Planet Geek

2 de Março, 2015

Tinder Plus põe "trintões" a pagar quatro vezes mais que os mais novos

02-03-2015 | 22:13 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


O Tinder é uma app que se tem tornado num fenómeno, ao permitir "engates" fáceis e rápidos entre pessoas que se atraiam mutuamente, mas a chegada da versão Tinder Plus a pagar, irá angustiar aqueles que já passaram a barreira dos 28 anos... pois terão que pagar quatro vezes mais que alguém que tenha 27 anos.

O Tinder é uma app básica, onde só têm que ir dizendo se gostam/não gostam do que vos for aparecendo com simples gestos para a esquerda/direita, e no caso de serem correspondidos, poderão combinar um encontro. De lado ficaram coisas tão básicas como a capacidade de desfazerem um qualquer engano - que muitos criticaram por só ficar disponível na versão paga.

Mas agora irá haver muito mais para criticar, pois o serviço Tinder Plus pago vem acompanhado de uma mensalidade de £3.99, que praticamente quadruplica (£14.99) para utilizadores com mais de 28 anos.

É certo que ninguém é obrigado a pagar pelo serviço, e temos muitos outros casos de discriminação por idades (olhe-se para o tarifário WTF, só disponível para os mais novos). Mas... será que nos arriscamos a ver cada vez mais este tipo de coisa em apps sociais, como forma de seleccionar quem pode ou não pode entrar no "clube"? Por um lado, podemos considerar ser um triste reflexo do que se passa na sociedade; por outro, uma forma de facilmente "chular" certos grupos etários.

Aliás... agora que a app deixou de ser gratuita e passa a ser paga para arranjar engates... não será que se poderá considerar proxenetismo digital?


topo

Câmara do Galaxy S6 supera todas as expectativas

02-03-2015 | 21:30 | Revolução Digital | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

Apenas algumas horas depois de ter sido desvendado o Galaxy S6 volta a dar que falar agora através de algumas fotos e vídeos tirados com a câmara deste smartphone Android de topo.

Câmara Galaxy S6

Falar do Galaxy S6 ou da magnífica variante Edge é a mesma coisa no que toca à qualidade das fotos pois os dois aparelhos partilham o mesmo sensor de 16 megapixels com estabilização óptica de imagem e lente de abertura F/1.9.

Para provar as qualidades fotográficas destes smartphones a Samsung divulgou algumas fotos de exemplo que, garante a marca, estão tal e qual foram tiradas pelo Galaxy S6, não tendo sofrido qualquer retoque:

1 of 8
Foto de teste do Galaxy S6
Foto de teste do Galaxy S6
Foto de teste do Galaxy S6
Foto de teste do Galaxy S6
Foto de teste do Galaxy S6
Foto de teste do Galaxy S6
Foto de teste do Galaxy S6
Foto de teste do Galaxy S6
Foto de teste do Galaxy S6
Foto de teste do Galaxy S6
Foto de teste do Galaxy S6
Foto de teste do Galaxy S6
Foto de teste do Galaxy S6
Foto de teste do Galaxy S6
Foto de teste do Galaxy S6
Foto de teste do Galaxy S6

Como podes ver pelas fotos acima, tanto a câmara principal como a câmara frontal produzem resultados muito bons e bem acima daquilo a que estamos habituados em smartphones.

Os nossos colegas do GSM Arena também tiraram algumas fotos durante o evento de apresentação do Galaxy S6. Aqui ficam os resultados:

Foto de teste do Galaxy S6 Foto de teste do Galaxy S6

E aqui está um vídeo filmado com um Galaxy S6:

Há que ter em consideração que os Galaxy S6 disponíveis durante o evento ainda não são as versões definitivas pelo que é de esperar que a Samsung ainda melhor alguma coisa antes do lançamento oficial deste smartphone.

De qualquer forma, e do que já dá para ver, o Galaxy S6 promete vir a fazer as delícias de quem vê no seu smartphone o companheiro ideal para tirar umas fotos e fazer uns vídeos!

O que achaste? Partilha connosco as tuas opiniões sobre o Galaxy S6!

topo

Últimas

02-03-2015 | 18:32 | Apps do Android | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


E já temos preço para o Galaxy S6 e S6 Edge


Não se pode dizer que seja inesperado, pois o Galaxy S5 já não teve um preço amigo das carteiras dos consumidores. O S6 já está em pré-venda no site holandês da Samsung, por isso já vão ficar a saber com o  que contar.

699€ para o S6, 849€ para o Edge. O novo design pelos vistos é reflectido no preço dos equipamentos.

Em termos de software, a Samsung indicou uma redução na ordem dos 37%, facto significativo, e igualmente digno de registo. Não deixa contudo de saber a pouco, até porque foram adicionadas apps da McAfee e Cheetah Mobile - Clean Master.
Não é nada de grava, mas se a apalavra de ordem era emagrecer, porque razão decidiram comercializar o S6 com mais duas apps extra?

Resta agora saber se vamos ter direito a um Google edition! Resolvem-se estas questões num fechar e abrir de olhos. :)


Cyanogen Inc e Qualcomm criam parceria



O novo logótipo não é a única das novidades. Temos um novo projecto que vai juntar estes dois pesos pesados.

A Qualcomm compilava um Android mal amanhado para mostrar os seus novos processadores aos clientes. Com esta parceria, vai passar a apresentar um produto funcional que pode servir de base para que os seus clientes coloquem no mercado equipamentos já com um SO a funcionar, não tendo de se preocupar em exclusividade com o assunto.

Será esta uma forma de começarmos a ter equipamentos low cost a correr Cyanogen OS de origem?



Borlas do dia:


Curtas:

topo

Meeting do AadM elevou-se pelos ares

02-03-2015 | 18:31 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


O nosso habitual meeting mensal é sempre um evento concorrido e animado, mas de vez em quando temos umas edições ainda mais especiais. No que aconteceu neste final de Fevereiro, tivemos direito a um baptismo de voo que o elevou a outro nível - literalmente. :)

Os participantes habituais dos meetings já sabem que, sempre que o nosso amigo Carlos Portilha tem oportunidade de aparecer, vem acompanhado de uma dose de gadgets. E desta vez trouxe-nos as suas gloriosas máquinas voadoras (lembram-se do vídeo da corrida pelo pinhal? :)




Estes quad-copters "de corrida" já são o resultado de muitos melhoramentos e upgrades, e onde não faltam os óculos com ecrãs que nos permitem ver a imagem como se estivéssemos a voar neles (e sem qualquer lag perceptível - o que é fundamental para o seu controlo com o máximo de precisão).

Na nossa mailing list já eram muitas as conversas sobre este tema, e depois dos presentes terem visto estes brinquedos ao vivo, é mais que garantido que se irão multiplicar nos próximos tempos.

... Acho que daqui por mais algum tempo já teremos que considerar a criação de um campeonato AadM Air Cup!

E sim... como o seguinte vídeo demonstra... estivemos a voar até a bateria acabar (e ficou comprovado que é garantido que o quadcopter não fica lá cima quando acaba a bateria. :)


Obrigado ao Carlos e Filipe pela sua presença neste meeting. :)


topo

Certificados SSL: Mitos, processos e custos

02-03-2015 | 17:46 | Paulo Laureano | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


O SSL não tem pevide (nada, puto, rien, népia) a ver com a segurança dos sistemas informáticos e dos componentes neles utilizados. Apenas com a encriptação da informação em trânsito e identificação de uma ou mais entidades envolvidas na comunicação e certificação. As lojas “à saloia” (muitas há uns anos, menos hoje) usam símbolos da certificação por SSL como se fossem símbolos de auditorias de segurança.

Um certificado SSL faz duas coisas: assegura a encriptação de informação em trânsito entre dois pontos e identifica (ou não) um (ou os dois) desses pontos por via de uma terceira entidade (opcional).

A informação em trânsito não é necessariamente uma página WEB. O SSL é também usado para encriptar e opcionalmente identificar outras ligações (POP3, IMAP, SMTP, canais usados por jogos/programas para comunicarem, etc).

A forma como a informação é encriptada depende do tamanho das chaves usadas e algoritmos de encriptação. Uma chave “pequena” ou um “algoritmo errado” e a encriptação é “menos forte”, ou até mesmo “completamente insegura”. Vou deixar de fora deste texto os detalhes kafkianos relativamente a componentes técnicas, porque são mais do que seres humanos “normais” conseguem consumir. A versão simples (resumida e incompleta) da coisa é: usem chaves de 4096 bits, TLS 1.0 ou melhor, evitem o SSL 3.0 ou pior (se quebrar compatibilidade com o IE 6 não for um problema, caso seja então evitem do SSL 2.0 para baixo).

Todos os certificados são iguais, para efeitos de encriptação, excepto serem os utilizadores a verificar a sua proveniência ou usarem uma cadeia de confiança estabelecida pelas entidades certificadoras (que identificam quem está a comunicar de forma mais ou menos exaustiva). Lojas online deve usar certificados de classe 3 ou EV. O resto do mundo passa bem com os de classe 1 ou classe 2.

Nos browsers os certificados EV são diferentes "visualmente" dos restantes:

Exemplo de certificado de classe 1/2/3:
ZZ563C3009

Exemplo de certificado EV:
ZZ47E0146D


Quanto ao reconhecimento de dois (ou de três) dos pontos envolvidos na comunicação, recai sobre uma “terceira” entidade (a entidade certificadora). Há vários níveis de certificação (e correspondentes classes de certificados):

certificados de classe 1, com uma verificação muito primária (i.e. mail para o webmaster/hostmaster do domínio em questão), de quem é o dono do domínio e é entregue a essa pessoa o certificado.

Certificados de classe 2, verificação de quem é o dono do domínio e existência legal da firma ou individuo titular (i.e. registo da empresa), verificação de quem pede o certificado (i.e. identificação do individuo).

Certificados de classe 3/EV, verificação de quem é o dono do domínio, existência legal da firma ou individuo titular, com morada igualmente verificada (i.e. registo da empresa, carta de um advogado ou notário a atestar a existência legal da empresa, identificação de quem está a pedir o certificado, identificação de relação com uma entidade financeira da empresa, marcas registadas, etc).

Os métodos de verificação (telefonemas, visitas de representantes locais da entidade certificadora, avaliação de documentos, verificação de representantes legais, etc) variam dependendo da entidade certificadora que usarem. Há umas mais zelosas que outras, quanto mais elevada a classe do certificado… maior o cuidado.

Os “clientes” também podem ter certificados próprios, que os identificam, substituindo (ou complementando) “logins e passwords”. Uma boa prática… pouco usada.

