Planet Geek

18 de Janeiro, 2018

Skygofree consegue espiar praticamente tudo o que se fizer num smartphone Android

17-01-2018 | 21:21 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Considerando a falta de actualizações para a esmagadora maioria dos smartphones Android, torna-se ainda mais preocupante a confirmação da existência de software de espionagem que consegue fazer todo o tipo de operações que as mentes mais paranóicas seriam capazes de imaginar.

Da próxima vez que virem um filme de espionagem em que alguém use um smartphone infectado para fazer todo o tipo de coisas que estamos habituados a ver nos filmes, será difícil verem-no com os mesmos olhos ao saber que tudo isso e muito mais será de facto possível de fazer na realidade. Este Skygofree é um produto que é capaz de tirar proveito de múltiplas vulnerabilidades para ganhar acesso root e, a partir daí, realizar as suas operações que incluem: captar fotos, vídeo, gravar som, aceder aos registos de chamadas e localização, eventos do calendário, etc.

Mas as suas capacidades não se ficam por aqui. Também tem a curiosa funcionalidade de permitir fazer gravações áudio com base em geo-localização (por exemplo, gravar conversas quando a vítima está no trabalho, ou em casa), consegue aceder a mensagens do WhatsApp através dos serviços de acessibilidade, fazer gravações de chamadas do Skype, e também consegue forçar que os smartphones se liguem a redes WiFi controladas pelos atacantes (previsivelmente para facilitar o acesso aos dados que estão a ser espiados).

A sofisticação deste software faz suspeitar que se trate de um produto de uma empresa de segurança que forneça este software a entidades policiais e governamentais, com algum do seu código fonte a apontar para que o mesmo seja de origem italiana.

... O que é certo, é que com tudo isto começa a ser cada vez mais difícil ter certezas quanto ao que os smartphones poderão estar a fazer em segredo. Parece-me que o consumo de bateria ainda vai acabar por ser um dos melhores indicadores para se saber se está a haver actividade indesejada no nosso smartphone. E assim, a não ser que estes "espiões" consigam fazer software de espionagem ultra-eficiente, serão logo detectados quando se chega ao meio do dia e se vê que o nível da bateria está bastante abaixo do que seria suposto. ;P

topo

Snadragon 670 supera largamente resultados do seu antecessor no Geekbench

17-01-2018 | 18:32 | Apps do Android | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


O desenvolvimento a que temos assistido na área dos processadores, permite que hoje em dia já tenhamos disponíveis computadores portáteis com processadores ARM. 2018 vai ser o ano em que vamos assistir a uma forte investida deste tipo de equipamentos, que vão entrar em concorrência directa com as unidades com CPU Intel e AMD.


Não são só os processadores topo de gama a ser alvo das atenções, pois a gama média também tem recebido especial atenção por parte de algumas marcas, com especial destaque para a Qualcomm. A série 600 já há bastante tempo que conseguiu uma elevada quota de mercado, oferecendo um bom desempenho, por um preço inferir aos processadores da série 800.

A Qualcomm está a trabalhar no desenvolvimento do sucessor do Snapdragon 660, o Snapdragon 670, que deverá chegar ao mercado em meados do presente ano. Tendo em conta os resultados agora publicados no Geekbench, esta série vai ficar ainda mais interessante.



A GPU do Snapdragon 670 consegue resultados na ordem dos obtidos pelo Snapdragon 820, que tem dois anos de mercado. Em comparação com o Snapdragon 660, o 670 obteve um resultado cerca de 35% superior, marca que é digna de registo.

Resta agora aguardar pela decisão das diferentes marcas, que na sua grande maioria tem optado por não apostar nestas unidades (652, 653, 660), preferindo lançar equipamentos com os Snapdragon 62X e 630. Será que esta melhoria de desempenho vai ser suficiente para convencer os grandes OEM?

topo

Carregador Qi wireless por €12

17-01-2018 | 18:31 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Os carregadores wireless permitem evitar o incómodo do meter-tirar cabos na rotina diária de recarregamento dos smartphones, e não é preciso fazer um grande investimento para tirar partido deles.

Ao longo da última década (ou até mais) lá nos resignamos a que os nossos smartphones não tenham a autonomia que se desejava que tivessem, e com isso ganhamos o hábito de os recarregar diariamente. Implicitamente, aceitamos também que fosse "normal" meter e tirar a ficha do cabo de carregamento, uma ou mais vezes por dia, dia após dia, semana após semana.

Se assumirmos que recarregam o smartphone em casa à noite, durante o dia no emprego, e também o ligam ao carregador enquanto conduzem, estamos a falar de meter e tirar fichas pelo menos quatro vezes por dia - num total de quase 1500 vezes por ano!

É uma tarefa que só se começa a considerar ridícula quando deixamos de ter que a fazer, e é precisamente por isso que há muito tempo sou fã dos smartphones com carregamento wireless (desde os tempos do Nexus 4) - e que nos permitem recarregá-los simplesmente pousando numa base com carregamento Qi como esta - que está disponível por apenas 12 euros usando-se o código GU3622.


Embora no início preferisse as bases de carregamento horizontais, ultimamente converti-me a estas inclinadas, que permitem que o smartphone fique numa posição mais útil, que seja numa mesa de cabeceira ou em cima de uma secretária, e também minimizam o risco do smartphone deslize para fora do sítio caso recebam alguma chamada e ele comece a vibrar.

Para além de suportar carregamento rápido (Fast Charge) esta base conta com bobinas duplas, pelo que podem recarregar um smartphone compatível Qi quer o coloquem na vertical como na horizontal.

topo

Xiaomi confirma MIUI 9 para 40 smartphones e tablets

17-01-2018 | 17:32 | Apps do Android | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Se há aspecto onde a Xiaomi consegue dar uma autentica goleada à concorrência, é nas actualizações. Goste-se ou não da sua interface MIUI, o que é certo é que a marca Chinesa lá vai continuando o desenvolvimento da mesma, para um leque muito alargado de equipamentos, algo que não tem comparação com aquilo que outras marcas disponibilizam.


Num post publicado na rede social Weibo, a Xiaomi informou que já está disponível a actualização da MIUI 9 para 40 dos seus equipamentos Android, onde se incluem smartphones e tablets.

Neste momento, quem tenha um dos terminais listados em baixo, pode proceder à actualização para a versão estável da MIUI 9, que é baseada no Android Nougat:

Xiaomi MI MIX 2, Mi Note 3, Mi 6, Mi Max 2, Mi 5X, Mi MIX, Mi Note 2, Redmi 5, Redmi 5 Plus, Redmi Note 4X, Redmi Note 5A, Redmi 5A, Mi 5, Mi 4, Mi 3, Mi 2, Mi 5C, Mi 5s, Mi 5s Plus, Mi Max, Mi 4s, Mi 4C, Mi Note, Redmi 4X, Redmi 3S, Redmi 3X, Redmi 4A, Redmi 4 high version, Redmi Note 2, Redmi Note 3, Redmi Note 4, Redmi Pro, Mi 2S, Redmi 2, Redmi 2A, Redmi 1S, Redmi Note, Mi Pad 3, Mi Pad 2 e Mi Pad.

A Xiaomi está ainda a trabalhar na actualização para os Redmi 3 e Redmi 4, mais ainda não concluiu os trabalhos de desenvolvimento.

Tendo me conta que nesta lista temos equipamentos com 6 anos de mercado, é caso para dizer que esta notícia deveria fazer corar de vergonha todas as outras marcas que operam no mercado mobile. É caso para se dizer que quase que vale a pena andar um ano atrasado na versão do Android...

topo

AllCall está a oferecer um Mix 2

17-01-2018 | 17:31 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Para celebrar o lançamento do seu mais recente topo de gama, a AllCall está a dar aos fãs a possibilidade de ganharem um Mix 2 em troca de um simples comentário no seu site.

O AllCall Mix 2 é um smartphone com ecrã full-screen 18:9 de 5.99" com 2160x1080 pixeis, CPU Helio P23 octa-core, 6GB de RAM, 128GB, câmara de 16MP traseira, frontal de 8MP, bateria de 3500mAh com Fast Charge, carregamento wireless Qi e Android 8.1.

Embora seja esperado um preço ultra-competitivo como é habitual na marca, a AllCall dá aos fãs a possibilidade de fazerem ainda melhor negócio, arriscando-se a ganhar um destes smartphones através de um simples comentário no seu site (será necessário registarem-se primeiro, mas será um pequeno "preço" a pagar em troca de um - potencial - smartphone gratuito).

Ao contrário de outros fabricantes que apostam num ecrã com recorte que aproveita o máximo de área apenas para desperdiçar isso com uma margem inferior com botão físico, neste AllCall Mix 2 ao menos temos um modelo que se mantém fiel à intenção de reduzir ao mínimo as margens por todo o lado.

Penso que ao longo deste ano de 2018 iremos ver cada vez mais fabricantes a adoptar este estilo para os seus smartphones... o que também me faz prever que, lá para o final do ano, será praticamente impossível distinguir grande parte dos smartphones lançados este ano; todos eles cada vez mais próximos de simples blocos de vidro e metal com um ecrã total na frente.

topo

Notable PHP package: wp-hook-buffer

17-01-2018 | 16:54 | Manuel Lemos | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

By Manuel Lemos
WordPress provides a hook system that allows plugins to customize the way the Web pages are rendered.

This class makes it easier to implement WordPress plugins using filtering to alter page content.

Read this article to learn more details about how this notable PHP package works.

topo

Notícias do dia

17-01-2018 | 16:31 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

Honor 8 pode faltar ao prometido e não receber Android 8 Oreo; Asus faz desaparecer moldura entre monitores com recurso a prismas; OnePlus suspende pagamentos com cartão de crédito no seu site; projecto do capacete Skully com HUD regressa à vida e promete faze entregas aos investidores originais; e ainda o caso (já corrigido) do Transmission vulnerável a páginas web maliciosas.

Antes de passarmos às notícias de hoje, não deixem de participar no passatempo que te pode valer uma lâmpada LED flamejante.

Novo chip da Qualcomm vai triplicar autonomia dos earphones Bluetooth


Se a autonomia é um problema em smartphones com baterias com milhares de mA, facilmente se imagina que o seja ainda mais em produtos onde é fisicamente impossível ter uma bateria "grande". É isso que acontece com os earphones Bluetooth, onde a Qualcomm promete uma verdadeira revolução com o seu novo SoC QCC5100.

Este SoC foi criado de raiz para este tipo de aplicações e deverá consumir menos 65% de energia face aos chips actuais. O resultado prático deverá ser uma autonomia quase três vezes superior, para além de também contar com funcionalidades mais avançadas em termos de cancelamento de ruído.


