização ao longo de 2023. Por outro lado, em comparativamente com o mês de Janeiro de 2019 verifica-se um crescimento de 26,6%.

O preço médio praticado pelos vendedores profissionais, que vinha a subir progressivamente, sobretudo desde Maio/Junho de 2023, apresentou uma ligeira diminuição, para os 24.250 euros. Esta diminuição representa, ainda assim, um aumento de cerca de 3,2% do preço face a Janeiro de 2023, quando o valor médio se fixava em 23.500 euros.

Apesar do aumento do preço médio pela maior oferta de carros mais caros, os preços individuais têm vindo a estabilizar nos meses anteriores, como se verificou nos modelos mais representativos no Standvirtual, com 50 mil quilómetros e a diesel, como o Renault Megane Sport Tourer (21.200€), Renault Clio (17.300€), Nissan Qashqai (22.200€), e Mercedes-Benz A180 (29.300€).

Segundo dados da ACAP, em Janeiro verificou-se um aumento de 7,9% no total do mercado automóvel (novos) face ao mesmo mês de 2023. As energias alternativas (veículos electrificados e híbridos GPL) representaram cerca de 53% do mercado total de ligeiros em Janeiro de 2024, um aumento de 5% face aos 48% de Janeiro de 2023.


[Pela Estrada Fora]

X com chamadas de voz e vídeo para todos

24-02-2024 | 21:00 | Aberto até de Madrugada

Depois de lançar as chamadas de voz e vídeo para os utilizadores pagantes, o X expande o serviço a todos os utilizadores.

O X começou por usar as chamadas de voz e vídeo como mais uma vantagem dos utilizadores que pagam pelo serviço premium - aparentemente ignorando que é uma funcionalidade que os utilizadores já usam gratuitamente em serviços como o WhatsApp, FaceTime, Messenger, e outros. Agora, tendo passado o período em que isso pode ter servido para conquistar mais alguns clientes pagos, o X expande a funcionalidade a todos os utilizadores.

É um caso curioso, uma vez que ao contrário do que é habitual, esta é uma funcionalidade que muitos utilizadores do X / Twitter consideram indesejada e optam por desactivar - algo que felizmente se pode fazer, pelo menos por agora, e de forma igualmente gratuita (não seria descabido que Elon Musk achasse piada a só deixar desactivar as chamadas de voz e vídeo aos utilizadores pagadores).

Para tal será preciso mergulhar nas definições do X em Settings - Privacy and Safety - Direct Messages e desactivar a opção "Enable audio and video calling".
Mesmo que não seja apreciado pelos utilizadores, adicionar estas funcionalidades acaba por ser mais um passo no sentido que Musk sempre desejou para o X, tornando-o numa "everything app" onde seja possível fazer-se tudo - e onde, naturalmente, também se inclui a capacidade de fazer chamadas de voz e vídeo.

Impressora 3D Creality Ender-3 S1 a €263

24-02-2024 | 19:32 | A Minha Alegre Casinha

As impressoras 3D continuam a aproximar-se do público, sendo que impressoras como esta Creality Ender 3 S1 já podem ser compradas a preço bastante interessante na Europa.

Aos poucos, as impressoras 3D têm conquistado cada vez mais utilizadores. Tanto pode ser alguém que queira imprimir brinquedos para os seus filhos (com a vantagem de os poder criar de raiz e personalizar como bem entender); como alguém que queira imprimir peças plásticas de substituição que gasta frequentemente; ou que trabalha em modelação 3D e quer ver as suas criações passarem do mundo virtual para o mundo real.
Esta impressora 3D Creality Ender-3 S1 está disponível por 263 euros na Amazon Espanha.

O conjunto é fornecido em kit para montar (mas nada de demasiado complicado - basta seguir as instruções) e permite imprimir volumes de até 220 x 220 x 270 mm. O controlador integrado conta com um ecrã de dimensões generosas, e inclui funcionalidades bastante práticas como retomar a impressão em caso de ter havido uma falha de energia, evitando desperdiçar o trabalho que tinha sido feito até então. É compatível com filamentos PLA, ABS, e TPU com diâmetro de 1.75 mm. Conta ainda com sistema de nivelamento automático da base, o que é extremamente prático.


Acompanha as melhores promoções diárias no nosso grupo AadM Promos.

Mini alarme de movimento com ESP32

24-02-2024 | 18:30 | Aberto até de Madrugada

O versátil ESP32 serve de base para um alarme de movimento de tamanho ultra-compacto e capacidades que se poderão expandir no futuro.

Pode considerar-se que será um total exagero usar um ESP32 para criar um mero alarme que apita quando detecta movimento, mas tendo em conta que estamos a falar de componentes que custam poucos euros, é algo que se pode implementar sem grandes preocupações.