Nos certificados auto-assinados não existe uma (terceira) entidade “certificadora”, quem gera o certificado e quem o aceita acordam em comunicar com o pressuposto que conhecem quem está do outro lado… Em termos práticos é a mesma coisa em termos de segurança na encriptação, mas recai sobre o utilizador o ónus de ter a certeza de quem está do outro lado.

Quanto custa um processo de certificação? Depende a que porta forem bater, ou seja, depende da entidade certificadora com que quiserem trabalhar… Os preços variam muito…

A seguinte tabela tem os preços por ano de mercado:

ZZ7ABDA260

Para os clientes da Full IT eu consigo preços melhores (envolvendo-me directamente no processo de certificação como representante técnico da empresa):

Classe 1: 37.5 euros por ano / 75 euros por 2 anos.
Classe 2: 75 euros por ano / 150 euros por 2 anos.
Classe 3/EV: 150 euros por ano / 300 euros por 2 anos.

Uso sempre certificados com dois ou três anos de validade. O processo de renovar certificados é tão penoso como o de os obter, pelo que não sendo masoquista…

O "segredo" de conseguir preços melhores é estar pessoalmente certificado como representante da empresa, reduzindo assim o processo de certificação a fazer, e sobrarem apenas os processos de certificação das empresas propriamente ditas.

topo

Huawei apresenta novas TalkBand, Watch e MediaPad X2

02-03-2015 | 17:30 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Ontem foi dia de novidades no MWC, e a Huawei também fez questão de apresentar novos equipamentos, tendo desta vez dedicado especial atenção aos wearables. O maior destaque foi sem dúvida o Huawei Watch, um smartwatch com design cuidado e hardware de topo.


O Huawei Watch vem com um ecrã AMOLED cicrular de 1.4" com 400x400 pixéis a 286 ppi, sensor de 6 eixos e corpo de metal são os principais destaques. Corre Android Wear e vai oferecer 40 opções de mostradores. vai estar disponível em três cores: ouro, prata e preto. Os 6 sensores prometem ser capazes de identificar correctamente o tipo de actividade desportiva: caminhada/corrida/escalada/ciclismo.

Falta saber como funciona o sensor de monitorização de frequência cardíaca, e qual a fiabilidade dos dados recolhidos.


A Huawei apresentou ainda outros dois wearables. A Talkband B1 deu lugar a dois novos gadgets, a Talkband B2 e a N1.  A N1 é claramente uma aposta nos desportistas, ou pelo menos nas pessoas que praticam actividade física com regularidade.É um auricular de ouvido Bluetooth, com 4GB de armazenamento, atendimento de chamadas e monitorização de desportos, quando emparelhado com o smartphone. Inclui entre outras, contagem de passos, cálculo da distância, registo de consumo de calorias. Resta saber qual o nível de dependência do samrtphone para a monitorização das actividades e para ouvir música.


A B2 apresenta um design mais fino, e tem funcionalidades mais inteligentes para monitorização da actividade física, garantido mais precisão nos dados recolhidos. Promete ser "a combinação perfeita entre uns auriculares Bluetooth e uma pulseira desportiva".

Tem tem dois microfones, tecnologia de redução de ruído e conectividade Bluetooth. Consegue saber se está na pulseira ou não, definindo assim o envio do som para o smartphone ou para o auricular.

A bateria promete ser capaz de manter a talkband em actividade durante 5 dias, suporta até 6 horas d e chamadas ou standby até 12 dias. Funciona com Android ou iOS 7.0 e vai estar disponível em três cores: preto, prata e ouro.


Embora a apresentação tenha sido centrada nos wearables, a Huawei apresentou também o novo MediaPad X2.  Este phablet tem um hardware que promete uma utilização sem sobressaltos. O processador é a mais recente proposta da marca, e o ecrã FHD, embora não dê o salto para os 2K, promete uma boa qualidade de imagem.

Especificações:
  • Processador: 2.0 GHz Kirin930 64 bit octa-core, 4x 2.0 GHz+ 4x 1.5 GHz e GPU Mali-T628
  • Ecrã: 7" 1920 x 1200 FHD, 323ppi
  • Memória: 2GB/ 3GB
  • Armazenamento: 16GB/ 32GB
  • LTE Cat6: up to 300 Mbps DL / 50 Mbps UL
  • Dual 4G SIM
  • Câmara 13MP + 5MP
  • Bateria 5000 mAh
  • Android 5.0 e Huawei Emotion UI 3.0

O corpo em metal oferece uma aparência elegante, e as reduzidas margens contribuem para que o equipamento tenha dimensões inferiores ao que estamos habituados a ter nos tablets de 7".

O Huawei MediaPad X2 vai estar disponível em duas versões, 2GB RAM + 16GB ROM em corpo de prata titânio e 3GB RAM + 32GROM no corpo de cor rosa ouro. Ambos os modelos são dual-sim e oferecem suporte à rede 4G.


Tive oportunidade de experimentar o MediaPad X1, e como podem ver pelas imagens em baixo, o X2 segue o mesmo modelo de design.



É um telefone com dimensões de tablet. Sim podemos fazer chamadas com o mesmo, sendo que um auricular bluetooth será um extra bastante útil para quem faça muitas chamadas. Neste caso as talkbands são o melhor companhia para o MediaPad. As reduzidas margens, aliadas a uma fina espessura, facilmente nos fazem esquecer que estamos na presença de um tablet!

Em termos de utilização, foi um equipamento que me causou muito boa impressão, podendo facilmente substituir o meu Nexus 5 + 10.

O X1 tinhas algumas limitações, sendo o processador o principal ponto negativo. Não que não se portasse bem, mas faltava-lhe algum fulgor, algo que também aconteceu ao P6. A versão do Android também não era a mais actual à data. O upgrade para KitKat trouxe um bom incremento na performance.

O Emotion UI não é demasiado intrusivo, e o facto de podermos instalar o Google Now launcher acaba por reduzir a diferença para o Android "puro". A classificação como telefone acabou por prejudicar este equipamento no mercado ocidental, facto que não teve relevo no oriente devido ao MediaPad ser visto como um tablet.

... Vamos lá ver que tal o X2 se vai comportar quando arranjarmos um para testar. :)

[por Luis Costa]

topo

Microsoft cria Teclado Excel para tablets Android

02-03-2015 | 17:00 | Revolução Digital | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

Como complemento à gama de aplicações Office para Android, e para ajudar todos aqueles que querem ser verdadeiramente produtivos e móveis ao mesmo tempo, a Microsoft acaba de lançar um teclado virtual específico para Excel.

Microsoft Keyboard for Excel Cover

Uma das grandes barreiras à produtividade móvel, é sem dúvida a forma como introduzimos texto ou dados nas aplicações, e o teclado virtual ainda torna mais complicada esta tarefa.

Microsoft Keyboard for Excel 4

Este novo teclado virá ajudar a ser mais eficaz e rápido a introduzir dados no Excel em Tablets Android, já que dispõe de um teclado numérico dedicado, e é dada prioridade a algumas operações comuns quando se trabalha com este tipo de aplicações.

Microsoft Keyboard for Excel 3

A única “contrariedade”, se é que lhe podemos chamar isso, é que este teclado só funcionará em Tablets, o que é de todo compreensível, já que num smartphone, mesmo em alguns de ecrã mais generoso, o espaço disponível continua a ser demasiado curto para acomodar esta nova versão.

Microsoft Keyboard for Excel 2 Microsoft Keyboard for Excel 1

Quem quiser descarregar este novo teclado para o Excel basta passar pela Google PlayStore. É gratuito pelo que não há desculpa para não experimentar!

topo

Notícias do Dia

02-03-2015 | 16:31 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

A Samsung já revelou os seus Galaxy S6 e S6 Edge; o Pirate Bay vai ser bloqueado em Portugal, até ao final de Março o mais tardar; a Microsoft mostra-nos aquilo que imagina para o futuro nos próximos anos; um controlador para drones que os transforma em operadores de câmara profissionais; a Toyota avança com a produção do seu Mirai com fuel cell; estranhas órbitas que não passam de uma questão de perspectiva; o Snapchat não é para "velhos"; o curioso caso de um engraxador espanhol que é "dono" de países no Twitter; e ainda os jogos com que delirávamos no final de 1988.

Enquanto estamos na recta final do passatempo da semana passada que te pode dar um GPS tracker com GSM e já a preparar as novas prendas para esta semana, fiquem com as notícias do dia.


Xiaomi lança action cam "Yi" de 56 euros


A Xiaomi já é conhecida por lançar produtos a preços ultra-competitivos, e agora junta ao seu catálogo uma action cam estilo GoPro... mas a um preço de pouco mais de 56 euros: a Xiaomi Yi.

E se neste momento estão a pensar que será uma câmara "foleira", depressa mudarão de ideias ao descobrir que usa um sensor Sony Exmor R de 5MP, capaz de gravar vídeo Full HD 1080p a 60fps, 720p a 120fps, e 480p a 240fps. Para completar o conjunto, é mais leve que uma GoPro, tem 64GB de memória, e pode mergulhar até 40m de profundidade. E não falta o WiFi, para que possam ver imagens no smartphone e controlá-la remotamente.


Withings Activite e Activite Pop ganham compatibilidade com Android e Google Fit


Os smartwatch Activité e Activité Pop da Withings atraíram as atenções, mas quem tivesse equipamentos Android rapidamente perdia o interesse ao descobrir que não o poderiam sincronizar com os seus aparelhos. Coisa que agora fica resolvida. A app para Android Withings Health Mate não só permite ligarem-se a estes smartwatches como também está integrada com o Google Fit.

Embora o Activité tenha um preço puxado (para perto dos 400 euros), o Activité Pop estará num patamar bem mais acessível, abaixo dos 150 euros.


Broadcaster Mini faz streaming de qualquer sinal HDMI para a Internet


Querem enviar vídeo para a Internet sem depender de um smartphone, ou usarem uma câmara mais "decente" para terem melhor qualidade de imagem? O Broadcaster Mini é um pequeno dongle que vos permite fazer isso, bastando terem acesso a uma rede WiFi e uma câmara ou qualquer outro dispositivo com saída HDMI. Embora tenha um preço "mini" comparado com o modelo original ($295 vs $495) continua a ser uma opção que ficará fora do orçamento para a maioria dos utilizadores casuais - embora não deixe de ser interessante para utilizadores mais "profissionais" em busca de uma forma simples de fazer streaming Full HD para a internet.


MediaTek Crossmount quer unificar dispositivos separados


Não nos faltam dispositivos e gadgets por todo o lado, mas infelizmente quase todos continuam a viver "desligados" uns dos outros. Porque motivo não podemos usar o microfone e câmara do nosso smartphone para fazer uma videochamada no nosso televisor? É isso que o Crossmount da MediaTek quer permitir, automatizando a partilha de funções e periféricos entre dispositivos inteligentes (um pouco ao estilo do que a MS imagina para o futuro).