YouTube aperta regras a quem pode apresentar publicidade



Os criadores que esperassem usar o YouTube para ganhar algum dinheiro vão ter mais dificuldade em fazê-lo pois a partir de agora já não basta atingir o patamar das 10 mil visualizações para poderem começar a exibir publicidade. De  hoje em diante, será necessário ter um mínimo de mil subscritores e ter conteúdos que tenham garantido pelo menos 4000 horas de visualização nos últimos 12 meses.

Isto aplica-se não só aos novos canais, como também a todos os já existentes, com muitas pessoas que até aqui podiam apresentar publicidade nos seus vídeos a receberem emails a informar que irão deixar de o poder fazer a partir de Fevereiro - a não ser que, até lá, consigam cumprir com as novas condições.


Queda das criptomoedas não é o "desastre" que alguns fazem crer



Hoje já falamos sobre a queda dos Bitcoins e demais criptomoedas, mas eis mais um gráfico que poderá ajudar a por as coisas em perspectiva. Embora seja fácil olhar apenas para o último mês e ver um cenário desolador para as criptmoedas; bastará olhar para um pouco mais de contexto para ver que quedas de 30% (e até mais) são fenómenos que vão acontecendo com bastante regularidade.

Só ao longo do último ano já se passaram por quatro episódios idênticos, e isso não evitou que os Bitcoin subissem dos 700 dólares para os 20 mil dólares... Pelo que, há penas que ter um pouco de paciência e esperar que os próximos meses possam confirmar que, novamente, estamos apenas perante mais um pequeno "degrau" na subida.


Surface Book 2 chega a Portugal nos próximos meses



Os fãs do Surface Book 2 da Microsoft já não terão que esperar muito para o poderem comprar em Portugal. A Microsoft anunciou a expansão imediata das vendas a mais uma série de países, e embora Portugal ainda não esteja nesta lista em concreto, está na lista dos países que se seguem e que os começarão a receber a partir de Fevereiro e, o mais tardar, até Abril.

Ainda assim, não deixará de ser uma data que a MS deveria melhorar para os futuros lançamentos, pois hoje em dia serão poucas as pessoas que estarão dispostas a esperar quase meio ano(!) entre o lançamento de um produto electrónico e a sua chegada ao mercado (no seu país).


Curtas do dia


Resumo da madrugada


topo

Xiaomi Mi A1 launcher com Google Feed disponível para todos

17-01-2018 | 16:21 | Apps do Android | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Os fãs do Android "de origem" podem agora utilizar o launcher que vem no Xiaomi Mi A1 com Android One e ter acesso ao Google Feed no ecrã mais à esquerda.


Ter um smartphone com Android One, como o Mi A1 da Xiaomi, é a melhor opção para quem gosta de ter um Android sem alterações por parte dos fabricantes (sem ter que investir num Pixel da Google, bastante mais dispendioso). Mas, para quem não quiser fazer qualquer investimento, também vai sendo possível ter acesso ao mesmo launcher que vem instalado de origem nesses smartphones.

O mesmo developer que anteriormente já tinha disponibilizado o Pixel Launcher para todos os smartphones voltou a repetir a façanha, desta vez disponibilizando o launcher do Mi A1 para qualquer smartphone - incluindo o acesso ao Google Feed - sem necessidade de root.


As diferenças face ao Pixel Launcher são basicamente cosméticas, com o home screen do Pixel a apresentar a caixa de pesquisa na parte inferior enquanto o launcher do Android One adopta a estrutura mais tradicional com a caixa de pesquisa no topo.


Quer queiram usar um ou outro, está a um download de distância, mas certifiquem-se de que não têm nenhum desses launchers já instalados no smartphone, para não haver conflitos (estas apps mantêm o nome interno oficial para terem acesso a todas as funcionalidades, incluindo o Google Feed - e não podem haver duas com o mesmo nome).

topo

WeTek Gamepad [contacto]

17-01-2018 | 15:29 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

A WeTek é mais que conhecida pelas suas box Android, mas mais recentemente também se aventurou nos acessórios com um gamepad que permite transformar as suas caixas em verdadeiras consolas de jogos.


Hoje em dia, é normal ver um pequeno objecto ligado às TVs lá de casa. As box Android são um equipamento que já conquistou o seu espaço de mercado, sendo uma opção a ter em conta, para quem não quer ficar dependente das televisões inteligentes. A WeTek é nesta altura uma marca que já dispensa apresentações. As suas box Android há muito que ganharam uma posição de referência no mercado, apresentando-se sempre como uma opção a ter em conta, quando se pensa em comprar um equipamento para reproduzir conteúdos multimédia.

É certo que o streaming é uma das funcionalidades mais procuradas, com o NetFlix e Spotify a serem dois dos serviços que, por si só, justificam a sua utilização; mas estas box Android são também excelentes máquinas de jogos, que é o que nos traz aqui hoje.


Os comandos das box são pensados para navegar nos menus do Android, razão pela qual não são de grande ajuda  como comandos para jogar. Os gamepad são a solução para quem pretende jogar numa box Android e a WeTek já tem no mercado um produto pensado para este fim.


O WeTek Gamepad é semelhante aos comandos que habitualmente acompanham as consolas. Tem dois joysticks analógicos assimétricos, com revestimento em borracha, para uma melhor aderência ao dedo. Conta ainda com um DPAD, botões home, seleccionar e iniciar, botão para controlo do volume e quatro botões iluminados para acções no jogo. Tem mais dois botões de cada lado, num total de quatro, para funções extra.


Este é um gamepad pensado para ser utilizado em Android (Bluetooth 2.1 + EDR, com o emparelhamento a ser feito com a tecla home + B)  mas também o podem ligar a um PC Windows através do cabo USB que acompanha o equipamento, sendo o comando detectado como um gamepad da Xbox Este mesmo cabo também serve para carregar a bateria interna (600mAh) do gamepad, permitindo até 10h de jogos livre de cabos.


Em termos de utilização, mesmo para mim que não aprecio este tipo de comandos (nada como o rato e teclado, ou os comandos "à prova de pancada" das máquinas de arcade) o WeTek Gamaped permitiu um controlo eficaz e preciso nos testes que efectuei. Se gostam de jogar no Android e têm apetência para utilizar este tipo de equipamento, o WeTek gamepad deve ser uma opção a ter em conta. Está disponível na loja online da marca, com um preço de 34.90 euros.

topo

Finger Driver

17-01-2018 | 14:29 | Apps do Android | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Para quem aprecia conduzir automóveis mas num formato onde se pode fazer uma corridinha em poucos segundos ou minutos, Finger Driver é  um dos jogos mais recentes da ketchapp a chegar à Play Store e é, como costume, completamente grátis.


A seguir a moda de outros jogos da ketchapp, onde podemos perder apenas alguns minutos a jogar um jogo e voltar de imediato para aquilo que estavamos a fazer na vida real, Finger Driver põe-nos ao volante de um veículo numa estrada interminável onde só a nossa destreza e reflexos contam.

Basta um dedo no ecrã para controlar o pequeno volante do nosso carro, e depois é estar atento às curvas, aos obstáculos, aos loops, e tentar não sair da estrada para chegar o mais longe possível neste autêntico test-drive sem perdão.


Há pedras preciosas para recolher na estrada, há poderes especiais como um escudo que nos permite sair uma vez da estrada sem perder a corrida de imediato e há novos carros para adquirir que nos possibilitam chegar mais longe, seja porque são melhores a manobrar ou porque têm uma melhor brecagem, etc.

Este é mais um daqueles jogos que acabam por nos deixar agarrados, pois sempre que perdemos vamos imediatamente tentar apenas mais uma corrida, e outra e mais outra, a ver se conseguimos chegar mais longe.


Quanto mais praticamos, melhores ficamos a conduzir este pequeno carro, e vamos querer tentar uma e outra vez, e conseguir um carro melhor, e tentar com o novo carro, etc, etc, por aí fora. Com pequenas missões para concluir e um aspecto visual que muda de corrida para corrida, temos aqui um jogo perfeito para aqueles momentos mortos onde temos 1 minuto para jogar.

Já se sabe que há sempre aquela oportunidade de continuar uma única vez depois de bater contra a "parede" da estrada, bastando para isso visualizar um vídeo com publicidade. Não é necessário, mas vamos acabar por fazê-lo, porque queremos ter uma pontuação mais alta ali a olhar para nós no menu principal do jogo. Podem ver aqui em baixo um vídeo de alguém que chegou bem longe, por isso desejo-vos boa sorte tentar chegar a estes números ;).



Por Bruno Ramalho

topo

O rock não morreu e ainda merece ser abraçado

17-01-2018 | 14:18 | Gonçalo Sá | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

Moaning

 

Foi desta que o rock morreu? A popularidade inegável do hip-hop junto do público mais jovem (e não só), o acomodamento de muitos veteranos ou a enésima réplica de glórias antigas no ADN de uma nova banda levam muitos a garantir que sim, mas convém não arrumar já as guitarras. Pelo menos enquanto continuarem a surgir revelações como uma das últimas apostas da (insuspeita) Sub Pop.

 

É verdade que não serão os MOANING a salvar, por si só, um género cuja morte tem vindo a ser decretada há décadas, até porque não trazem nenhuma novidade de maior nas suas primeiras canções. E se também é certo que a sua música convoca várias escolas em tempos tidas como alternativas - dos Joy Division aos Nirvana, passando pelo lado mais agreste dos Smashing Pumpkins -, há por aqui um sentido de urgência e uma coesão instrumental que tem faltado a muitas promessas.

 

Parte do efeito do power trio de Los Angeles nasce da forma como consegue juntar elementos pós-punk, góticos ou grunge na mesma canção, assim como sugestões de algum shoegaze (ou não fossem os Slowdive uma das influências assumidas), o que dá às primeiras amostras uma combinação equilibrada de familiaridade e imprevisibilidade.

 

A experiência em palco terá ajudado, já que Sean Solomon (voz e guitarra), Pascal Stevenson (baixo) e Andrew MacKelvie (bateria) têm tido presença regular na cena independente local nos últimos dez anos, desde que se conheceram na adolescência e aliaram a amizade à colaboração em projectos fugazes. Mas parece ser com os MOANING que irão mais longe, com um álbum de estreia em preparação desde 2014 e que conhece finalmente a luz do dia a 2 de Março.