Um diminuto ESP32C3 serve de cérebro deste detector de movimentos compacto, acompanhado por um módulo com acelerómetros e giroscópio para a detecção do movimento propriamente dita, e por uma pequena bateria de 500/600 mAh). Quando activado o sistema, temos quatro segundos para o colocar na posição pretendida (por exemplo, colado a uma porta, janela, ou gaveta), sabendo-se que seremos alertados com alarme sonoro durante 10 segundos sempre que for detectado movimento.
Obviamente, tudo pode ser ajustado e modificado por cada um, para que melhor se adequae às suas necessidades. E graças a isso, tendo em conta que estamos a usar um poderoso ESP32 (com WiFi e tudo), as potencialidades multiplicam-se exponencialmente quanto ao que se pode fazer.

Impressora 3D Creality Ender-3 S1 a €263

24-02-2024 | 16:30 | Aberto até de Madrugada

As impressoras 3D continuam a aproximar-se do público, sendo que impressoras como esta Creality Ender 3 S1 já podem ser compradas a preço bastante interessante na Europa.

Aos poucos, as impressoras 3D têm conquistado cada vez mais utilizadores. Tanto pode ser alguém que queira imprimir brinquedos para os seus filhos (com a vantagem de os poder criar de raiz e personalizar como bem entender); como alguém que queira imprimir peças plásticas de substituição que gasta frequentemente; ou que trabalha em modelação 3D e quer ver as suas criações passarem do mundo virtual para o mundo real.
Esta impressora 3D Creality Ender-3 S1 está disponível por 263 euros na Amazon Espanha.

O conjunto é fornecido em kit para montar (mas nada de demasiado complicado - basta seguir as instruções) e permite imprimir volumes de até 220 x 220 x 270 mm. O controlador integrado conta com um ecrã de dimensões generosas, e inclui funcionalidades bastante práticas como retomar a impressão em caso de ter havido uma falha de energia, evitando desperdiçar o trabalho que tinha sido feito até então. É compatível com filamentos PLA, ABS, e TPU com diâmetro de 1.75 mm. Conta ainda com sistema de nivelamento automático da base, o que é extremamente prático.


Acompanha as melhores promoções diárias no nosso grupo AadM Promos.

Sora consegue criar jogos de vídeo como o Minecraft

24-02-2024 | 14:30 | Aberto até de Madrugada

O sistema de geração de vídeos Sora da OpenAI também parece conseguir criar jogos, elevando ainda mais as suas potencialidades.

Ao estilo do que aconteceu no período inicial após o lançamento do ChatGPT, em que a cada dia se ia descobrindo que as suas capacidades iam muito para além do que pensava, também o sistema de geração de vídeos Sora da OpenAI continua a demonstrar capacidades fascinantes, que podem ir para além da simples criação de vídeos.

Apesar de continuar a ter acesso extremamente limitado, o Sora parece também conseguir gerar jogos - como o exemplo de um jogo estilo Minecraft, que se pode ver no vídeo que se segue.

OpenAI Sora can simulate Minecraft I guess. Maybe next generation game console will be "Sora box" and games are distributed as 2-3 paragraphs of text. pic.twitter.com/9BZUIoruOV

— Andrew White (@andrewwhite01) February 16, 2024

A parte interessante é que, aparentemente, não se trata apenas de um "vídeo" gerado com o estilo visual do Minecraft, mas um jogo que efectivamente pode ser jogado, embora neste caso esteja a ser controlado pelo próprio modelo AI do Sora.

https://t.co/4FR6PD6wh6 pic.twitter.com/ABplROOGf0

— Andrew White (@andrewwhite01) February 16, 2024

Se isto começa a ser possível "já", facilmente se pode extrapolar que daqui por mais alguns anos, seja perfeitamente plausível que qualquer pessoa consiga criar um jogo dando um conjunto de regras e instruções a um modelo AI.

Talvez ainda se regresse aos tempos em que os fãs escreviam páginas de código copiado de revistas para criarem um jogo no seu ZX Spectrum; agora criando descrições detelhadas de como querem que os seus jogos sejam. Isto, além do processo de adaptação de um livro para filme se resumir a fazer pedido idêntico.

Transição para o 5G mais rápida que a do 4G

24-02-2024 | 12:00 | Aberto até de Madrugada

A transição para a era 5G está a ser feita de forma mais rápida que as anteriores transições para o 3G e 4G.

Ainda parece que foi ontem que tínhamos as empresas de telecomunicações a anunciar o 3G como a entrada na era "móvel" (o que era verdade, considerando que o acesso à internet nos tempos do 2G era algo verdadeiramente desesperante). O 3G acabou por dar lugar ao 4G (que nos primeiros tempos era conhecido por ser grande gastador de bateria), e quando o 4G começou a assentar já estavam as operadoras a incentivar (fortemente) a mudança para o 5G.