Parece-me um bom passo em frente na direcção da "Internet of Things" e uma maior interoperabilidade entre todos os produtos que tivermos.


Curtas do Dia

Resumo da Madrugada





topo

O vencedor do Óscar de Melhor Documentário está disponível gratuitamente online

02-03-2015 | 16:20 | J. B. Martins | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

citizenfour.png

"Citizenfour", o vencedor do Óscar de Melhor Documentário (longa-metragem), está disponível na íntegra no thoughtmaybe.com.

Se quiserem saber mais sobre o polémico Edward Snowden e, quem sabe, mudar drasticamente a forma como se relacionam com as novas tecnologias, passem por lá.

topo

NOS lança hotspot 4G para automóveis

02-03-2015 | 15:31 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Quem tem necessidade de estar permanentemente ligado à Internet e tem múltiplos dispositivos, já terá chegado à conclusão que mais vale investir num hotspot mobile e pagar uma única mensalidade. Agora a NOS lança um Kanguru 4G concebido para quem passa a maior parte do tempo no automóvel.

Este hotspot Kanguru 4G para automóveis recorre ao CarFi da Huawi, um hotspot que se encaixa directamente na ficha de isqueiro dos veículos, e que para além de disponibilizar internet 4G via WiFi para até 10 equipamentos, também disponibiliza uma ficha USB com a qual poderão recarregar smartphones e tablets. O modo de operação não poderia ser mais simples, com apenas um único botão para ligar/desligar.

Infelizmente, este CarFi não dispõe de bateria interna, pelo que não o poderão levar convosco para qualquer lado (a não ser que tenham um adaptador de tomada de isqueiro) - e que torna o produto menos interessante face a um hotspot mobile tradicional. Há também a questão do seu formato poder não ser o mais adequado para alguns carros - dependendo da posição em que tiverem a ficha do isqueiro (podem sempre deixá-lo na mala, se tiverem lá uma ficha de isqueiro adicional como acontece nalguns veículos. :)

O Hotspot Kanguru 4G chega às lojas na próxima quarta-feira, por 79,90 ou 39,90 euros com um tarifário pós-pago NOS Kanguru 4G. Estes tarifários estão disponíveis em pacotes com 2GB de dados por €7.99, 6GB por €15.49, e "ilimitado" por €25.99, para clientes NOS com internet fixa ou tarifários Smart; para os restantes acresce €5 a cada mensalidade.



topo

SanDisk apresenta cartão microSD de 200GB!

02-03-2015 | 14:42 | Revolução Digital | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

Ainda se lembram quando apareceram os primeiros cartões microSD de 128MB? Entretanto vieram os de 128GB que armazenavam mil vezes mais informações mas até estes estão agora ultrapassados graças ao novo cartão SanDisk de 200GB!

Ultra microSDXC UHS-I Class10 200GB

De seu nome Ultra microSDXC UHS-I Premium Edition este é o cartão microSD com a maior capacidade do mundo.

SanDisk supera limites do microSD

Ocupando o equivalente ao tamanho de uma unha este cartão consegue armazenar cerca de 20 horas de vídeo em Full HD ou uma colecção de música verdadeiramente gigantesca.

Ter tanta capacidade de armazenamento levanta no entanto uma questão: o desempenho.

Neste caso a SanDisk garante que o Ultra microSDXC UHS-I Premium Edition, com a sua certificação class 10, permite velocidades de escrita de até 90MB/s o que faz com que, em teoria, se consiga transferir 1.200 fotos por minuto.

Isto é tudo muito giro mas normalmente o preço associado a este tipo de acessórios costuma ser um pouco salgado.

Este cartão não foge à regra pelo que, quando aparecer nas lojas em Portugal durante o segundo trimestre deste ano, prevê-se que quem quiser ter 200GB num microSD terá de desembolsar cerca de 400€.

Agora só resta esperar é por dispositivos móveis que suportem cartões deste tamanho!

topo

Amazon Free App: Trainyard

02-03-2015 | 14:32 | Apps do Android | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

 

A app gratuita de hoje da Amazon é o Trainyard, um jogo tipo puzzle onde temos de levar os comboios até à estação.



O Trainyard custa $2,99 no Google Play.

topo

Microsoft apresenta Lumia 640 e 640XL

02-03-2015 | 14:14 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


A Microsoft continua a expandir a sua família de smartphones Lumia, e agora traz-nos dois novos modelos dual SIM em versões 3G e 4G, com os quais pretenderá conquistar quem procura um Windows Phone na gama dos 140 aos 220 euros: os Lumia 640 e 640XL.

Estes Lumia 640 e Lumia 640XL têm ecrãs de 5" e 5.7" (ambos com resolução de 1280x720 pixeis), 1GB de RAM, 8GB + microSD até 128GB, câmaras de 0.9 e 8MP no 640, e 5 e 13MP no 640XL, e baterias de 2500 e 3000mAh respectivamente. Ambos terão actualização garantida para o futuro Windows 10, e estão disponíveis em versões 3G e 4G e single/dual SIM.

Também incluída em ambos está uma subscrição de um ano do serviço Office 365 Personal (Word, Excel, PowerPoint, Outlook e OneNote) que poderão usar no smartphone, PC/Mac e também num tablet, e que adiciona 1TB de espaço ao OneDrive e disponibiliza 60 minutos de chamadas mensais no Skype.

Os preços dependerão de cada mercado e operador, mas os valores de referência serão:
  • Lumia 640 - 139 euros (3G)  / 159 euros (4G)
  • Lumia 640 XL - 189 euros (3G) / 219 euros (4G)

O Lumia 640 XL chegará às lojas ainda durante o mês de Março, o Lumia 640 tem chegada prevista para Abril.

topo

Pirate Bay vai ser bloqueado em Portugal

02-03-2015 | 12:01 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Depois de já ter ficado mais que demonstrado que a tentativa de bloquear o acesso ao Pirate Bay noutros países não teve qualquer efeito, também em Portugal se vai optar pela mesma técnica... que obviamente terá o mesmo impacto nulo.

Tal como tinham ameaçado, a Audiogest e GEDIPE levou o seu pedido até ao Tribunal da Propriedade Intelectual (TPI) que decidiu que os operadores nacionais deverão impedir o acesso ao The Pirate Bay - e não só através do seu endereço principal (thepiratebay.se) como também de 29 outros domínios alternativos:
  • thepiratebay.org; www.thepiratebay.org; thepiratebay.com; thepiratebay.net; piratebay.org; piratebay.net; www.thepiratebay.com; www.thepiratebay.net; www.thepiratebay.se; ikwilthepiratebay.org ; www.piratebay.org; www.piratebay.net; tpb.partipirate.org; pirateproxy.net; tpb.me; kuiken.co; dieroschtibay.org; bayproxy.org; tpb.cryptocloud.ca; proxie.co.uk; come.in; proxybay.net; tpb.ninja.so; proxy.rickmartensen.nl; malaysiabay.org; lanunbay.org: tpb.dbpotato.net; pirateproxy.se; pirateshore.org.

A Cabovisão, MEO, NOS e Vodafone terão que cumprir com esta bloqueio num prazo máximo de 30 dias ou arriscarem-se a multas de 2500 euros por dia. Pelo prazo dado, significa que a partir do dia 27 de Março será mais complicado aceder ao Pirate Bay usando estes domínios.

... Claro que não faltam muitos outros domínios que permitirão continuar a aceder ao PirateBay, mas ainda falta esclarecer se o bloqueio irá ser feito a nível de IPs ou simplesmente dos DNS - sendo que se for este último caso, então bastará usarem um servidor de DNS que não o do operador (como o OpenDNS ou os do Google) para que tudo se mantenha como sempre.

topo

App Gratis: CodeBox

02-03-2015 | 11:33 | Apps do Android | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


A "App Gratis" de hoje é o CodeBox, um jogo de acção, onde o objectivo passa por matar tudo o que se mexe.




A versão sem anúncios do CodeBox custa 2,56€, e para o poderem usar gratuitamente, só têm fazer a instalação a partir do link em baixo. Como bónus, ainda ganham 25000 moedas.

topo

Acer apresenta novos Liquid Z e ainda o novo Liquid Jade Z | Acer Liquid Z220

02-03-2015 | 11:30 | Revolução Digital | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

Depois de falarmos na nova aposta no Windows Phone por parte da Acer, chega agora a altura de dar a conhecer os novos equipamentos a correr Android. São três e dão pelo nome de Liquid Z220, Liquid Z520 e Liquid Jade Z.

Acer Liquid-Z MWC 2015

Liquid Z220 e Liquid Z520 são as novas aquisições para a linha Liquid Z

Começando pelos dois primeiros modelos, estamos perante duas propostas para o mercado dos equipamentos de gama baixa que diferem em poucos aspectos, mais propriamente nos seus processadores, tamanho de ecrã e câmaras.

Assim sendo, tanto o Liquid Z220 como o Liquid Z520 possuem um ecrã com uma (baixa) resolução WVGA de 480 x 800 pixels, sendo que o tamanho dos ecrãs será de 4 polegadas e 5 polegadas, respectivamente. Neste aspecto o Z520 perde bastante na densidade de pixels apresentada pois um painel de 5 polegadas com uma resolução destas não deve de ser a melhor coisa do mundo.

Acer Liquid Z220
Acer Liquid Z220

A nível de processadores, teremos um Snapdragon 200 a 1.2GHz para o modelo Liquid Z220, enquanto o Liquid Z520 possuirá um Snapdragon 400. As diferenças entre os equipamentos continuam nos seus sensores fotográficos, sendo que o primeiro terá um sensor traseiro de 5MP e um frontal de 2MP. Por outro lado o Z520 possuirá uma câmara principal de 8MP e uma frontal também de 2MP.

Acer Liquid Z520
Acer Liquid Z520

Nas restantes especificações, temos 1GB de RAM, 8GB de memória interna, Android 4.4.2 KitKat para o Liquid Z520 e Android 5.0 Lollipop para o Liquid Z220. Os seus preços serão de 89€ e 129€ respectivamente.

Acer Liquid Jade Z possui processador de 64-bit e resolução HD

Passando agora para o modelo mais potente apresentado, temos um Acer Liquid Jade Z com um ecrã de 5 polegadas com uma resolução HD de 1280 x 720 pixels, processador MediaTek de 64-bit com uma frequência de 1.5GHz, 1GB de RAM e ainda 8GB de memória interna.