 

O disco, homónimo, é produzido por Alex Newport (At The Drive-In, The Melvins, Bloc Party) e tem em "The Same", "Don't Go" e no mais recente "Artificial" três singles que sugerem estar aqui uma das surpresas de 2018 - além de revitalizante q.b. no campeonato das guitarras: 

 

 

 

 

topo

Capacete Skully com HUD regressa à vida

17-01-2018 | 14:14 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

O capacete Skully com HUD foi uma das campanhas de crowdfunding que infelizmente nunca veio a cumprir com o prometido, mas agora há uma nova empresa que promete retomar o projecto e levá-lo até ao fim.

Em Agosto de 2014, uma campanha prometia tornar realidade o capacete Skully com HUD, que atraiu a atenção de muitos motociclistas desejosos de poderem ver todo o tipo de informações (incluindo GPS) directamente à frente dos seus olhos. Infelizmente, mesmo depois de terem angariado mais de 2 milhões de dólares, o projecto nunca foi cumprido e os investidores rapidamente perderam a esperança de que os mais de mil dólares pagos por cada capacete viessem a ser recuperados... até agora.

Uma nova empresa Skully Technologies apareceu no CES a dizer que irá retomar o desenvolvimento destes capacetes - agora em versão melhorada - e que, talvez ainda mais importante, irá cumprir com as entregas falhadas do projecto original. Isto é, os investidores que compraram um dos primeiros capacetes voltam a poder ter esperança de vir a receber um capacete Skully, já este Verão!

São excelentes notícias e sem dúvida que seria merecido para todos os que investiram no projecto mas... diz-me a cautela que, até que realmente tenham esses prometidos capacetes enfiados nas suas cabeças, o melhor será manter uma dose saudável de cepticismo... não vá a saga desta Skully voltar a falhar as promessas.

topo

Asus faz desaparecer moldura dos monitores com prismas

17-01-2018 | 12:01 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


A Asus encontrou uma forma engenhosa de fazer desaparecer a margem que separa os monitores em sistemas multi-monitor, e a melhor parte é que não obriga a comprar um novo monitor ultra-panorâmico.

Muitos são os jogadores que apreciam o campo visual alargado proporcionado pela utilização de múltiplos monitores nos seus computadores. No entanto, há sempre o "pormenor" de que as margens entre eles se torna num elemento de distracção que - para algumas pessoas - está constantemente a incomodar. Nos últimos anos temos assistido à chegada de monitores ultrapanorâmicos que evitam essas inestéticas margens, mas a Asus optou por uma solução ainda mais original e que também resolve o assunto por um preço (previsivelmente) bastante mais reduzido.


O Bezel Free kit da Asus consiste nuns primas plásticos que se aplicam na junção entre dois monitores, e que distorce a imagem de modo a que a moldura do monitor desapareça por completo!

Embora continue a ser perceptível que existe "algo" naquela área, o resultado final é bem menos intrusivo do que ter que lidar com a interrupção da imagem causada pelas molduras do monitores; e acaba por desaparecer por completo quando a atenção do jogador está centrada naquilo que se está a passar no jogo.

Parece-me que será uma solução excelente para sistemas de três monitores usados para jogos de simulação automóvel ou de simulação de voo; e só me admiro como é que ainda nenhum outro fabricante de monitores se tinha lembrado de algo assim para promover a utilização de sistemas multi-monitor.

topo

OnePlus cancela pagamentos com cartão de crédito

17-01-2018 | 11:32 | Apps do Android | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Por certo que estarão recordados da mais recente bronca para os lados da OnePlus, marca que pode estar envolvida numa fuga de informação relacionada com os dados dos cartões de crédito de alguns dos seus clientes.


A OnePlus acaba de cancelar temporariamente os pagamentos com cartões de crédito no seu site, ficando o PayPal como única possibilidade para os seus clientes efectuarem pagamentos.

Tendo em conta que este  é um assunto bastante sensível, esta decisão da OnePlus é muito acertada, com a marca a ser pro-activa, ao invés de ficar a ver a situação a agravar-se. Todavia, o facto de ter cancelado o pagamento com recurso aos cartões de crédito, poderá indicar que a marca já tem algumas informações sobre este assunto.

Neste momento não há nada que possa indicar o que efectivamente aconteceu, pelo que teremos de aguardar por uma comunicação oficial da OnePlus. Até lá, se pretenderem compara algo no site da marca, já sabem, só com PayPal.

topo

Queda das criptomoedas no início do ano é acontecimento sazonal

17-01-2018 | 11:01 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


A queda das criptomoedas - Bitcoin e praticamente todas as outras - nas últimas semanas tem gerado algumas preocupações entre quem as comprou a valores superiores... mas os registos dos últimos anos mostram que a situação actual não é propriamente nova.

Caindo de praticamente 20 mil dólares há um mês para perto dos 11 mil dólares, será natural que quem tenha Bitcoins sinta uma "ligeira tendência" para entrar em pânico. Mas antes de o fazerem será interessante espreitar o que tem acontecido nos anos anteriores neste mesmo período...


Olhando-se para os gráficos, vemos que em 2015, 2016 e 2017, o início do ano foi sempre uma altura em que os Bitcoins caíram drasticamente, antes de voltarem a recuperar. Num fenómeno que alguns explicam como estando ligado às vendas de criptomoeda feitas na China numa altura em que os Chineses querem transformar os seus investimentos em dinheiro para festejar o ano novo Chinês,

Portanto, historicamente falando, não há motivos para alarme e não deverão desfazer-se das vossas criptomoedas apenas porque nas últimas semanas apanharam o (potencialmente) pior momento do ano. É aguardar mais uns meses... e depois voltamos a falar. :)

topo

OnePlus suspende pagamento com cartão de crédito no seu site

17-01-2018 | 10:01 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

Para evitar maiores suspeitas quanto ao potencial roubo de dados de cartões de crédito usados nas compras no seus site, a OnePlus optou por suspender a sua utilização.


A OnePlus acaba de suspender temporariamente os pagamentos com cartões de crédito no seu site, ficando o PayPal como única possibilidade para os seus clientes efectuarem pagamentos.

Tendo em conta que este é um assunto bastante sensível, esta decisão da OnePlus é muito acertada, com a marca a ser pro-activa ao invés de ficar a ver a situação a agravar-se. Todavia, o facto de ter cancelado o pagamento com recurso aos cartões de crédito poderá indicar que a marca já tem algumas informações sobre este assunto e que realmente haveria motivos para ficar preocupado.

Neste momento não há nada que possa indicar o que efectivamente aconteceu, pelo que teremos de aguardar por uma comunicação oficial da OnePlus. Até lá, se pretenderem comprar algo no site da marca, já sabem, só com PayPal - como aliás já seria recomendado em qualquer site que permita essa forma e pagamento.

topo

Honor volta atrás e deixa cair o Honor 8?

17-01-2018 | 09:32 | Apps do Android | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


O Honor 8 foi um smartphone que teve um papel importante na edificação da Honor, sub marca da Huawei. Este terminal da linha Honor, foi o primeiro a conseguir apresentar um nível de qualidade superior, o que foi suficiente para lhe garantir a atenção do grande público.


A Huawei pegou no P9 e criou o Honor 8 à sua imagem, tendo esta aposta se revelado bastante acertada, com uma situação semelhante a acontecer com o Huawei P10 e o Honor 9.

O Honor 8 foi apresentado na China no início do mês de Agosto de 2016, tendo chegado à Europa perto do final do mesmo mês. Por esta altura, um funcionário da marca divulgou uma informação muito interessante, anunciando que a Honor passava a garantir actualizações de software durante pelo menos durante 24 meses.

Lançado com Android Marshmallow, o Honor 8 recebeu a actualização para Android Nougat em Fevereiro de 2017. A propósito do lançamento do Honor 7X, o Sr George Zhao, presidente da Honor, anunciou que este smartphone, a par dos Honor 8, Honor 8 Pro, Honor 9 e Honor V9 iriam receber a actualização para o Android 8 Oreo.

Pois bem, algo não está a correr de melhor forma dentro da Honor, pois a sucursal Indiana publicou uma informação que vem contrariar aquilo que o presidente da Honor divulgou anteriormente. O argumento para suportar esta decisão é altamente questionável, pois a decisão foi sustentada em "limitações de hardware e software".

#HONORless "hardware and software limitations" pic.twitter.com/X1za20eL0w
— Rhiz3K (@PorizekPetr) January 16, 2018

Claro que as reacções do público não se fizerem esperar, com os utilizadores a manifestarem o seu desagrado perante esta situação.

Há contudo que aguardar por novas informações sobre este assunto, pois é bem possível que esta tenha sido uma informação incorrecta, com a Honor índia a não estar devidamente informada sobre a questão colocada. Não é de crer que depois de assumir 24 meses de actualizações e tendo o presidente da Honor garantido a actualização há pouco mais de um mês, que a Honor tenha agora  voltado atrás na sua decisão. Aguardemos então por mais informações.

topo

Honor 8 pode não receber Android 8 Oreo

17-01-2018 | 09:15 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

Pior que não disponibilizar actualizações para um smartphone será prometê-las e depois não cumprir - e infelizmente parece que o Honor 8 está prestes a ser mais um desses infelizes casos.


O Honor 8 foi apresentado na China no início do mês de Agosto de 2016, tendo chegado à Europa perto do final do mesmo mês. Por esta altura, um funcionário da marca divulgou uma informação muito interessante, anunciando que a Honor passava a garantir actualizações de software durante pelo menos durante 24 meses.

Lançado com Android Marshmallow, o Honor 8 recebeu a actualização para Android Nougat em Fevereiro de 2017. E ainda mais recentemente, a propósito do lançamento do Honor 7X, George Zhao, presidente da Honor, anunciou que este smartphone, a par dos Honor 8, Honor 8 Pro, Honor 9 e Honor V9 iriam receber a actualização para o Android 8 Oreo.

Pois bem, algo não está a correr de melhor forma dentro da Honor, pois a sucursal Indiana publicou uma informação que vem contrariar aquilo que o presidente da Honor divulgou anteriormente. O argumento para suportar esta decisão é altamente questionável, pois volta a ser a triste e velha desculpa já conhecida de muitos utilizadores: as "limitações de hardware e software".

#HONORless "hardware and software limitations" pic.twitter.com/X1za20eL0w
— Rhiz3K (@PorizekPetr) January 16, 2018

Claro que as reacções do público não se fizerem esperar, com os utilizadores a manifestarem o seu desagrado perante esta situação.

Há contudo que aguardar por novas informações sobre este assunto, pois é bem possível que a divisão da Honor na Índia possa não estar devidamente informada sobre a questão colocada. Não é de crer que depois de assumir 24 meses de actualizações e tendo o presidente da Honor garantido a actualização há pouco mais de um mês, que a Honor tenha agora  voltado atrás na sua decisão. Aguardemos então por mais informações.

topo

Ex-CEO da ZUK intensifica rumores com foto de novo smartphone

17-01-2018 | 08:41 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

As possibilidades do regresso da marca ZUK voltam a dar que falar, com o ex-CEO da sub-marca da Lenovo a partilhar uma misteriosa foto de um novo smartphone.