Bem, esse incentivo parece ter resultado, tendo bastando menos de 5 anos para se terem vendido 2 mil milhões de smartphones 5G - face aos mais de 6 anos que foram necessários para atingir este volume na transição para o 4G. E nesta transição para o 5G, as marcas dominantes são a Samsung e a Apple, responsáveis por metade deste volume.
Pelo menos a este nível estamos muito melhor posicionados do que no uso dos dados móveis, ficando no grupo de países em que os smartphones 5G representam 70-80% das vendas, a par da Espanha, Itália, Hong Kong, Taiwan, e outros. No grupo da frente, com mais de 80%, temos a China, EUA, Japão, Alemanha, França, e outros.

NASA procura voluntários para missão simulada de 1 ano em Marte

24-02-2024 | 11:00 | Aberto até de Madrugada

A NASA procura voluntários para a segunda missão simulada de estadia de longa duração em Marte.

Num verdadeiro estilo de "vá para fora cá dentro", a NASA vai realizar a segunda de três missões simuladas de estadia em Marte. Estas missões CHAPEA (Crew Health and Performance Exploration Analog) visam avaliar o desempenho de tripulações quando confinadas numa área bastante limitada, em preparação para futuras missões tripuladas ao planeta vermelho.

No entanto, os quatro "astronautas" seleccionados terão muitas mais mordomias do que aquelas que uma missão real a Marte terá, usufruindo de uma base impressa em 3D com cerca de 160 m2, com todas as "comodidades possíveis" (a começar pelo facto de não se terem que preocupar com radiação, gravidade reduzida, ou a possibilidade de morte em caso de perda de pressão e atmosfera no habitáculo.
A NASA procura quatro voluntários, com idades entre os 30 e 55 anos, não fumadores, com boas capacidades de socialização e comunicação, para habitarem o Mars Dune Alpha durante um ano. Durante esse período não estarão de "férias", tendo que desempenhar o tipo de actividades que seriam efectuadas pelos astronautas em Marte, além de terem que enfrentar problemas simulados, e também lidar com o atraso das comunicações tal como aconteceria numa missão real.

Esta segunda missão CHAPEA deverá arrancar durante a Primavera de 2025. No final da missão, cada voluntário deverá receber cerca de 60 mil dólares pelo ano dedicado a tempo inteiro à ciência.

Cápsula Boeing Starliner leva os primeiros astronautas para a ISS em Abril

24-02-2024 | 10:00 | Aberto até de Madrugada

Depois dos voos de testes e não tripulados, a cápsula Boeing Starliner vai levar pela primeira vez uma tripulação de astronautas até à ISS.

Nos últimos anos a NASA tem apostado fortemente no sector privado para fornecer os serviços de transporte até à ISS, algo em que estava dependente da Rússia desde o fim das operações dos Space Shuttle. Agora, além da cápsula Crew Dragon da SpaceX, passará também a ter à disposição a Starliner da Boeing.

A primeira tripulação será composta por dois astronautas da NASA, Butch Wilmore e Suni Williams, que deverão partir a 22 de Abril usando um foguete Atlas V da United Launch Alliance. Se tudo correr como previsto, ficarão a bordo da ISS durante cerca de duas semanas, antes de regressarem ao solo - com a cápsula a pousar num deserto na zona oeste dos EUA em vez da tradicional amaragem no mar.
Esta missão marcará o passo final da certificação da cápsula Starliner para missões tripuladas, significando que a NASA passará a ter mais alternativas à disposição e não a trocar a dependência na Rússia pela dependência na SpaceX.

Meta lucra com pedófilos que seguem crianças no Facebook e Instagram

23-02-2024 | 21:00 | Aberto até de Madrugada

A empresa de Mark Zuckerberg parece colocar os lucros acima da protecção de menores, lucrando com canais que exploram crianças e atraem pedófilos.

Não é segredo que existe todo um sub-mundo na internet dedicado ao abuso de crianças, mas o que não se esperaria é que parte desse sub-mundo estivesse a ser suportado e promovido por redes sociais como o Facebook e Instagram.

Uma investigação revelou que existem milhares de contas e canais, em que pais deliberadamente abusam das suas filhas (e filhos), expondo-as de modo sexualmente atractivo para predadores e pedófilos, em troca de subscrições e envios de gorjetas.

A situação foi notada pelos próprios funcionários da Meta, que recomendaram remover a funcionalidade de subscrição para contas com crianças (removendo a contrapartida financeira que incentiva esta prática), mas a empresa disse que já tinha ferramentas implementadas para combater abusos, ignorando os alertas dados.
As ditas ferramentas, para além de serem completamente ineficazes (utilizadores adultos que sejam considerados "suspeitos" por seguirem muitas contas de crianças, podem simplesmente eliminar a conta e criar uma nova) chegam ao cúmulo de até penalizarem os pais que gerem as contas dos filhos e os tentam proteger de predadores online, em certos casos impedindo que bloqueiem contas suspeitas por já terem bloqueado "demasiadas" contas!

Veremos como a Meta irá reagir a esta investigação, certamente investindo mais dinheiro na defesa via relações públicas, do que propriamente na solução do problema através de medidas que prejudiquem os seus lucros.

|