Acer Liquid Jade Z
Acer Liquid Jade Z

As suas câmaras fotográficas formam um conjunto de 13MP traseiros e 5MP frontais. Possui ainda conectividade LTE, uma bateria de 2300mAh, proteção Gorilla Glass 3 para o seu ecrã e vem de fábrica com Android 4.4.2 KitKat. O seu preço de venda encontra-se fixado nos 199€.

Estes novos smartphones Android prometem chegar às lojas europeias no decorrer deste mês, no caso do Z220 e Jade Z, e em Abril para o Z520.

Quais as vossas opiniões em relação a estes novos equipamentos Android?

topo

Microsoft apresenta os novos Lumia 640 e 640 XL

02-03-2015 | 11:09 | Revolução Digital | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

Foi há momentos, no dia de abertura do Mobile World Congress, que a Microsoft organizou um evento onde mostrou ao mundo os novos Lumia 640 e 640 XL, dois smartphones de gama média que serão actualizados para o Windows 10.

Microsoft Lumia 640 XL


Preparados para tudo. É assim que a Microsoft define os novos Lumia que, tirando o tamanho do ecrã, bateria e câmara, são iguais em tudo.

Lumia 640 e 640 XL apostam na gama média

Começando pelo modelo mais pequeno o Lumia 640 traz com ele um ecrã de 5 polegadas com uma resolução HD de 1.280 x 720 pixels com uma densidade de 294ppp. A bateria tem uma capacidade de 2.500mAh enquanto que a câmara principal aparece com uma resolução de 8 megapixels e lente f/2.2.

A câmara frontal tem uma resolução de 1 megapixel com lente f/2.4 e permite fazer vídeos em 720p.

O Lumia 640 XL por seu lado tem um ecrã significativamente maior, com uma diagonal de 5,7 polegadas mas que mantém a mesma resolução HD de 1.280 x 720 pixels o que faz cair a densidade para os 259ppp.

A bateria deste Lumia 640 XL aumenta para uns mais respeitáveis 3.000mAh.

As câmaras também aumentam em resolução com a principal a passar para os 13 megapixels, com óptica Carl Zeiss, enquanto que a frontal passa para os 5 megapixels, ambas com gravação de vídeo em Full HD 1.080p.

De resto ambos os modelos contam com um processador Qualcomm Snapdragon 400 MSM8228 quad-core a 1,2GHz, 1GB de RAM e 8GB de memória interna expansível por microSD até um máximo de 128GB.

Microsoft Lumia 640

Contamos também com o habitual conjunto de ligações WiFi, Bluetooth 4.0 e receptor A-GPS com GLONASS.

Equipamentos com actualização garantida

Em cima deste hardware temos o Windows Phone 8.1 a funcionar sendo que, tal como referido mais acima, a Microsoft garante que estes dois equipamentos serão actualizados para o Windows 10.

De referir ainda que haverá quatro versões de cada modelo: 3G, 3G Dual-SIM, 4G e 4G Dual-SIM.

Quanto a preços, o Lumia 640 estará disponível livre de operadora em Abril em cião, laranja e branco, e ainda em preto mate por 139 euros na versão 3G e 159 euros na versão 4G (a estes valores termos de adicionar ainda os impostos).

Já o Lumia 640 Xl chegará mais cedo, em Março, nas cores cião, laranja e preto, e em branco mate e brilhante com um preço de venda livre e sem impostos de 189 euros para a versão 3G e de 219 euros para a versão 4G.

topo

Samsung apresenta o Galaxy S6 e S6 Edge

02-03-2015 | 11:01 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


A Samsung decidiu antecipar-se à abertura do MWC para apresentar o seu novo topo de gama, que desta vez - tal como já se previa - chega-nos em duas variantes: o Galaxy S6 e o Galaxy S6 Edge.

A Samsung parece ter-se fartado das críticas de que os seus Galaxy S tinham uma construção "foleira" em plástico, e por isso desta vez apostou no metal e vidro como forma de fazer esquecer isso. Temos vidro Gorilla Glass na frente e na traseira dos Galaxy S6, e com um tratamento especial que lhes dá um brilho "metálico". No caso do Edge, temos um modelo onde a superfície frontal e ecrã se dobram sobre as partes laterais, e que criam o efeito de que não tem "margens".

Quanto ao hardware: temos ecrãs Super AMOLED de 5.1" com 2560x1440 pixeis (577ppi), CPU Exynos octa-core, 3GB RAM (LPDDR4), 32/64/128GB de memória UFS 2.0 (a tal de alta-velocidade), câmaras de 5 e 16MP (ambas com live HDR e estabilização ópica na traseira) com lentes F/1.9, sensor de frequência cardíaca (que também serve para assistir o white balance da câmara), LTE Cat 6 (300Mbps), WiFi ac, e baterias de 2550 (S6) e 2600mAh (S6 Edge).

Desta vez não temos expansão de memória via microSD, mas ganhamos compatibilidade com carregadores wireless, tanto com o sistema da WPC como da PMA (e sim, com os carregadores Qi) assim como velocidade de recarregamento 1.5x  mais rápida, que deverá dar 4h de autonomia com apenas 10 minutos de carga. O botão de home continua a ter o sensor de impressões digitais - agora sem necessidade que se passe o dedo a deslizar - e dando um duplo clique no mesmo somos levados para a câmara em apenas 0.7s a partir de onde quer que se esteja.

E por fim, tamos também um Android 5.0 Lollipop que vem menos "adulterado" - segundo a própria Samsung, foram removidas 40% das coisas do TouchWiz nesta versão. Estes novos Galaxy S6 começarão a ser vendidos a 10 de  Abril, e estarão disponíveis em branco, preto, e dourado, com duas cores adicionais exclusivas: azul para o S6, verde para o S6 edge.

Foi a concretização de praticamente tudo o que se tinha ficado a conhecer nos rumores das últimas semanas, e não há dúvida que o modelo "edge" se torna num gadget altamente apetecível e com um design único (mesmo tendo algumas partes que parecem ter sido aproveitadas directamente de um iPhones 6) - agora só falta mesmo saber se o mercado está disposto a pagar os preços que a Samsung vai pedir. Que me dizem vocês?


Fiquem com o resumo vídeo da apresentação em 60 segundos... seguido da versão na íntegra para quem quiser ver tudo o que se passou.




topo

Head Soccer La Liga

02-03-2015 | 11:00 | Apps do Android | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Começamos o mês de Março com um jogo de futebol diferente do habitual, o Head Soccer La Liga.


Este jogo conta com todas as equipas do principal campeonato de futebol de Espanha, também conhecido por "La Liga", e cada equipa joga apenas com um jogador, que são verdadeiras caricaturas dos jogadores reais e que podemos apelidar de "cabeçudos", devido às suas dimensões.


O objectivo, como é óbvio é marcar golos mas temos que utilizar a cabeça para dominar a bola (que saltita bastante) e ao mesmo tempo evitar que esta entre na nossa baliza. Cada um dos jogadores tem uma classificação própria relativamente a cinco características diferentes: velocidade, remate, impulsão/salto, sprint e "power-up" (que reduz o tempo de espera por um remate especial).


Existem quatro modos de jogo à escolha, que vão desde jogos amigáveis, a competições como a Taça e o Campeonato e ainda um modo "Survival" em que só os melhores conseguirão continuar em competição.


É um jogo recomendado para aqueles momentos de deslocação nos transportes - ou enquanto esperamos pela namorada/esposa ;-)



topo

sobre medo e serenidade

02-03-2015 | 10:40 | Obvious | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


A felicidade não existe, mas a serenidade.”
(Luc Ferry, filósofo francês)


Ler o artigo completo

topo

Alcatel OneTouch Idol 3: o smartphone que faz chamadas de pernas para o ar

02-03-2015 | 10:30 | Revolução Digital | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

As novidades provenientes da MWC deste ano são mais que muitas e desta feita venho falar de uma proposta um pouco diferente do que estamos habituados. A Alcatel OnteTouch apresentou o seu Idol 3, que tem a particularidade de ser completamente reversível.

Alcatel OneTouch Idol 3

Nos últimos tempos a Alcatel OneTouch tem vindo a apresentar algumas propostas bastantes interessantes e acima de tudo a preços bem mais acessíveis que alguns dos seus concorrentes. Desta vez a empresa  apresentou ao mundo o novo Alcatel OneTouch Idol 3, em duas versões com tamanhos diferentes.

Novo Idol 3 é reversível até na sua interface

Em primeiro lugar há que referir o principal ponto de atenção neste novo equipamento. Este novo Idol 3 destaca-se de toda a sua concorrência por possuir uma funcionalidade ainda não vista no mercado dos smartphones, uma reversibilidade total.

Devido ao seu design simétrico, será muito comum que o utilizador possa pegar no equipamento “de pernas para o ar”. Mas isso não será um problema, uma vez que a reversibilidade deste equipamento permite que o utilizador possa atender uma chamada mesmo com o equipamento ao contrário. Isto é possível devido à inclusão de duas colunas estéreo frontais.

Alcatel OneTouch Idol 3

Mas esta pequena funcionalidade não se restringe apenas ao seu exterior, uma vez que a própria interface do equipamento é ela também totalmente adaptável à posição em que o equipamento se encontra.

Idol 3 terá versão de 4.7 polegadas e outra de 5.5 polegadas

No capítulo do hardware, teremos um modelo com um ecrã de 4.7 polegadas, com uma resolução de 1280 x 720 pixels, um processador Snapdragon 410, GPU Adreno 306, 1GB de RAM, 16GB de memória interna, que pode ser expandida por microSD até aos 128GB e uma bateria de 2.000mAh.

Falando agora do modelo de 5.5 polegadas, o mesmo possuirá uma resolução de 1920 x 1080 pixels, Snapdragon 615 de 64-bit, 2GB de RAM, 16GB de memória interna, expansível nos mesmos moldes do modelo anterior, e uma bateria de 2.910mAh.

Alcatel OneTouch Idol 3

No que respeita aos sensores fotográficos destes Alcatel OneTouch, ambos possuirão um sensor de 13MP na sua traseira, com flash LED, HDR e gravação de vídeo de 1080p a 30fps. Já no que toca aos sensores frontais, o modelo mais pequeno possuirá 5MP e o maior 8MP.

Os dois Idol 3 virão equipados com Android 5.0.2 Lollipop de fábrica e terão ainda direito a variantes dual-SIM.

Até ao momento a Alcatel OneTouch ainda não se pronunciou oficialmente quando à disponibilização e preços destes equipamentos. No entanto acredita-se que os mesmos possam chegar ao mercado apenas no segundo trimestre deste ano e que possam custar 200€ e 250€ respectivamente.