Quando a Lenovo criou a sub marca ZUK, por certo que não estaria à espera de um sucesso tão grande junto da comunidade Android. Especificações de topo e um preço de combate, foram argumentos que garantiram a escolha de muitos consumidores, não sendo por isso de estranhar que exista uma elevada expectativa relativamente a um regresso da ZUK ao mercado mobile.

Ainda na semana passada falámos sobre esta possibilidade, devido ao facto de o antigo CEO da ZUK, Chang Cheng, ter deixado o cargo que ocupava na presidência da Lenovo para ocupar uma nova posição no Mobile Business Group da Lenovo na China.


Pois bem, o Sr Cheng parece altamente empenhado em manter os rumores em alta, tendo agora publicado uma enigmática foto na Weibo, rede social chinesa. Na imagem pode ver-se um corpo arredondado, que poderá ser um vidro ou metal. O facto de ser espelhado, acabou por reflectir a imagem do equipamento utilizado para fotografar, permitindo identificar a marca Lenovo.

Fica assim criada mais uma dúvida. Será este smartphone um novo Lenovo, ou teremos para breve um novo Lenovo ZUK?

topo

Transmission vulnerável a páginas web maliciosas

16-01-2018 | 21:20 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Os utilizadores do popular cliente de torrents Transmission deverão estar alerta para a possibilidade de um qualquer site malicioso que visitem poder controlar o programa e até executar código remoto.

O Transmission é um dos mais populares clientes BitTorrent open-source, mas infelizmente desta vez tornou-se também num mau exemplo de como nem todos os projectos open-source são rápidos a lidar com vulnerabilidades.

Um investigador de segurança da Google, Tavis Ormandy, descobriu uma falha que permite que um site malicioso possa controlar remotamente o programa usando uma técnica chamada DNS rebinding, que permite que um site externo consiga enviar comandos para um programa a correr localmente - como é o caso do Transmission. Ele reportou o problema em Novembro juntamente com a correcção para o mesmo, mas as semanas foram passando e não obteve qualquer resposta, motivo que o levou a trazer o assunto para a praça pública, esperando que isso fizesse acelerar o processo.

Felizmente assim foi, e a equipa do Transmission diz que irá tratar de actualizar o programa assim que possível para eliminar este problema - também referindo que esta falha só afectaria quem tivesse a opção de controlo remoto activada e mantivesse a password de origem (algo que se espera que ninguém faça).



Com base nos tweets deste investigador, é de esperar que esteja para breve a revelação de mais falhas noutros clientes de torrents populares, incluindo o uTorrent - que em Novembro até chamou a atenção ao responsáveis de que os seus endereços de email supostamente dedicados às questões de segurança... não estavam a funcionar. ;P

topo

Antigo CEO da ZUK mostra smartphone desconhecido na Weibo

16-01-2018 | 18:32 | Apps do Android | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


É incontrolável, basta um pequeno rumor para meter a internet a mexer. Quando a Lenovo criou a sub marca ZUK, por certo que não estaria à espera de um sucesso tão grande junto da comunidade Android. Especificações de topo e um preço de combate, foram argumentos que garantiram a escolha de muitos consumidores, não sendo por isso de estranhar que exista uma elevada expectativa relativamente a um regresso da ZUK ao mercado mobile.

Ainda na semana passada falámos sobre esta possibilidade, devido ao facto de o antigo CEO da ZUK, o Sr  Chang Cheng, ter deixado o cargo que ocupava na presidência da Lenovo, para ocupar uma nova posição no Mobile Business Group da Lenovo na China.

Pois bem, o Sr Cheng parece altamente empenhado em manter os rumores em alta, tendo agora publicado uma enigmática foto na Weibo, rede social chinesa. Na imagem pode ver-se um corpo arredondado, que poderá ser um vidro ou metal. O facto de ser espelhado, acabou por reflectir a imagem do equipamento utilizado para fotografar, permitindo identificar a marca Lenovo.

Fica assim criada mais uma dúvida. Será este smartphone um novo Lenovo, ou teremos para breve um Lenovo ZUK?


topo

iLA X replica ecrã recortado do iPhone X por menos de €100

16-01-2018 | 18:31 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Depois da proliferação dos ecrãs 18:9 seria apenas uma questão de tempo até que outros fabricantes começassem a apostar nos ecrãs recortados - e o iLA X é um dos primeiros smartphones a replicar o formato do ecrã do iPhone X.

A iLA é uma marca ainda quase desconhecida (na verdade, uma sub-marca da Xiaolajiao) no ocidente mas que espera mudar isso com este smartphone iLA X que não esconde a inspiração no visual do iPhone X para atrair as atenções.

Este smartphone usa um ecrã 18:9 de 5.5" com o topo recortado na secção central, CPU MT6737, 3GB de RAM, 32GB + microSD até 128GB, câmara traseira dupla de 13MP, câmara frontal de 5MP, e bateria de 2500mAh. Características medianas e condizentes com o preço de lançamento de $109.99 que o smartphone terá neste fase de lançamento na loja oficial da iLA no AliExpress, até 22 de Janeiro.

O resultado poderia ter sido mais interessante se a iLA não optasse por manter um botão físico na parte inferior, que acabar por negar o objectivo principal do recorte no ecrã: o de querer manter a maior área de ecrã possível na parte da frente. Desta forma, se na parte superior até se pode criar a ilusão visual do iPhone X (quer se aprecie ou não), na parte de baixo essa ilusão acaba por ser completamente destruída, ficando-se com um smartphone igual a qualquer outro com ecrã convencional.

... Para isso, melhor teria sido recorrer a um ecrã recortado na parte de cima (para as câmaras) e na parte de baixo (para o botão /sensor de impressões digitais) - e aí sim... já ia dar mesmo que falar! :)


topo

Google nomeia os 20 finalistas para o concurso Google Play Indie Games

16-01-2018 | 17:32 | Apps do Android | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Encontrar um jogo de qualidade no Google Play, é um pouco como andar a procurar uma agulha num palheiro. A diversidade e flexibilidade que a Google utiliza na gestão da sua loja, acaba por ter este inconveniente. Esta foi uma das razões que nos levou a criar o Apps do Android, que semanalmente continua a apresentar novas sugestões de qualidade.


A Google também gosta de nos dar uma ajuda e de vez em quando, cria alguns eventos para nos sugerir algumas propostas interessantes. O Google Play Indie Games Contest é a mais recente iniciativa neste campo, estando previsto o anúncio dos vencedores num evento a ter lugar no Reino Unido no próximo dia 13 de Fevereiro.

Este concurso tem por objectivo permitir a descoberta de novos títulos que se distingam pela criatividade e inovação, atributos importantes para o sucesso de um título.


Os 20 seleccionados para o concurso deste ano são os seguintes:

topo

Câmara WiFi 360 em "lâmpada" a €24

16-01-2018 | 17:31 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Se estão com dificuldade em arranjar o sítio ideal para instalar uma câmara IP, que tal simplificar o processo ao máximo e optar por uma câmara panorâmica 360º que se pode colocar em qualquer lado onde possam colocar uma lâmpada?

As câmaras IP de baixo custo vieram simplificar o processo de vigiarmos tudo o que queremos, mas nem sempre é fácil conjugar o posicionamento ideal que deveriam ter com o indispensável acesso a energia eléctrica. Para quem não for fã de fazer mais furos nas paredes e andar a puxar cabos, há uma solução que pode ser mais simples e eficiente: uma câmara como esta KKmoon em formato lâmpada.


Neste caso, tudo o que é preciso é instalar a câmara num qualquer casquilho, tal como se fosse uma lâmpada convencional, e... já está. A sua lente "360º" permite apanhar praticamente tudo o que se passa numa divisão, sendo também bastante mais discreta do que ter uma câmara tradicional pendurada na parede.

Claro que há que ter algumas considerações, como o facto de se ter que manter uma visão desobstruída da parte inferior da "lâmpada" sobre a área a vigiar; e a de terem o cuidado de não desligarem a "lâmpada" no interruptor de parede (a não ser que queiram mesmo garantir que não estão a ser gravados); mas para algumas situações, poderá ser uma opção que simplifica bastante o processo de instalação de uma câmara.

Usando o código de desconto CYJKK podem apanhar esta câmara lâmpada por apenas 24 euros até 15 de Fevereiro.

topo

Notícias do dia

16-01-2018 | 16:31 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

O Galaxy S9 vai manter bateria de 3000mAh; Chromecasts e Google Home podem "encravar" routers WiFi; a Hama Intelligent Home Series traz a Alexa para nossas casas com colunas, lâmpadas e módulos de tomadas; site da OnePlus pode ter deixado cartões de crédito dos clientes em risco; e uma Moeda Casascius de 1BTC foi vendida por $28700 no Ebay.

Antes de passarmos às notícias de hoje, não deixem de participar no passatempo que te pode valer uma lâmpada LED flamejante.

Receitas da App Store ultrapassam indústria do cinema este ano



O fenómeno das apps continua a crescer para além de todos os limites, ao ponto de este ano ser esperado que as receitas da App Store superem os 40 mil milhões de dólares e superem a totalidade das receitas conseguidas pela indústria cinematográfica!



Um factor a ter em conta, quando depois temos estúdios e cinemas a dizer que a culpa da falta de espectadores é da "pirataria" - sendo que, mais provavelmente, a culpa é dos potenciais clientes preferirem gastar o seu dinheiro em apps e jogos do que a irem ao cinema.


Criptomoedas em queda


Um mês depois de terem atingido o seu máximo histórico de quase 20 mil dólares, os Bitcoins continuam em queda e já baixaram da fasquia dos 12 mil dólares - sendo que praticamente todas as criptomoedas têm tido comportamento idêntico de queda, para agrado de todos os que as acusam de serem apenas "uma bolha".

... A situação não é inédita, e já anteriormente se tiveram quedas semelhantes que não impediram que a moeda recuperasse e atingisse novos máximos. Resta apenas saber se, e quando, isso irá acontecer; e também de tentar perceber o que estará por trás desta descida: se serão as notícias da China querer proibir as criptomoedas... ou se haverá alguns "intervenientes" com interesse em apanhar mais alguns milhões de Bicoins a preço de saldo...


LG criou um "canyon" OLED no CES



A LG gosta de se fazer notar nos certames em que está presente e o CES não foi excepção, com a marca sul-coreana a ter criado um "canyon" OLED com 246 ecrãs curvos, que permitiam aos visitantes passear pelo meio de um desfiladeiro visual capaz de saturar os sentidos.