Baseados nestas informações, será que estes novos Idol 3 poderão vingar num mercado tão variado como é o mercado Android? O que acham da possibilidade de podermos efectuar chamadas mesmo com o smartphone de pernas para o ar?

topo

Sony apresenta Xperia Z4 tablet e M4 Aqua

02-03-2015 | 10:01 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


A Sony já revelou o seu smartphone e tablet mais recentes, o Xperia Z4 e o M4 Aqua, ambos de espessura reduzida e com a capacidade para poderem enfrentar os meios aquáticos sem problemas graças à sua resistência à água.

Se nos mais recentes Galaxy S6 a Samsung optou por não se preocupar com a questão da resistência à água, a Sony continua a fazer disso um elemento diferenciador. Tanto o tablet Xperia Z4 como o smartphone Xperia M4 Aqua podem facilmente enfrentar chuvas torrenciais, ou ser lavados debaixo de uma torneira - e a Sony até "recomenda" que usem o M4 Aqua para tirar fotografias subaquáticas... desde que tomem as devidas precauções e estejam conscientes dos seus limites.




No Xperia M4 Aqua temos um ecrã de 5" (1280x720), com um Qualcomm Snapdragon 615 Octa-Core de 64 bits, 2GB de RAM, 8/16GB + microSD, câmaras são de 5 e 13MP, bateria de 2400mAh, e fica-se pelos 7.3mm de espessura e 140g de peso, com a sua resistência ao pó e água (IP65 e IP68).


No tablet Z4 as coisas são ainda mais bem compostas. Temos um ecrã de 10.1" (2560x1600), Snapdragon 810 (64bits), 3GB de RAM, até 32GB de flash + microSD até 128GB, câmaras de 5.1 e 8.1MP, e uma bateria de 6000mAh. A sua espessura fica-se por uns reduzidos 6.1mm, e tem um peso de 389g - também com IP65 e IP68.

Ambos vêm equipados com Android 5.0 Lollipop.


topo

greta garbo e o feminismo no século xx

02-03-2015 | 10:00 | Obvious | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Greta Garbo foi muito mais do que a quinta maior lenda da sétima arte, sua vida pessoal está repleta de atitudes corajosas que atualmente são bandeiras defendidas pelo feminismo.


Ler o artigo completo

topo

qual líder devemos seguir?

02-03-2015 | 10:00 | Obvious | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Seguir um líder não requer de perícia, cursos mirabolantes ou mágica. Temos que aguçar nossa percepção para as verdadeiras virtudes de um líder e assim conseguiremos descobrir se quem nos lidera é de fato um líder ou um anti-líder.


Ler o artigo completo

topo

o vietnã e a ironia da história

02-03-2015 | 10:00 | Obvious | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


É motivo de reflexão o quanto somos vulneráveis frente às circunstâncias em dado espaço-tempo histórico. A Guerra do Vietnã, já absurda em si pela sua crueldade, também pode ser considerada uma das mais estúpidas e inúteis alterações do destino de milhões de vidas humanas.


Ler o artigo completo

topo

“alô, alô, w/brasil”

02-03-2015 | 09:50 | Obvious | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Análise de um dos hits de maior sucesso de Jorge Ben Jor


Ler o artigo completo

topo

o teatro nu

02-03-2015 | 09:40 | Obvious | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Já imaginou um teatro sem texto, sem personagens, sem cenário ou diretor? Ele existe e acontece semanalmente no Rio de Janeiro. Conheça a Oficina Libre.


Ler o artigo completo

topo

high and dry / 50%

02-03-2015 | 09:40 | Obvious | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Por Trilhas de Radiohead (Parte 1)


Ler o artigo completo

topo

do santa marta

02-03-2015 | 09:40 | Obvious | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Impressões de uma visita guiada à primeira favela pacificada do Rio.


Ler o artigo completo

topo

dziga vertov, o homem com uma câmera: retratos da rússia socialista

02-03-2015 | 09:40 | Obvious | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Dziga Vertov revolucionou a história do cinema mundial. Iniciou seus trabalhos já nos primeiros anos do regime socialista instaurado na Rússia da década de 1910. Experimental, inventivo e transgressor, Um Homem com Uma Câmera traz à luz concepções estéticas inovadoras que permeiam os meandros de uma sociedade em constante reconstrução.


Ler o artigo completo

topo

Acer regressa ao mundo Windows Phone com o novo Liquid M220

02-03-2015 | 09:29 | Revolução Digital | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

O MWC 2015 arranca oficialmente hoje em Barcelona e as marcas lutam por conseguir captar um pouco de atenção. A Acer não é excepção e ontem, ainda antes de conhecermos o novo HTC One M9 ou ainda os Galaxy S6 e Galaxy S6 Edge a marca decidiu mostrar as suas novidades onde se inclui o novo Acer Liquid M220 que marca o regresso da Acer ao mundo Windows Phone.

Acer Liquid M220Liquid M220 vem para concorrer no mercado dos equipamentos de gama baixa

No decorrer da conferência da Acer, integrada na MWC 2015, foram apresentadas algumas novidades por parte da fabricante. Uma dessas novidades foi o regresso da marca ao mercado Windows Phone, com um equipamento de gama baixa.

Ora este novo Acer Liquid M220 possui um processador dual-core 1.2GHz, ecrã de 4 polegadas com uma resolução de 480 x 800 pixels, 512MB de RAM e 4GB de memória interna expansível por microSD.

O Liquid M220 possui ainda uma câmara fotográfica principal de 5MP, com flash e focagem automática, uma câmara frontal de 2MP, uma bateria de 1300mAh sendo que se trata ainda de um smartphone dual-SIM.

Acer Liquid M220Actualização para Windows 10 está confirmada

A nível de sistema operativo, o Liquid M220 virá de fábrica com o Windows Phone 8.1, mas a empresa já confirmou que este smartphone será atualizado para o novo Windows 10 assim que o seja possível. Até porque a Microsoft já tinha afirmado que o Windows 10 conseguirá correr em equipamentos com apenas 512MB de RAM, como é aqui o caso.

Tal como podemos ver pelas especificações que compõem este Acer Liquid M220, o mesmo não é um equipamento muito potente, mas ainda assim acredito que possa ser fluído o suficiente muito por culpa do sistema operativo que utiliza.

Acer Liquid M220

Resta apenas referir que esta nova proposta para o mundo Windows Phone chegará ao mercado Europeu no decorrer do mês de Abril e terá um custo de 79€, disponível em preto ou branco.

O que pensam desta nova proposta? Acreditam que o Liquid M220 terá capacidade para concorrer com a forte presença dos Lumia neste segmento?

topo

o mundo acabou, mas não se preocupe, o whatsapp não

02-03-2015 | 09:20 | Obvious | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Dizem que os niilistas estão morrendo. Na verdade não dizem nada, pois niilistas sequer existem mais. Posso afirmar que ao menos valemos mais que o WhatsApp. Não, estamos aí.


Ler o artigo completo

topo

copo meio cheio ou copo meio vazio?

02-03-2015 | 09:20 | Obvious | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Ser pessimista ou otimista não tem a ver com ser realista ou não. Refere-se aos valores embutidos aos fatos, ainda que estes sejam em si negativos. Copo meio cheio ou copo meio vazio? É só uma questão de escolha!


Ler o artigo completo

topo

SanDisk lança microSD de 200GB e modelos de alta-endurance

02-03-2015 | 09:15 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

Estamos em semana de MWC, e de todos os quadrantes temos novidades. No caso da SanDisk, temos cartões microSD de 200GB, modelos de alta-endurance, e outros dispositivos para armazenamento de dados.

Para quem precisa de muito espaço e se sentia constrangido pelos 128GB dos cartões microSD disponíveis, a SanDisk subir agora esse limita para os 200GB (é curioso não ter optado pelos 256GB como seria de esperar mas... lá deverão ter os seus motivos). Este cartão continua a ter taxas de transferência de 90MBps, e tem um preço de 400 dólares.

Para quem prefere maior facilidade a transferir dados entre Androids, iPhones, e PCs, a SanDisk tem os novos Dual Drive e iXpand. O Dual Drive é uma pen de 32GB que para além da porta USB 3.0 normal também traz a nova USB Type-C; o iXpand vem com uma fica lightning, permitindo fazer transferências fáceis a partir de iPhones e iPads.

E por fim tamos também novos microSD de 32 e 64GB de alta-endurance, concebidos para serem usados em câmaras de vigilância e câmaras de automóveis (dashcams), dispositivos que estão continuamente a gravar dados (até 10 mil horas para o cartão de 64GB que custará 150 dólares - o que será equivalente a mais de um ano em gravação contínua). Estes cartões estão também concebidos para poderem funcionar numa gama de temperaturas mais alargada que os cartões convencionais.

topo

Swatch lança Touch Zero One - um smartwatch para o volleyball de praia

02-03-2015 | 08:51 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Falava-se que a Swatch estaria a preparar um smartwatch, mas não se imaginava que seria um smartwatch de uso "exclusivo" para o beach volley, como acontece com este Swatch Touch Zero One.

O Swatch Touch Zero One acaba por ser uma evolução do Swatch Touch, mantendo o seu característico ecrã digital com de dimensões generosas e capacidade para detectar toques. Para além o que já se tinha no original (backlight, toques e gestos), neste modelo teremos detecção de passos e movimentos específicos do volleyball (incluindo a diferenciação entre a intensidade com que se bateu na bola).

Os dados recolhidos pelo Touch Zero One serão depois enviados para uma app num smartphone, que permitira visualizar toda essa informação - incluindo a caracterização do atleta, entre nível "amador" até "profissional".

Embora não seja o smartwatch que muitos imaginaram (algo para competir com um Apple Watch) é mais um pequeno passo com o qual a Swatch irá entrando neste segmento. A sua simplicidade também significa que quem comprar um destes Touch Zero One não tem que se preocupar com autonomia (a Swatch diz que durará "meses e meses") e parece que a comunicação será feita via NFC para poupar ainda mais energia - embora, se for esse o caso, significará que teremos que "tocar" com o relógio no smartphone para transferir os dados. O preço deverá andar pelos 140 euros.

topo

HTC e Valve juntam-se para lançar os HTC Vive

02-03-2015 | 08:24 | Revolução Digital | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

O evento da HTC deste Domingo não se restringiu apenas ao anúncio do novo HTC One M9. Neste mesmo evento foi também anunciada a proposta da empresa para a realidade virtual com os HTC Vive.

HTC Vive

HTC promete uma experiência completamente diferente

A realidade virtual começa a ser cada vez mais uma tecnologia na ordem do dia e como tal é normal que as propostas se comecem a multiplicar. Depois de vermos alternativas como os Oculus Rift, Samsung Gear VR ou mesmo o projecto Morpheus da Sony a HTC não quis ficar de fora e anunciou os seus óculos HTC Vive, desenvolvidos em parceria com a Valve.