Uma forma nada subtil da LG demonstrar que é a empresa líder na produção de ecrãs OLED de grandes dimensões... (Falta agora acelerar essa produção também no segmento dos ecrãs de pequenas dimensões, e resolver os problemas de qualidade.)


Huawei Cloud Storage com 5G gratuitos já disponível em Portugal



São cada vez mais os fabricantes que oferecem aos seus utilizadores algum espaço de armazenamento na cloud e a Huawei também passa a ser um deles. O serviço Huawei Mobile Cloud, de backup e sincronização de dados, passa a estar disponível em Portugal e disponibiliza 5GB gratuitos. Todas as fotografias e vídeos, screenshots e gravações de ecrã podem ser copiadas de forma automática para a cloud. Os utilizadores podem aceder aos mesmos a partir do próprio smartphone ou usando qualquer browser via cloud.huawei.com.

O Huawei Mobile Cloud está disponível, para já, nos smartphones Huawei P10, P10 Plus, P10 Lite, Huawei Nova 2, série Mate 10 e Honor 8 Pro.


Curtas do dia


Resumo da madrugada


topo

Alguns Pixel 2 XL vêm com ecrãs OLED sem variação de cor

16-01-2018 | 16:21 | Apps do Android | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


O Pixel 2 XL da Google é um excelente smartphone que tem sido "manchado" pelo ecrã OLED (da LG) exibir problemas associados às primeiras gerações de ecrãs com esta tecnologia; mas... parece que lá pelo meio há alguns modelos que estão a sair sem problemas.


A LG há muito que se vinha a preparar para produzir ecrãs OLED no segmento mobile (pois no campo dos televisores de grandes dimensões já domina o mercado) e isso acabou por acontecer com o Pixel 2 XL da Google. Uma aposta que depressa revelou os seus riscos, pois resultou num topo de gama com um ecrã que ficava aquém do que seria esperado, exibindo fenómenos como a alteração de tonalidade bastante perceptível quando se inclina o ecrã.


É o mesmo tipo de problemas que afectava as primeiras gerações de ecrãs OLED fabricados pela Samsung, mas cujo processo de fabrico foi sendo melhorado até que desaparecessem por completo, valendo-lhes a reputação de "melhores ecrãs do mundo" - e sendo essa a fasquia que os consumidores definem para um ecrã OLED em qualquer topo de gama.

Para complicar mais a situação, existem alguns utilizadores que estão a descobrir que os seus Pixel 2 XL vêm com ecrãs que não exibem esta alteração de cor, demonstrando que a LG terá a capacidade para produzir ecrãs OLED de melhor qualidade. Pelo que, fica a pergunta: será que a LG já conseguiu reagir e afinar a produção de modo a garantir uma melhor qualidade nos seus ecrãs OLED para smartphones? Ou, será que isto se deve apenas a um processo de fabrico que ainda não consegue garantir a uniformidade de produção, e onde um ecrã "bom" ou "menos bom" é algo que depende unicamente da sorte?

O que é certo é que isto de pouco servirá para sossegar quem tiver um Pixel 2 XL e diariamente tiver que olhar para o seu ecrã e ver as alterações de cor, sabendo que foi "azar" não ter apanhado um dos modelos com um ecrã de melhor qualidade.


topo

Xiaomi Mi A1 launcher com Google Feed disponível para todos

16-01-2018 | 15:31 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Os fãs do Android "de origem" podem agora utilizar o launcher que vem no Xiaomi Mi A1 com Android One e ter acesso ao Google Feed no ecrã mais à esquerda.

Ter um smartphone com Android One, como o Mi A1 da Xiaomi, é a melhor opção para quem gosta de ter um Android sem alterações por parte dos fabricantes (sem ter que investir num Pixel da Google, bastante mais dispendioso). Mas, para quem não quiser fazer qualquer investimento, também vai sendo possível ter acesso ao mesmo launcher que vem instalado de origem nesses smartphones.

O mesmo developer que anteriormente já tinha disponibilizado o Pixel Launcher para todos os smartphones voltou a repetir a façanha, desta vez disponibilizando o launcher do Mi A1 para qualquer smartphone - incluindo o acesso ao Google Feed - sem necessidade de root.


As diferenças face ao Pixel Launcher são basicamente cosméticas, com o home screen do Pixel a apresentar a caixa de pesquisa na parte inferior enquanto o launcher do Android One adopta a estrutura mais tradicional com a caixa de pesquisa no topo.


Quer queiram usar um ou outro, está a um download de distância, mas certifiquem-se de que não têm nenhum desses launchers já instalados no smartphone, para não haver conflitos (estas apps mantêm o nome interno oficial para terem acesso a todas as funcionalidades, incluindo o Google Feed - e não podem haver duas com o mesmo nome).

topo

Hama Intelligent Home Series traz a Alexa para nossas casas

16-01-2018 | 14:13 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


A procura por dispositivos inteligentes para nossa casa está a crescer, e a Hama tem uma nova gama de lâmpadas, tomadas e colunas com serviço Alexa integrado, para que tudo possa ser controlado usando a voz.

A Intelligent Home Series da Hama inclui três colunas de som, duas gamas de lâmpadas LED RGB e uma tomada inteligente. Todos estes produtos podem ser integrados, configurados e controlados através da voz, via Alexa, mas também com uma app móvel (para iOS ou Android) a partir da qual é possível definir diferentes zonas da casa, atribuir nomes aos equipamentos, configurar o tipo e cor das luzes, etc.

As colunas podem ser usadas de forma isolada ou através do controlo de voz. Neste cenário, a assistente digital Alexa é capaz de reproduzir qualquer música disponível num serviço de streaming que tenhamos subscrito (como o Spotify ou o Amazon Music), ler-nos as notícias do dia, dar-nos informação meteorológica entre muitas outras operações ("skills") a que podemos dar uso .

Quando estas colunas são integradas com as lâmpadas e as tomadas inteligentes da Hama, a nossa voz passa a poder controlar a iluminação ou a ligar/desligar equipamentos eléctricos. Todos os equipamentos podem funcionar com outros de outras marcas, que também suportem a assistente virtual Alexa. E podemos começar por comprar uma coluna mas depois ir acrescentando lâmpadas, tomadas (e até mais colunas) à medida das necessidades – e do orçamento.

Os três principais produtos desta nova série incluem uma coluna e duas barras de som. Todos estes dispositivos são alimentados por uma fonte externa, mas as barras de som também suportam pilhas e vêm com subwoofer sem fios e controlo remoto incluídos. Alem disso há também duas lâmpadas LED com cor RGB, uma para embutir no teto, com casquilho de baioneta GU10 (ref. 00176532) e outra de casquilho de rosca normal, tipo E27 (ref. 00176531) nas quais, através de uma app ou de comandos de voz da Alexa, podemos ligar, desligar, alterar a intensidade e modificar a cor. Uma tomada inteligente capaz de suportar até 3.500 W (ref. 00176533) completa a gama por agora.


Os produtos SIRIUM1400ABT, ASB3800BT e SIRIUM4000ABT da Hama estarão disponíveis em Portugal a partir do início de Fevereiro, com o preço recomendado de 149 euros, 399 euros e 499 euros, respectivamente.

As lâmpadas LED RGB têm um preço de 24,99€ (GU10) e de 29,99€ (lâmpada E27); a tomada custa 29,99€.

topo

Aspiradores Roomba vão criar mapa do sinal WiFi

16-01-2018 | 13:09 | A Minha Alegre Casinha | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Os aspiradores robóticos começam a ganhar funcionalidades extra, e no caso dos Roomba também nos vão permitir detectar em que zonas se poderá ter problemas com o sinal WiFi.

Alguns aspiradores robots já nos mostram o mapa de nossa casa, permitindo-nos ver se efectivamente limparam toda a área que era suposto, mas a iRobot está a testar um novo sistema que adiciona uma funcionalidade extra que será muito bem vinda por todos os que adoram gadgets (e que acabam por ser o público alvo destes produtos): a capacidade de criar um mapa com a intensidade do sinal WiFi por toda a casa.


Já todos sabemos que o WiFi, por muito bom que seja, é invariavelmente problemático em determinadas situações - quase sempre por culpa de sinal deficiente, causado por uma infinidade de factores. Embora isso se possa fazer sentir "na pele", ao não se ter velocidades decentes em determinadas partes da casa, nada como ter um mapa visual transpõe essa informação para algo concreto e visível.

Por agora esta funcionalidade de mapa do sinal WiFi irá ser testada por um grupo reduzido de beta testers, mas é de esperar que rapidamente demonstre a sua utilidade e seja disponibilizada para todos os utilizadores. O problema é que por agora isto estará disponível apenas para os modelos de topo dos Roomba, como o 960 e 980.

topo

Galaxy S9 vai manter bateria de 3000mAh

16-01-2018 | 12:01 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Falar de baterias e Samsung na mesma frase é suficiente para fazer relembrar alguns calafrios, motivo pelo qual para o novo Galaxy S9 a Samsung parece não querer inventar e vai manter baterias idênticas às utilizadas no Galaxy S8.

Se até ao momento os rumores apontam para que o Galaxy S9 vá ter muitas semelhanças com o Galaxy S8, a nível da bateria também não se deverão esperar alterações. Documentação supostamente oriunda da ANATEL, a entidade reguladora brasileira, indica que o novo Galaxy S9 - que ainda recentemente viu algumas especificações serem confirmadas pelos textos da sua caixa - irá manter uma bateria de 3000mAh, tal qual a que equipava o anterior Galaxy S8.


Se no S9 se mantiver a bateria de 3000mAh, é de esperar que também na variante S9+ a capacidade de bateria permaneça idêntica à do S8+, ficando-se pelos 3500mAh; pelo que, caso se verifiquem melhorias a nível de autonomia, isso terá que ser conseguido à custa de hardware e software mais eficiente e não por conta de uma bateria de maior capacidade.

Mesmo sabendo-se que será (muito) compreensível que a Samsung não queira espremer a capacidade das baterias até ao limite, para evitar repetições do caso Note 7, este poderá ser mais um argumento a favor daqueles que poderão acusar a Samsung de não ter feito "melhorias substanciais" no S9, face ao S8 do ano passado.

.... Saberemos já daqui por algumas semanas, quando a Samsung nos mostrar o S9 no MWC em Barcelona.

topo

LCD mini-LED com backlight poderão ser alternativa aos OLED

16-01-2018 | 11:32 | Apps do Android | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos




Os ecrãs OLED são uma ambição que todos os fabricantes desejam para os seus equipamentos, mas é algo que difícil de se concretizar, quando fabricantes como a Apple açambarcam a quase totalidade da capacidade de produção dos principais fornecedores. Face a esta limitação, vários fabricantes estão a equacionar alternativas, como é o exemplo do recurso a LCDs com backlight mini LED.