Este novo equipamento virá equipado com dois ecrãs de resolução 1200 x 1080 pixels e 70 sensores, que nos proporcionarão, garante a HTC, uma experiência virtual completamente diferente de tudo o que existe actualmente no mercado.

Segundo a fabricante, este HTC Vive permite uma visualização de 360 graus, permitindo aos utilizadores não só visualizar um mundo completamente diferente mas também explorá-lo em toda a sua dimensão. Como seria de esperar a interação com este dispositivo é toda ela feita através de movimentos.

HTC Vive

Parceria com Valve promete abrir portas aos jogos

Sendo este o resultado de uma parceria com uma empresa ligada ao mundo dos jogos, é perfeitamente normal que o mesmo tenha também uma interação com novos títulos que estarão a caminho.

Na que respeita ao sistema de som deste HTC Vive, a primeira versão destinada aos programadores possuirá uma entrada jack numa das suas laterais. Porém a versão final para o consumidor possuirá um sistema de som completamente incorporado no equipamento.

Quanto à disponibilidade dos HTC Vive, foi revelado que a versão destinada aos programadores estará disponível no decorrer desta Primavera, enquanto a versão para o consumidor chegará mais lá para o final do ano.

O que pensam destes HTC Vive? Poderá um equipamento destes trazer uma experiência completamente diferente para o mundo dos videojogos e multimédia?

topo

Os vampiros já não são o que eram

02-03-2015 | 00:31 | Gonçalo Sá | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

the_strain

 

É preciso chegar ao oitavo episódio para "THE STRAIN" começar a aproximar-se das melhores expectativas. Não que até aí a série criada por Guillermo del Toro e Chuck Hogan, inspirada na trilogia de romances escritos pela dupla, seja de se deitar fora. Mas o capítulo "Creatures of the Night" sobressai dos anteriores ao concentrar-se num só espaço, com a acção a decorrer quase sempre em tempo real e a dispensar personagens e subenredos acessórios, que travam boa parte do interesse desta produção do FX.

 

Essa bem-vinda concisão não se mantém durante muito tempo - aliás, o ritmo volta ao normal logo no episódio seguinte -, embora a primeira temporada da série melhore consideravelmente na segunda metade. Pouco a pouco, a epidemia disseminada por Nova Iorque, a transformar os infectados em vampiros obcecados pela satisfação de uma sede constante, vai compensando a dispersão do aquecimento com sequências ao nível do que seria legítimo esperar do realizador de "Blade II" (mesmo que este só assine o primeiro episódio da série). Afinal, nessa sequela del Toro deixou não só o melhor título da saga como uma das mais inspiradas (e delirantes) variações recentes da mitologia dos vampiros. "THE STRAIN" volta a esse universo para algo completamente diferente e com mais algumas boas ideias conceptuais (apesar de os portadores do vírus se alimentarem de sangue, o seu aspecto e estado de consciência devem mais aos zombies) e visuais (se a narrativa é irregular, o sentido atmosférico tira o maior partido dos contrastes cromáticos, do lúgubre ao garrido, habituais na obra do mexicano).

 

Além das criaturas de "Blade II", a série chega a lembrar um dos primeiros filmes do realizador, o já velhinho "Predadores de Nova Iorque" ("Mimic", no original, de 1996), nos (muitos) momentos decorridos nos corredores do metro ou nos túneis dos esgotos da cidade que nunca dorme. E nas cenas em que os diálogos estão à altura do ambiente apocalíptico bem desenhado, há aqui algum humor negro e disputas pessoais comparáveis aos que geraram boa parte do carisma da saga Hellboy, outra adaptação aconselhável de uma BD. Infelizmente, ao lado destas há um abuso de diálogos explicativos, ainda assim preferíveis aos que ambicionam maior peso dramático, genéricos e até embaraçosos - praticamente todas as cenas com a familía do protagonista, um epidemiologista divorciado caído em descrédito, interpretado por Corey Stoll (de "House of Cards").

 

'THE

 

Se a construção dramática é frágil - del Toro costuma falhar mais quanto mais quer ser "sério" e complexo, como o comprovam "O Labirinto de Fauno" ou "Nas Costas do Diabo" -, "THE STRAIN" mostra outra convicção e segurança quando se atira sem rodeios ao terror. Por muito escancarada que possa ser a miscigenação das personagens, radiografia do melting pot cultural nova-iorquino (com luta de classes como pano de fundo), a acção não olha a etnias, credos, géneros ou até faixas etárias na altura de escolher as vítimas. E aí o risco é apreciável, tanto como o deleite gore e o lado artesanal - muito terra-a-terra, muito série B - das várias cenas de matança (a milhas da concorrência, a vampírica ou a outra, encharcada de CGI).

 

A "modéstia" do elenco é que já não lhe assenta tão bem. Alguns actores dificilmente mereceriam um papel de figurante em séries de prestígio, com destaque inevitável para a criança que encarna o filho do protagonista. Em compensação, também há achados como David Bradley, na terceira idade mas com uma energia invejável na pele de um judeu com contas a acertar (a forma como mantém a mulher - ou o que resta dela - por perto é um dos muitos pormenores tão sinistros como desbragados da série). Outro veterano, Richard Sammel, também é impecável como o seu némesis pérfido, o principal acólito do mestre dos vampiros - e o grande vilão de uma série que podia ter mais personagens memoráveis, embora o exterminador de ratos ucraniano de Kevin Durand ou uma estrela de rock descaradamente clonada de Marilyn Manson (nem falta uma óptima piada visual à fase "Mechanical Animals") mereçam uma referência.

 

No meio desta irregularidade, "THE STRAIN" dificilmente consegue entrar na lista de séries obrigatórias do momento, mas ainda é uma proposta de nicho a espreitar. As muitas pontas soltas ficam por esclarecer na segunda temporada (já confirmada), que se seguir a linha dos últimos episódios vai sair a ganhar ao arranque - além do oitavo episódio, outro ponto alto é o décimo, "Loved Ones", centrado no processo de transição para vampiro e assinado por John Dahl (o algo esquecido realizador de "Red Rock West", "Rounders - A Vida é um Jogo" ou "Não Brinques com Estranhos", ultimamente a trabalhar em televisão). Para já, estes 13 episódios não estão mal como (longa) entrada. Venha agora o prato principal...

 

 

"THE STRAIN" está a ser exibida em Portugal pela Fox.

 

 

topo

Resumo da semana

01-03-2015 | 23:52 | Apps do Android | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

Esta semana tivemos uma notícia que causou sensação, fruto do modelo escolhido para a divulgação (envio à imprensa, por correio - lá fora...) e pelo produto em si.

Falo do Moto E 2ª geração, um equipamento muito interessante, com um PVP recomendado de 149€, embora possa ser encontrado no mercado a baixo deste valor.

Se olharmos atentamente para as especificações deste equipamento constatamos que as diferenças para o Moto G 2014 são mínimas, sendo a resolução do ecrã amais visível: qHD vs HD.

Em termos de produto, temos um equipamento muito equilibrado, o qual pode muito bem candidatar-se a um sucesso semelhante ao do seu irmão mais velho.

Entretanto, já temos resmas de notícias do MWC, mas estas, ficam para amanhã. Há que digerir primeiro as mesmas.

Para já, fiquem com o resumo da semana.



Staying Together

O jogo que vos trago hoje é o Staying Together, cujos personagens são um casal apaixonado, que temos que ajudar a ficarem juntos.

Neste Staying Together controlamos em simultâneo as duas personagens, mas temos que o fazer com cautela para que estas consigam juntar-se e terminar com sucesso cada um dos níveis.

Cada um dos níveis apresenta diferentes obstáculos para ultrapassar e é recomendável planear a melhor forma para conseguir reunir os dois apaixonados, sem que nenhum deles se perca.

Em cada nível é conveniente apanhar as várias partes que formam um coração, para completar o nível com a maior pontuação possível.


Andmade Share

O Android sofre de um mal que também já vimos em outros sistemas operativos. Quando queremos partilhar uma informação, a lista de opções é interminável, o que dificulta e muito, a escolha da opção pretendida.
O Andmade Share, substitui as opções de partilha, chamando a si a responsabilidade de gerir esta funcionalidade.

 Num dos meus equipamentos tinha a lista à esquerda. Ao correr esta app pela primeira vez, seleccionei as aplicações que desejava manter na lista, A ordenação pode ser alterada, basta arrastar o ícone para o local pretendido.

A quando da primeira execução de uma partilha, basta escolher esta aplicação e definir a opção como permanente. A lista passa a ser mais curta, e por isso mesmo, mais funcional.

Podem a qualquer altura alterar a lista, ou até mesmo voltar à opção padrão do Android.



Jolly Jam

A Rovio, responsável pela saga Angry Birds, lançou um novo jogo, o Jolly Jam, que desta vez não tem nada a ver com pássaros :-)

O Jolly Jam acaba por ser mais uma tentativa da Rovio (depois do Juice Cubes) para entrar num segmento de jogos que é dominado pela King, com títulos como Candy Crush Saga ou Pet Rescue Saga.

Assim, e para não fugir à regra deste tipo de jogos, o Jolly Jam conta (para já) com 200 níveis, no quais é necessário recolher uma determinada quantidade de gomas coloridas e para isso temos que formar quadrados, seleccionando gomas da mesma cor em cantos opostos; todas as gomas dessa cor que estejam dentro da área do quadrado desenhado são recolhidas.
Se recolherem 5, 6 ou 7 gomas da mesma cor vão formar-se gomas com "super-poderes", que poderão ser uma ajuda preciosa para conseguirem terminar o nível.

Na maioria dos níveis (pelo menos naqueles que eu experimentei) existe um número limite de jogadas para atingir o objectivo, portanto toca a recolher as gomas necessárias o mais depressa possível.
Alguns dos níveis apresentam "bosses" (ou "mauzões") e à medida que vamos avançando no jogo começam a aparecer alguns obstáculos para dificultar a nossa tarefa, como gomas "geladas" ou pequenos monstros que comem as gomas.

Como não podia deixar de acontecer num jogo deste tipo, não faltam as recompensas em forma de estrelas e diamantes atribuidas de acordo com a prestação em cada nível, as ligações ao Facebook e Google Play para "competirem" com os vossos amigos, e também as "famigeradas" compras na aplicação, que podem atingir valores absurdos. Para terem uma ideia, a primeira "promoção" que me apareceu publicitada era para comprar estrelas e diamantes e custava a singela quantia de €69 !!!!!




Pode parecer estranho mas o nome do jogo de hoje é mesmo 0h n0 e é obra dos mesmos criadores do Quento, de que já vos falámos há dois anos.

O 0h n0 é um jogo de lógica que vos vai fazer queimar alguns neurónios, e tem como objectivo preencher uma grelha - que pode ir de 5x5 até 8x8 - com pontos coloridos.

Mas não pensem que vai ser fácil, pois é necessário seguir três regras:

os pontos azuis podem ver outros pontos azuis que estejam na mesma linha e coluna
o número no ponto azul indica a quantidade de outros pontos azuis que esse ponto vê
os pontos vermelhos bloqueiam a "visibilidade" dos azuis

Cada puzzle pode ser jogados em modo "Zen" (sem stresses) ou contra o tempo para alcançar os melhores tempos, que podem depois ser comparados com os dos vossos amigos.

Por incrível que possa parecer, o 0h n0 é gratuito e para além de não ter compras na aplicação também não tem publicidade!




O iA Writer é um editor de texto minimalista bastante popular no OS X e iOS, e agora chega finalmente ao Android.

Muitas vezes, queremos criar documentos complexos onde é necessário ter acesso imediato a todo o tipo de funções avançadas; outras vezes, tudo o que queremos é uma página em branco, sem distracções que nos permita concentrar no que se está a escrever. É para estes últimos que se destina o iA Writer para Android, pois aqui é mesmo só isso que temos!

Os criadores do iA Writer partilharam as considerações de adaptarem a sua app do iOS para o Android, onde muitas coisas são diferentes (a começar pela enorme variedade de equipamentos; da possibilidade de se estarem a usar dezenas de variantes de Androids modificados pelos operadores, diferentes launchers, diferentes teclados, etc. etc.) o tipo de coisa que qualquer developer conhecerá intimamente.

Felizmente as coisas já não são o pesadelo que eram há uns anos atrás, com o sistema a ser bastante mais estável e produtivo, e a tratar da maioria das coisas de forma completamente automática. Isto, aliado a uma atitude bastante positiva de entreajuda entre a comunidade de developers para Android, e de apreciação por parte dos utilizadores. Palavras simpáticas destes developers... que agora irão esperar que os escritores que passem a maior parte do tempo a escrever nos seus Android estejam dispostos a pagar os €4,99 pedidos pela app.



Esta semana temos uma app inútil que poderá ser bastante útil para pregarem uma partida a quem vos pedir o telefone emprestado para fazer uma chamada.

O Wacky Dialpad é um dialpad completamente funcional com uma "pequena diferença": cada vez que tocam num número ele baralha a ordem dos números.






Passemos às notícias da semana.


Notícias do mundo Android:

LG já tem um Watch Urbane LTE com 4G e NFC
Samsung usará memórias flash ultra-rápidas no Galaxy S6?
Samsung diz que novo Galaxy "não terá margens"
Google melhora Calendar para Android e permite esconder aniversários do G+
Android e iOS dominam 96.3% do mercado
Motorola Moto E 2015 vem com 4G e preço de €149,90
Android Lollipop deixa-te ligar a lanterna e WiFi por voz
Inteligência Artificial do Google aprendeu a jogar jogos sozinha
Google lança o Android for Work
Google testa chat directo com comerciantes a partir da pesquisa
Google lança YouTube Kids para as crianças 

topo

Microsoft mostra-nos a sua visão do futuro para os próximos anos

01-03-2015 | 21:51 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Para que no futuro se tenham coisas "futuristas" é necessário que primeiro alguém as imagine e sonhe com elas, e que isso sirva de inspiração para criar tecnologia capaz de as tornar realidade. A Microsoft mostra-nos um desses sonhos, daquilo que imagina ser possível dentro de 5 a 10 anos.

Esta visão sobre a o futuro da produtividade apresenta-nos um mundo onde praticamente tudo pode ser transformado num ecrã: as paredes de casa podem servir de "janela" que colocam o resto da família mesmo ali ao lado; as paredes de escolas e empresas tornam-se nos quadros digitais onde é possível exibir e manipular informação; e até simples braceletes podem ser combinadas ou "desenroladas" para criar um dispositivo à medida das necessidades.

Mas talvez ainda mais importante será o fluxo de informação entre todos os dispositivos; que permite facilmente lidar com a informação de forma adequada. Algo que se esteja a fazer num dispositivo mobile poderá ser facilmente "enviada" para um ecrã gigante, e daí reenviada para qualquer outra pessoa que poderá juntar-se para nisso trabalhar em equipa.

Não quer parecer demasiado pessimista, mas parece-me uma visão ambiciosa demais para o que se poderá ter daqui por 10 anos (mas espero estar enganado! :) Ora vejam, e digam-me vocês:


topo

Perceptiv SHIFT transforma um drone num cameraman profissional automático

01-03-2015 | 18:30 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Os drones voadores estão na moda, e são muitas as filmagens espectaculares que permitem fazer. Mas nem sempre é fácil manter uma câmara focada sobre o que se quer gravar, e é aí que este SHIFT da Perceptiv vem dar uma ajuda.

Já temos visto sistemas de tripés motorizados que acompanham o movimento de um tracker colocado no objecto ou pessoa de interesse. Mas neste caso temos uma solução concebida para fazer isso em movimento, pelos ares. O Perceptiv SHIFT é um controlador que se pode aplicar num drone, e que o transforma num versátil operador de câmara automático capaz de fazer todo o tipo de movimentos que estamos habituados a ver "nos filmes".

Neste caso nem sequer é necessário hardware adicional para marcar os alvos, pois tudo é feito de forma visual através de processamento de imagem: basta marcarem uma pessoa, animal, veículo ou objecto no ecrã, para que o drone automaticamente o reconheça e siga - e com inteligência para saber manter um enquadramento correcto mesmo quando se tratam de múltiplos objectos ou pessoas.

O preço de $600 coloca-o fora do alcance daqueles que fazem isto por brincadeira, mas não deixará de ser interessante para quem queira fazer filmagens a nível profissional e quiser dispensar a necessidade de um operador de câmara sempre que precisam de fazer filmagens aéreas (ou no caso de não terem nenhum com a habilidade suficiente para o fazer como desejavam).




topo

Samsung oficializa Galaxy S6 e Galaxy S6 Edge com ecrã curvo

01-03-2015 | 18:01 | Revolução Digital | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

Foi há momentos apresentado em Barcelona o novo e super-aguardado Samsung Galaxy S6. Este é um modelo sobre o qual a marca coreana deposita muitas esperanças para se relançar na senda de vendas astronómicas. E pelo que vimos poderá estar no bom caminho.

Samsung Galaxy S6

Antes de começar, uma explicação: tanto o Galaxy S6 como o Galaxy S6 Edge são smartphones tecnicamente idênticos… excepto no ecrã. E dos dois, aposto que a versão Edge, com as duas laterais curvas que lhe confere uma elegância suprema será com certeza o centro de todas as atenções.

Galaxy S6 Edge é lindo, lindo, lindo

Finalmente! Finalmente temos um smartphone topo de gama da Samsung que promete ter uma construção realmente de topo. Com a frente e a traseira revestidas com o novo e super-resistente Gorilla Glass 4, tanto o Galaxy S6 como o Galaxy S6 Edge têm um corpo em alumínio.

Samsung Galaxy S6

Esta conjugação de vidro e metal promete conferir a estes smartphones um toque verdadeiramente premium e que vai ao encontro do que se espera quando se dá largas centenas de euros por um equipamento deste tipo.

Se o Galaxy S6 com o seu ecrã plano consegue ser bem mais bonito que o seu antecessor, a versão Edge é arrebatadora. Pessoalmente estou apaixonado com este design, graças a um ecrã que promete dar a sensação de se fundir com a mão.

Samsung confirma aposta em processadores caseiros

Tudo o que se falou sobre a guerra Qualcomm / Samsung acabou por se confirmar: nenhum dos Galaxy S6 tem um processador Snapdragon 810, apostando no seu lugar num Exynos octa-core com arquitectura big.LITTLE.

Samsung Galaxy S6 EdgeO processador inclui dois sub-processadores quad-core: um a 2,1GHz e outro a 1,5GHz. A memória RAM tem uma capacidade de 3GB enquanto que as ligações a redes móveis permitem a utilização de redes 4G LTE Cat.6. Por aqui não há muito a temer em relação ao desempenho dos Galaxy S6.

Até porque a Samsung garante que o Exynos embarcado nestes smartphones consegue obter um desempenho 20% superior cortando “dramaticamente” no consumo de energia. Se isto servir para termos mais desempenho com uma maior autonomia, assino já por baixo.

E o ecrã? O ecrã dos dois equipamentos é um modelo de 5,1 polegadas e, como não poderia deixar de ser num equipamento Samsung, é do tipo Super AMOLED.

A grande novidade neste caso é que este ecrã deixa para trás a resolução Full HD e, tal como o LG G3 já tinha feito (entre outros), passa a abraçar uma resolução Quad-HD de 2560×1440 pixels com uma densidade de 577ppp.

Já ao nível da câmara fotográfica a Samsung incluiu nos Galaxy S6 e na variante Edge um sensor principal de 16 megapixels com estabilização óptica de imagem e uma lente com uma grande abertura f1.9.

Acredito que com a estabilização e uma lente tão luminosa estes smartphones têm tudo para conseguir um grande desempenho em ambientes de pouca luz. A testar quando recebermos o nosso modelo de teste do Galaxy S6 Edge.

A câmara frontal tem uma resolução de 5 megapixels enquanto que a bateria tem uma ligeira diferença entre os dois modelos: 2,550mAh no caso do Galaxy S6 e 2.600mAh no caso do Galaxy S6 Edge.

Touchwiz revisto para ser mais simples e leve

Tal como tinha sido falado, a Samsung também apostou numa nova versão da sua amada/odiada interface Touchwiz.

Desta feita, e a correr sobre o Android 5.0 Lollipop, o Touchwiz foi revisto do ponto de vista estético para melhor se integrar no espírito do Material Design.

Segundo a marca tudo foi feito para que esta interface fosse realmente fluída e retirasse toda aquela sensação de peso que muitas pessoas tinham ao utilizar um equipamento Samsung.

A ideia no papel parece ser a mais acertada mas só conseguiremos mesmo saber se foi bem conseguida ao mexer num Galaxy S6,

Samsung Galaxy S6

Quanto ao espaço de armazenamento a Samsung irá disponibilizar modelos com 32, 64 e 128GB. O problema aqui, e acho que é um dos pontos menos positivos destes equipamentos, é que não haverá entrada para cartão microSD.