Esta opção permitiria aos smartphones manterem ecrãs LCD "convencionais", com a vantagem de poderem tirar partido de zonas de luminosidade variável (local-dimming), que lhes permitiriam aproximar-se dos níveis de contraste obtidos pelos ecrãs OLED.

Outra das vantagens será no consumo de energia, pois não seria necessário manterem todo o backlight ligado, se apenas uma secção do ecrã estiver iluminada. Tendo em conta que os LCDs não sofrem de efeito "burn-in"... não deixa de ser uma solução que até se poderá revelar de maior interesse a longo prazo.

topo

AllCall Mix 2 replica o Mi Mix 2 a preço mais baixo

16-01-2018 | 11:01 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


O Xiaomi Mi Mix 2 é um dos smartphones mais fascinantes do momento, e já se sabia que seria apenas uma questão de tempo até começarem a surgir modelos de outros fabricantes a replicarem o seu formato e estilo, como acontece com este AllCall Mix 2.

Quem apreciar o design full-screen do Mi Mix 2 já saberá com o que contar, pois este AllCall Mix 2 tenta replicar o mesmo formato até ao mais pequeno detalhe. Temos um ecrã full-screen 18:9 de 5.99" com 2160x1080, alimentado por um CPU Helio P23 octa-core, com 6GB+128GB, câmara de 16MP traseira, frontal de 8MP, bateria de 3500mAh com Fast Charge (e também carregamento wireless, algo que está em falta no Mi Mix 2 da Xiaomi) e por último, para compor tudo, temos Android 8.1.

Resta apenas a pequena questão do preço, elemento que a AllCall ainda está a manter em segredo, mas estando desde já garantido que será bastante mais acessível que o modelo da Xiaomi; como já é habitual nos smartphones da marca.




Como é habitual na AllCall, para celebrar a chegada iminente do seu Mix 2 ao mercado, a marca está a dar aos fãs a possibilidade de ganharem um gratuitamente, bastando para isso deixarem ficar um comentário na sua página oficial a dizerem quais os elementos que mais gostam neste seu novo smartphone. Não deixem de participar... pois não há melhor negócio do que ganhar um smartphone a custo zero. 

topo

Ganha uma lâmpada LED com efeito "flamejante"

16-01-2018 | 10:01 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Todas as semanas temos gadgets para vos oferecer, e desta vez a escolha recai sobre uma das originais lâmpadas LED capazes de simular uma chama a arder.

Lâmpadas LED RGB capazes de adoptar qualquer cor que se deseje já não são novidade, mas para criar uma ambiente verdadeiramente mais quente nada chega perto de uma destas lâmpadas LED flamejantes, que contam com um efeito animado que replica perfeitamente a ilusão de labaredas a dançar - e que neste momento se podem apanhar em promoção por menos de 6 euros, usando o código: GBPTANONOVO10.



Já sabem como funcionam os nossos passatempos semanais: ao longo dos próximos dias iremos colocando diferentes perguntas no formulário que se segue, e no final o mesmo será oferecido aleatoriamente entre os participantes que tiverem acertado correctamente pelo menos numa delas (sendo que mais respostas certas melhorarão as vossas probabilidades de ganharem - mas atenção, pois apenas conta a primeira resposta que derem a cada pergunta.)


Loading...



Passatempo aberto a todos os participantes com morada em Portugal.

topo

WeTek GamePad

16-01-2018 | 09:32 | Apps do Android | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Hoje em dia, é normal ver um pequeno objecto ligado às TVs lá de casa. As box Android são um equipamento que já conquistou o seu espaço de mercado, sendo uma opção a ter em conta, para quem não quer ficar dependente das televisões inteligentes.


A WeTek é nesta altura uma marca que já dispensa apresentações. As suas box Android há muito que ganharam uma posição de referência no mercado, apresentando-se sempre como uma opção a ter em conta, quando se pensa em comprar um equipamento para reproduzir conteúdos multimédia.

É certo que o stream é cada vez mais uma opção incontornável, com o NetFlix e Spotify a serem dois exemplos de serviços que podem ser utilizados nas box Android, mas estas, fruto da sua versatilidade, são também excelentes máquinas de jogos. Têm contudo uma limitação, pois a TV não disponibiliza um meio de interagir com o equipamento, tal como os ecrãs tácteis possibilitam.


Os comandos das box são por norma pensados para navegar nos menus do Android, razão pela qual não servem para ser utilizados como comandos para jogar. Os gamepad são a solução para quem pretende jogar numa box Android e a WeTek já tem no mercado um produto pensado para ser utilizado neste fim.



O WeTek Gamepad, é semelhante aos comandos que habitualmente acompanham as consolas. Tem dois joysticks analógicos assimétricos, com revestimento em borracha, para uma melhor aderência ao dedo. Conta ainda com um DPAD, botões home, seleccionar e iniciar, botão para controlo do volume e quatro botões iluminados para acções no jogo. Tem ainda mais dois botões de cada lado, num total de quatro, para funções extra.



Este é um gamepad pensado para ser utilizado no Android (Bluetooth 2.1 + EDR), mas também o podem ligar a um PC Windows, através do cabo USB que acompanha o equipamento, sendo o comando detectado como um gamepad da Xbox Este mesmo cabo também serve para carregar a bateria interna (600mAh) do gamepad, a qual permite até 10H de utilização. O emparelhamento no Android é conseguido com a tecla home + B.



Em termos de utilização, mesmo para mim que abomino este tipo de comandos (nada como o rato e teclado, ou os comandos das máquinas de arcade...), o WeTek gamaped permitiu um controlo eficaz e preciso nos testes que efectuei. Se gostam de jogar no Android e têm apetência para utilizar este tipo de equipamento, o WeTek gamepad deve ser uma opção a ter em conta. Está disponível na loja online da marca, com um PVP de € 34.90.

topo

Site da OnePlus pode ter deixado cartões de crédito dos clientes em risco

16-01-2018 | 09:15 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

Caso tenham efectuado alguma compra no site da OnePlus nos últimos meses com cartão de crédito, será conveniente terem cuidados redobrados quanto a potenciais compras fraudulentas efectuadas em vosso nome.


De acordo com a OnePlus, há relatos que referem movimentos não autorizados em cartões, que foram utilizados pelos clientes no site OnePlus.net. Estão neste momento a decorrer investigações no sentido de verificar a situação, mas a OnePlus não forneceu mais esclarecimentos sobre este caso. Se consultarem o tópico no fórum, terão acesso a uma lista de perguntas/respostas que correspondem a um resumo sobre o que está a acontecer.

A OnePlus confirma que os utilizadores que detectaram transacções não autorizadas são efectivamente seus clientes, tendo efectuado uma compra directa sem recurso a sistemas de pagamento como o PayPal. A marca refere ainda que não guarda no site informações sobre os cartões de crédito e que utiliza um processo de pagamento com ligações encriptada, respeitando a norma PCI-DSS.

A recomendação da OnePlus é que caso detectem alguma transacção não autorizada, contactem o banco respectivo para reportar a mesma. A OnePlus está ainda a recolher informação, tratando cada caso individualmente, não sendo previsível que este seja um problema de larga escala. De qualquer forma, caso tenham efectuado compras no site da OnePlus com um cartão de crédito, o melhor será verificarem que não têm transacções indevidas no mesmo ao longo dos últimos meses.

topo

LG pode ter ter cancelado G7

16-01-2018 | 08:34 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Tudo indicava que a LG aproveitaria o MWC de Barcelona para apresentar o seu novo topo de gama, mas com a indicação de que a marca abandonará o tradicional ciclo de lançamentos anual tudo volta a ser posto em causa.

De acordo com fonte próxima da empresa, o CEO da LG Jo Seong-jin terá tomado uma medida drástica, ordenando às equipas responsáveis pelo desenvolvimento deste smartphone que abandonassem o trabalho já feito para o sucessor do G6 e recomeçassem do zero, criando algo completamente novo e diferente.

Não se sabe o que o CEO pretende ver neste futuro topo de gama, mas terá que ser algo capaz de garantir a atenção do consumidor e quebrar o ciclo do sentimento do mercado de que os novos smartphones que têm surgido no mercado serem apenas "mais do mesmo" que os modelos que vêm substituir. O facto de a marca não ter conseguido garantir internamente um argumento suficientemente forte para "vender" o smartphone, foi suficiente para que o projecto caísse.

Se assim for, não será de esperar que a LG tenha um sucessor para o G6 para nos mostrar tão cedo; pois mesmo que a equipa esteja a trabalhar a toda a velocidade, serão sempre necessários muitos meses para que o reinício deste projecto resulte num produto capaz de ser apresentado... e posteriormente vendido. Com sorte, poderemos esperar um novo LG pela mesma altura em que a Apple deverá estar para apresentar a nova geração de iPhones para este ano...

topo

Moeda Casascius de 1BTC vendida por $28700 no Ebay

15-01-2018 | 21:21 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


No outro dia falamos de moedas Bitcoin "de brincar" mas desta vez vamos falar de uma moeda que nada tem de brincadeira, como o seu preço de mais de 28 mil dólares poderá fazer imaginar.

Uma moeda Casascius de 1 Bitcoin foi vendida no Ebay por $28700, sensivelmente o dobro do seu valor efectivo de 1 Bitcoin, e ajudando a consagrar ainda mais o seu estatuto de raridade e de peças de colecção.

Estas moedas foram criadas por Mike Caldwell no início da década, e tinham precisamente como propósito dar uma representação física às populares moedas digitais - isto numa altura em que os Bitcoins ainda eram desconhecidos da maioria da população. Cada uma destas moedas vinha com um pedaço de papel selado com um autocolante holográfico contento a chave privada de acesso ao valor de Bitcoin da moeda - neste caso 1BTC, mas tendo sido feitas moedas com valores de 1000BTC (que hoje em dia, só em valor directo, representariam algo como 14 milhões de dólares!)

Eventualmente, as autoridades puseram fim a estas moedas, por considerarem que se tratava de "transferência de dinheiro" e para isso sendo exigido um conjunto de regulamentos e requisitos impraticáveis para um privado. Por esta altura Mike Caldwell já tinha vendido 27673 moedas, com um valor total de 59,383.9 BTC (cerca de 855 milhões de dólares ao valor actual!)

Considerando que esta moeda vendida no Ebay atingiu o dobro do seu valor nominal... é melhor nem pensar muito em valores. Convém é confirmar se por acaso não terão uma moeda de 1000BTC algures perdida no fundo de uma gaveta, caso a tenham comprado no início da década por brincadeira... :)

topo

Quando o sonho comanda a vida

15-01-2018 | 20:44 | Gonçalo Sá | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

Candidato húngaro a Óscar de Melhor Filme Estrangeiro, "CORPO E ALMA" é um belo retrato de duas solidões partilhadas captado pela veterana Ildikó Enyedi. Entre o real e o onírico, está aqui um dos dramas românticos mais curiosos e sensíveis dos últimos tempos.

 

Corpo e Alma

 

Há quase 20 anos sem assinar uma longa-metragem - a mais recente até agora era "Simon mágus", de 1999 -, Ildikó Enyedi dedicou-se este milénio à realização de dezenas de episódios da série "Terápia" e de duas curtas, quando parecia deixar para trás um dos percursos mais celebrados do cinema húngaro contemporâneo (e com maior expressão internacional a partir de finais da década de 80).

 

Mas se o regresso ao grande ecrã demorou, não tem passado despercebido: "CORPO E ALMA" foi dos títulos europeus mais elogiados de 2017, contou com o Urso de Ouro do Festival de Berlim entre as muitas distinções e está bem colocado na corrida ao Óscar de Melhor Filme Estrangeiro, sendo um dos nove finalistas. E traz de volta a obra da cineasta a salas nacionais, onde teve distribuição irregular ao longo dos anos.

 

O regresso também se faz sem pressas na própria acção do filme. Enyedi leva o seu tempo a apresentar as personagens e sobretudo a interligá-las com as sequências centradas em veados numa floresta, à partida pouco mais do que separadores do olhar sobre o quotidiano de um matadouro nos arredores de Budapeste. O director financeiro da empresa, um homem reservado de meia-idade, e a recém-chegada inspectora de qualidade, ainda mais circunspecta e tímida, além de algumas décadas mais nova, são alvo de especial atenção num drama assente na esfera laboral e pessoal - que se tornam cada vez mais próximas pelas viragens oníricas da narrativa.

 

Corpo e Alma

 

Ao acompanhar a rotina diurna e nocturna da dupla protagonista, "CORPO E ALMA" vai movendo um par improvável entre a solidão e a comunhão, com os avanços e recuos que não andam longe da dinâmica de uma comédia romântica. Só que aqui o humor é quase sempre tão árido e subtil como o drama e o romance nunca se instala como uma solução fácil e milagrosa para a inadaptação quase irredutível das personagens.

 

Se noutras mãos o cruzamento de um tom clínico com aproximações ao realismo mágico poderia resultar indigesto, Enyedi prova saber sempre como quer apresentar e para onde quer levar esta história, num retrato nem impossivelmente esperançoso nem demasiado desesperado. Talvez não precisasse de duas horas para a contar: a meio o filme acusa alguma redundância, em cenas como as muitas dos protagonistas nos seus apartamentos, à noite, nas quais a solidão parece ser a única companhia para a vida. Mas o último terço confirma que quem sabe nunca esquece, em particular numa sequência ao som de um tema de Laura Marling, provavelmente a mais perturbante (e na qual o filme poderia autodestruir-se se conduzido por uma cineasta menos capaz).

 

Muito bem defendido pelos desempenhos de Géza Morcsányi, sexagenário que se estreia aqui na interpretação, e da mais jovem Alexandra Borbély, uma revelação num papel ainda mais extremo mas que nunca cai numa amostra de tiques, este estudo de personagens e das suas dificuldades de socialização justifica a (re)descoberta de uma realizadora e, por arrasto, de uma cinematografia que bem podia passar mais vezes por cá. Talvez a noite dos Óscares até acabe por ajudar desta vez...

 

 3/5

 

 

topo

Situação do LG G7 é um mistério total !!!

15-01-2018 | 18:32 | Apps do Android | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos



Seguindo a tradição,tudo indicava que o MWC de Barcelona seria o palco escolhido pela LG para apresentar o seu novo topo de gama, o LG G7. Pois bem, o nome foi logo a primeira coisa a cair, com a marca Sul Coreana a estudar novas designações para o seu smartphone premium. Alguns dias mais tarde, surgiu uma notícia que referia a aplicação de uma nova política de lançamentos, com a LG a deixar cair o ciclo anual para lançamento dos smartphones, optando antes por lançar novas versões do mesmo equipamento.

As novidades não de devem ficar por aqui, com a LG a tomar uma decisão radical relativamente ao seu próximo topo de gama. De acordo com o relato de uma fonte próxima da empresa, o CEO Jo Seong-jin tomou uma medida drástica, ordenando às equipas responsáveis pelo desenvolvimento deste smartphone, que deixassem cair o trabalho em que estiveram a trabalhar e começassem do zero, criando algo novo e diferente.

Não se sabe contudo o que o CEO pretende ver neste novo topo de gama, mas terá que ser algo capaz de garantir a atenção do consumidor, algo que o projecto que estava a ser desenvolvido não era suposto conseguir. O facto de a marca não ter conseguido internamente garantir um argumento suficientemente forte para vender o smartphone, foi suficiente para que o projecto caísse.

Se assim for, não será expectável que a LG apresente um novo topo de gama nos próximos meses, tendo a marca que trabalhar afincadamente para garantir argumentos suficientemente fortes para sustentar um regresso em grande aos mercados.

topo

Chromecasts e Google Home podem "encravar" routers WiFi

15-01-2018 | 18:31 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Se têm notado algumas falhas inexplicáveis na vossa rede WiFi, a culpa poderá ser de dispositivos como o Chromecast e Google Home.

Muitos utilizadores têm sido confrontados com falhas temporárias nos seus routers, que tanto podem durar apenas alguns instantes como obrigar a que se faça reboot ao mesmo; e a única constante tem sido a presença de dispositivos Google Cast na sua rede. O problema foi agora confirmado e explicado por um engenheiro da TP-Link, que vem elucidar o que se passa.

A culpa não é directamente dos Chromecast ou Google Home, mas da forma como alguns equipamentos Android e apps estão a comunicar na rede quando acordam do modo sleep. Para descobrirem se estão dispositivos "cast" na rede, seria suposto mandarem alguns pacotes de dados várias vezes por minuto; mas por algum motivo, quando estão a acordar do modo sleep, podem mandar centenas de milhares de pedidos num curto espaço de tempo, efectivamente fazendo um ataque "Denial of Service" ao router! Muitos routers, de vários fabricantes (TP-Link, Asus, Linksys, Netgear, etc.) não conseguem lidar com este fluxo anormal de pacotes, levando à necessidade de um reboot.

Alguns fabricantes já disponibilizaram actualizações de firmware para os seus routers, pelo que, se estiverem entre os utilizadores afectados, verifiquem se existe alguma actualização para o vosso modelo - ou então considerem desligar o Chromecast / Google Home / Home Mini da rede até que o problema seja resolvido.

topo

The tax: keep your your private life out of social networks

15-01-2018 | 17:44 | Paulo Laureano | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


So, you think nothing can go wrong in your life just because you share stuff on social networks? After all everyone seems to do it…
Well, let me show a very simple example of something that may happen, with no need for hacking anything. Just finding out your kid phone number and use one of the MANY spoofing services available on the Internet. Get ready, this is a wake up call.




Subscribe the the Youtube channel if you liked the video…

topo

Loja da online da OnePlus pode estar ligada a problema com cartões de crédito

15-01-2018 | 17:32 | Apps do Android | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

Quando uma marca tem de enfrentar um problema, nada como o fazer de forma pronta e frontal, encarando os factos e clarificando os mesmos juntos dos consumidores. Foi precisamente isso que a OnePlus fez agora, com um suposto problema relacionado com a sua loja Online.


A marca chinesa optou por fazer um ponto de situação no seu fórum, relativamente a actividades suspeitas que envolvem cartões de crédito de alguns clientes seus. De acordo com a OnePlus, há relatos que referem movimentos não autorizados em cartões, que foram utilizados no site OnePlus.net.

Estão neste momento a decorrer investigações no sentido de verificar a situação, mas a OnePlus não forneceu mais esclarecimentos sobre este caso. Se consultarem o tópico no fórum, terão acesso a uma lista de perguntas/respostas que correspondem a um resumo sobre o que está a acontecer.


A OnePlus confirma que os utilizadores que detectaram transacções não autorizadas, são efectivamente seus clientes, tendo efectuado uma compra directa sem recurso a sistemas de pagamento como o PayPal. A marca refere ainda, que não guarda no site informações sobre os cartões de crédito e que utiliza um processo de pagamento sobre uma ligação encriptada que respeita a norma PCI-DSS.

A recomendação da OnePlus é que caso detectem alguma transacção não autorizada, contactem o vosso banco para reportar a mesma. A OnePlus está ainda a recolher informação, tratando cada caso individualmente, não sendo previsível que este seja um problema de larga escala.

Se efectuaram compras na OnePlus com um cartão de crédito, o melhor mesmo é verificarem se não foram alvo de uma utilização indevida do mesmo.

topo

GPD Win 2 aumenta a potência dos mini-portáteis de jogos

15-01-2018 | 17:31 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


A GPD é uma empresa chinesa que se tem dedicado a fazer mini computadores, e agora apresenta-nos o seu Win 2 destinado aos jogos.

Hoje em dia não temos falta de propostas para passar o tempo quando se está fora de casa, a começar pelos nossos smartphones e sem esquecer equipamentos como a Nintendo 3DS ou mais recente Nintendo Switch. Mas, e se quiserem jogar jogos de PC?

O GPD Win 2 é uma evolução do primeiro mini-PC de jogos da GPD, e que agora vem com hardware bastante mais potente. Temos um CPU Core m3, 8GB de RAM, SSD M.2 de 128GB, ecrã HD de 6", bateria de 2x 4900mAh, e tudo isto num formato de 162×99×25mm. Embora não seja o tipo de máquina que vá jogar os mais potentes e recentes jogos com todos os detalhes gráficos no máximo, é maquina que os seus criadores dizem ser capaz de aguentar com o Grand Theft Auto V no máximo a 38fps; o Overwatch a 50-70fps (com detalhes no mínimo); ou o Skyrim a 53fps. Valores que praticamente duplicam o desempenho face ao primeiro GPD Win.

Com um preço de $649 não será "brinquedo" para todos; mas para quem estivesse a procurar uma forma de levar os jogos de PC no seu bolso para todo o lado, poderá achar piada a uma solução deste tipo (já que, de qualquer forma, não terá muitas outras alternativas). As entregas estão prometidas para Maio deste ano.

topo

Notable PHP package: PHP Travis Encrypter

15-01-2018 | 16:54 | Manuel Lemos | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

By Manuel Lemos
Travis is a popular continuous integration platform. It can automate tests and other tasks related with application building.