Nesse sentido acredito que o modelo de 64GB será o mínimo para podermos ter uma utilização mais desafogada do Galaxy S6, sobretudo se quisermos andar a fazer uns quantos vídeos em 4K ou andar com a nossa colecção multimédia atrás.

Quanto ao lançamento a Samsung confirmou que tanto o Galaxy S6 como o Galaxy S6 Edge terão direito a um lançamento global marcado para dia 10 de Abril sendo que para já ainda não é conhecido o preço a que estes dois modelos serão colocados à venda.

topo

HTC One M9 já é oficial e traz sensor Toshiba de 20MP

01-03-2015 | 17:30 | Revolução Digital | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

Depois de meses de espera e pura especulação, eis que a HTC apresentou oficialmente o seu novo HTC One M9, no seu evento na MWC 2015.

HTC One M9

 

HTC One M9 traz design refinado e novo esquema de cores

Todos nós tínhamos já uma ideia bastante cimentada do que a HTC estaria a preparar para o seu novo smartphone Android de topo e como tal esta apresentação acabou por ser mais uma confirmação oficial de tudo o que já se falava.

O novo HTC One M9 continua a apresentar o característico design uni-body metálico a que a HTC já nos tem vindo a habituar. Embora seja muito semelhante ao seu antecessor, o novo One M9 é mais minimalista, mais pequeno e mais leve que o One M8. As medidas deste equipamento são 144.6 x 69.7 x 9.61mm e pesa 157g.

O One M9 possuiu agora um conjunto de cores diferente do que temos vindo a ver, estando disponível em quatro cores diferentes, dourado. cor-de-rosa e dourado, cinzento e ainda cinzento escuro.

One M9

 

One M9 é o segundo smartphone de 2015 com Snapdragon 810

Passando agora para o hardware que compõe este novo equipamento, a HTC decidiu, e bem no meu ponto de vista, manter um ecrã de 5 polegadas, protegido por Gorilla Glass 4, com uma resolução Full HD, conferindo-lhe uma densidade de pixels por polegada de 441ppp.

Continuamos a ter duas colunas frontais BoomSound, que lhe confere uma qualidade de som impressionante para um smartphone.

O seu processador será um Snapdragon 810 octa-core de 64-bit, composto por quatro núcleos Cortex-A57 a 2GHz e outros quatro Cortex-A53 a 1.5GHz, sendo o segundo equipamento a ser apresentado este ano com o mais recente processador da Qualcomm.

One M9

Possui ainda um GPU Adreno 430, 3GB de RAM, 32GB de memória interna expansíveis até 128GB por microSD, uma bateria não removível de 2840mAh com funcionalidade de carregamento rápido, LTE Cat.6 ou LTE Cat.9, dependendo da região, Bluetooth 4.1, NFC e Wi-Fi.

Tal como estávamos à espera, a câmara fotográfica deste One M9 foi melhorada em relação aos anteriores modelos. Possui agora um sensor traseiro BSI de 20 megpaixels fabricado pela Toshiba, com uma abertura F2.2, duplo flash LED e focagem automática. Tem ainda a capacidade de gravação de vídeos em 4K a 30fps e HDR.

Na parte frontal temos um sensor UltraPixel de 4MP, capacidade de gravação de vídeo em Full HD a 30fps e HDR.

Interface Sense 7 vem com novas funcionalidades

O novo HTC One M9 vem de fábrica com o novo Sense UI 7, baseado no Android 5.0 Lollipop. Este novo Sense 7 foi totalmente redesenhado, possuindo agora novas funcionalidades que irão certamente agradar aos possuidores de um destes smartphones.

Passa agora a ser possível alterar o tema da interface que estamos a utilizar, alterando mesmo o seu fundo, ícones, cores e ainda o teclado. Para os mais dedicados à arte do deskmod, existirá ainda uma ferramenta de criação de temas, tornando assim possível criar temas completamente novos e originais para o Sense 7.

One M9

 

Será ainda possível passar conteúdos multimédia para uma Smart TV com um simples arrastar da imagem com três dedos.

A HTC anunciou que este novo Sense 7 estará disponível para os restantes equipamentos da gama One, até ao final deste ano.

Chega às lojas ainda este mês

Para terminar resta informar que este HTC One M9 deverá chegar ao mercado ainda no decorrer do mês de Março, mas ainda não foi anunciado o preço a que o mesmo estará disponível.

Apresentado que está este HTC One M9, o equipamento corresponde às vossas expectativas ou preferiam que tivesse sido alterado alguma coisa? Deixem-nos as vossas opiniões!

topo

As incríveis manipulações fotográficas de Erik Johansson

01-03-2015 | 16:32 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Tradicionalmente, valorizam-se as fotografias que são exibidas sem qualquer manipulação, tal qual foram tiradas. Depois, há aquelas em que se aceitam alguns ajustes mínimos; e no extremo oposto da escala há aquelas que são obras primas da manipulação, e que permitem criar imagens surrealistas, como é o caso das fotos de Erik Johansson.

Os fãs de M.C, Escher ficarão automaticamente fascinados por algumas das fotos de Erik Johansson, que nos apresentam jogos de perspectivas impossíveis e que merecem ser apreciadas em detalhe.




Mas depois temos outras que adoptam outro estilo de combinar o natural com o surreal, como esta última que se chama "Closing Out", e que tem a particularidade de vir acompanhada por um vídeo dos bastidores que nos mostra todo o trabalho envolvido na criação deste tipo de imagens. (E logo a seguir, a sua TED Talk, sobre as suas fotografias impossíveis.)




topo

Beehive - uma nova forma de pendurar quadros

01-03-2015 | 15:15 | A Minha Alegre Casinha | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


São fãs de quadros, mas não suportam a ideia de os terem ligeiramente descaídos? Está para breve uma solução que promete acabar com isso, e com a necessidade de se andar a furar repetidamente as paredes até se acertar no posicionamento correcto: os suportes para quadros Beehive, que já atingiram o objectivo no Kickstarter.

A ideia destes suportes Beehive para quadros é incrivelmente simples, e consiste em trocar os suportes com um único ponto de encaixa por um quadrados com inúmeras perfurações (em padrão hexagonal) que resulta numa enorme variedade para ajustes, sem que seja necessário andar a fazer novos furos na parede.



Para além de permitir um alinhamento perfeito, permite também que se possa mexer no quadro em todas as posições (a gama de ajustes depende do tamanho do suporte, que nesta fase estará disponível em duas versões.

Os preços começam nos 5 dólares, mas podem ser reduzidos substancialmente (para cerca de metade) caso optem por packs com maior número de suportes.

topo

Um robot que toca violino

01-03-2015 | 14:31 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


O violino é considerado um dos mais difíceis instrumentos de dominar, mas isso não impede que escape às maquinarias robóticas que tentam tirar o melhor partido dele sem a intervenção de mãos humanas.

Seth Goldstein é um engenheiro conhecido pelas suas esculturas cinéticas, e mostra-nos como criou o seu "Ro-Bow", um sistema que recorre a variados actuadores para tocar violino da melhor forma possível (e onde "melhor forma possível" se traduz por "bem melhor que eu alguma vez tocaria violino - mas muito longe do nível de um verdadeiro virtuoso deste instrumento").

Mas não deixa de ser um bom esforço, e um projecto que certamente terá sido bastando divertido de realizar:



... Só falta mais um "pouquinho" para que possa chegar a algo como isto:

topo

Huawei desvenda Huawei Watch com dois vídeos

01-03-2015 | 12:28 | Revolução Digital | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

Será apenas amanhã que o MWC 2015 irá abrir portas mas, tal como já sabem, as principais novidades irão ser mostradas hoje. A Huawei decidiu antecipar um pouco as coisas ao desvendar o seu Huawei Watch através de dois vídeos.

Huawei Watch Teaser

A marca chinesa tinha avisado que apenas iria dar detalhes sobre os seus produtos na conferência de imprensa que irá organizar hoje, na véspera do MWC 2015.

Pelos vistos não conseguiu resistir até lá e decidiu divulgar desde já o Huawei Watch através de dois vídeos curiosos.

Através nesses vídeos deu ver que o Huawei Watch será um smartwatch muito bonito, com toques de metal e couro. Aliás, arrisco-me a dizer que este será um dos relógios inteligentes mais elegante da actualidade.

Infelizmente os vídeos foram entretanto retirados, numa clara nota que a Huawei colocou a carroça à frente dos bois.

Por outro lado o Android Central reparou que no aeroporto de Barcelona já começou a circular um anúncio a publicitar precisamente o Huawei Watch:

Huawei Watch anúncio aeroporto

Infelizmente parece que vamos ter mesmo de esperar para conseguir saber um pouco mais acerca deste smartwatch pois além do design não conseguimos descortinar mais nada acerca do Huawei Watch.

O que é certo é que faltam poucas horas para sabermos o que a Huawei nos anda a reservar. E nós estaremos cá para vos trazer todas as novidades!

topo

amor de fato e de direito

01-03-2015 | 12:20 | Obvious | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


São incontáveis os filmes (e aumentarão ainda mais) que tratam da questão do amor de fato e amor de direito. Um deles, por exemplo, é Harry & Sally – Feitos um para o Outro. Uma grande atração desse clássico – que nem é muito bem feito, basta reparar – é deixar-nos torcendo para que eles, Harry e Sally, admitam o que todo mundo vê, menos eles: que se amam.


Ler o artigo completo

topo

fausto, blues, rock e a maldição de robert johnson

01-03-2015 | 12:20 | Obvious | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Em uma encruzilhada empoeirada, nos anos 30, Robert Johnson vendeu a alma em troca do talento no Blues. Do trato com o Diabo, nos moldes do Fausto de Goethe, germinou a semente do rock e a maldição dos 27 anos.


Ler o artigo completo

topo

a mulher de preto: outra maldição na forma feminina

01-03-2015 | 12:20 | Obvious | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


“Culpa”, a base do sentimento que, nas religiões ocidentais, pode nos conduzir ao paraíso, por meio do arrependimento, ou a danação eterna (não só da própria pessoa, como também de outros). E, no caso das mulheres, elas são mais destacadas. Mesmo quando sabemos que todos são submetidos a isso, no sexo feminino é dado uma maior ênfase a essa culpa.


Ler o artigo completo

topo

bioarte

01-03-2015 | 12:10 | Obvious | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Uma modalidade de arte emergente, surgindo junto com uma ciência emergente.


Ler o artigo completo

topo

Página 1 de 4322

Subscrever

Autores

Disclaimer

O Planet Geek não é responsável pelos seus conteúdos, apenas os replica a partir de cada blog.
Os artigos são da exclusiva responsabilidade dos seus autores.