Often applications that are being tested need to be configured using custom values. This package can retrieve configuration values using the Travis API by retrieving and decrypting configuration data.

Read this article to learn more details about how this notable PHP package works.

topo

Notícias do dia

15-01-2018 | 16:31 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

UE proíbe taxas extra nos pagamentos com cartões; GM promete carro autónomo sem volante nem pedais para 2019; Sony mostra ecrã 8K de 85" com 10000 nits no CES; campanha contra o Nónio alerta para violações de privacidade; Barco na garrafa em LEGO chega em Fevereiro por €69.99; site de torrents Russo encontra nova forma de contornar bloqueios.

Antes de passarmos às notícias do dia, não se esqueçam que estamos no último dia do passatempo que te pode valer exemplares do livro SQL da FCA. Não deixem de participar e partilhar! :)

Já foram mineradas 80% das Bitcoins possíveis



O fenómeno das Bitcoins e demais criptomoedas continua a fascinar o mundo e atinge-se mais um marco simbólico, a já terem sido mineradas 80% das Bitcoins possíveis.

Quer isto dizer que faltam gerar apenas 4.2 milhões de tokens dos 21 milhões que foram determinados para os Bitcoins; mas que, como vai sendo uma tarefa matematicamente cada vez mais complicada, ainda deverá demorar até que isso aconteça. Para além disso, o "fim" de novos Bitcoins em nada impede que o valor dos Bitcoins continue a subir, havendo quem relembre que actualmente já são os valores das taxas a justificar o trabalho dos mineiros - e que será isso a manter a criptomoeda para o futuro.


HTC U11 Eyes vem com dupla câmara frontal



A moda das duas câmaras frontais parece estar a contagiar os fabricantes de smartphones, e a HTC também não resistiu a aplicar duas câmaras no seu novo U11 Eyes. Com as duas câmaras de 5MP os utilizadores podem contar com efeito simulado de profundidade de campo reduzido (e que também permite ajustar o ponto de focagem mesmo depois da foto ter sido captada).

De resto, temos um ecrã de 6", Snapdragon 652, câmara de 12MP na traseira, Edge Sense, bateria de 3930mAh, e um preço de $500 (na China) que parece ser um pouco exagerado face ao segmento de gama média em que se deveria inserir.


China vai proibir plataformas centralizadas de criptomoedas



A China dá mais um "corte" nas criptomoedas, anunciando que irá proibir o acesso a todas as plataformas de trading que permitam o acesso a estas criptomoedas - algo que vem no seguimento do encerramento de algumas exchanges no território o ano passado, e que voltará a por à prova a capacidade destas criptomoedas descentralizadas resistirem a este tipo de medidas.

Já na Coreia do Sul, o Governo diz que todos os utilizadores têm que ter identificação válida caso queiram negociar em criptomoedas...

Fabricantes interessados em LCDs com backlight mini-LED como alternativa aos OLED


Usar um ecrã OLED nos smartphones é algo que muitos fabricantes desejam para os seus equipamentos, mas é algo que se torna mais complicado quando outros grandes fabricantes (como a Apple) açambarcam a quase totalidade da capacidade de produção dos principais fornecedores. Por isso, vários fabricantes estão a equacionar algumas alternativas, como o recurso a LCDs com backlight mini LED.

Isto permitiria aos smartphones manterem ecrãs LCD "convencionais", mas tirar partido de zonas de luminosidade variável (local-dimming) que lhes permitem aproximar-se dos níveis de contraste obtidos pelos ecrãs OLED, e também pouparem no consumo de energia - pois não seria necessário manterem todo o backlight ligado se apenas uma secção do ecrã estiver iluminada. E uma vez que os LCDs não sofrem de efeito "burn-in"... não deixa de ser uma solução que até se pode revelar de maior interesse a longo prazo.


Curtas do dia


Resumo da madrugada




topo

Google Duo melhora videochamadas para quem não tem a app instalada

15-01-2018 | 16:21 | Apps do Android | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


O Google Duo e o Google Allo podem ser duas das "melhores apps que quase ninguém utiliza", mas isso não impede a Google de continuar a promovê-las e a arranjar formas de as tentar tornar mais atractivas.


Um dos problemas de qualquer app de mensagens ou chamadas é lidar com as pessoas com quem queremos falar mas que não têm a mesma app instalada. Para resolver isso a Google criou o App Preview Messaging no Android, que permite aos destinatários receberem as mensagens mesmo não tendo a app instalada, usando uma espécie de "mini-app", e que a Google recentemente renovou para o Google Duo, dando-lhe acesso a praticamente todas as funcionalidades que teriam com a app completa instalada.


Um utilizador pode fazer a videochamada para um dos seus contactos (desde que tenha o destinatário tenha um smartphone Android) e a pessoa poderá receber a videochamada mesmo não tendo o Google Duo instalado. Pode também fazer silenciar o microfone e mudar entre a câmara frontal/traseira, tal como se tivesse a app instalada. No final, verão uma mensagem a sugerir a instalação da app, caso desejem fazer videochamadas.

Tanto o Google Duo como o Allo fazem parte das apps que recorrem a este sistema App Preview Messaging, que parece ter sido feito mesmo à medida para ajudar a demonstrar as suas capacidades entre os utilizadores mais reticentes, que provavelmente já utilizam o Messenger, WhatsApp, ou até o Hangouts da própria Google, e não estão com vontade de instalar apps adicionais "para fazer o mesmo". Não me parece é que mesmo assim venham a mudar de ideias e passar a utilizá-las...

Publicado originalmente no AadM

topo

App Google Arts & Culture procura obras de arte parecidas com selfies

15-01-2018 | 15:31 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Depois de ter digitalizado milhares de obras de arte pelo mundo fora, a Google lançou uma actualização que está a transformar essas imagens num fenómeno viral: permitindo aos utilizadores verem com que obra de arte a sua selfie mais se assemelha.

Seguramente já terão passado por um qualquer quadro histórico e pensado que por lá existe um rosto parecido com alguém da actualidade. A Google ajuda a tirar as dúvidas ou, mais concretamente, permite que qualquer pessoa possa ver se tem algum "sósia" histórico, enviando uma sua selfie para que o sistema de reconhecimento da Google devolva a obra de arte que pensa ser mais aproximada.


Não faltam excelentes resultados que vão sendo partilhados na internet; mas há também muitos casos de aproximações pouco fiáveis e que nos relembram que este tipo de sistemas deverá ser encarado apenas como forma de diversão.

[bem, o sistema bem avisou que tinha uma parecença de apenas 32%]


Infelizmente, embora a Google não se abstenha de usar obras de arte de todo o mundo para esta comparação, esta funcionalidade está por agora limitada apenas aos utilizadores da sua app Google Arts & Culture nos EUA. Por isso, por cá, teremos que continuar a aguardar para saber se teremos uma qualquer obra de arte famosa que possa ser uma réplica fiel do nosso rosto...

topo

Trick Shot

15-01-2018 | 14:30 | Apps do Android | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Jonathan Topf é um dos responsáveis pelo espectacular Monument Valley, mas também lançou o Trick Shot, um jogo carregado de puzzles e com muita física à mistura.


Com um aspecto minimalista não se deixem enganar pela simplicidade visual, que os seus gráficos e animações são muito interessantes e uma das razões para nos manter agarrados ao jogo por mais tempo.


O objectivo é atirar uma bola e acertar no interior da caixa. Se o fizermos à primeira levamos logo um "Perfect!" e podemos passar ao próximo desafio. Se tocarmos em alguma parte da caixa levamos um "OK!" para casa, mas podemos continuar na mesma.


Para lançar a bola temos um sistema tipo fisga, onde podemos escolher qualquer local dentro da área delimitada pelos tracinhos vermelhos, e depois apenas temos de deslizar o dedo para aplicar a força desejada e a direcção que pretendemos que a bola siga.


No início é tudo muito simples, mas logo começamos a ter obstáculos, barreiras de madeira que temos de transpôr, botões que activam outros mecanismos, zonas de teletransporte, etc, etc, transformando o jogo numa autêntica Máquina de Rube Goldberg, onde o cenário vai mudando conforme a bola vai fazendo a sua viagem.


Se gostam de resolver puzzles, então vão adorar tentar ultrapassar os 90 desafios deste Trick Shot, que custa €1,49 na Play Store.



Por Bruno Ramalho

topo

Project Linda quer transformar o Razer Phone num portátil

15-01-2018 | 14:14 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

A Razer volta a dar esperanças a todos os que sonhavam com a possibilidade de ter um smartphone capaz de se transformar em portátil, com o seu Project Linda.


Demorou mais tempo que o esperado, mas 2018 vai ser o ano em que o mercado vai assistir à chegada em força de portáteis com processadores ARM. Várias marcas já tentaram esta aproximação dos smartphones ao portáteis. A Asus teve no PadFone um dos primeiros exemplos da utilização do smartphone num equipamento com ecrã de maiores dimensões, e a Razer parece interessada em repetir a fórmula com o seu Razer Phone e o Project Linda: uma estrutura de um portátil onde o smartphone fica encaixado na parte do touchpad, e que assume o papel de processador principal da máquina.


Neste momento, o Project Linda ainda não passa de um protótipo, mas a sua abordagem inovadora, poderá ser um trunfo importante para que o produto chegue ao mercado. Ao utilizar o smartphone como touchpad de um portátil, o utilizador passa a contar com teclado e ecrã de maior dimensão, ideal para situações de produtividade.

Sendo uma ideia interessante, penso que terá bastante mais utilidade num sistema dual boot, com Android a correr no smartphone e um sistema operativo mais robusto no portátil. Desta forma, o utilizador tem a possibilidade de optar por aquele que lhe for mais conveniente em cada momento.

Falta apenas saber se a Razer tem intenções de transformar este protótipo num produto comercial e, caso afirmativo, se o irá fazer a um preço que seja competitivo e seja capaz de atrair os consumidores.

topo

Alguns Pixel 2 XL vêm com ecrãs OLED sem variação de cor

15-01-2018 | 12:01 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


O Pixel 2 XL da Google é um excelente smartphone que tem sido "manchado" pelo ecrã OLED (da LG) exibir problemas associados às primeiras gerações de ecrãs com esta tecnologia; mas... parece que lá pelo meio há alguns modelos que estão a sair sem problemas.

A LG há muito que se vinha a preparar para produzir ecrãs OLED no segmento mobile (pois no campo dos televisores de grandes dimensões já domina o mercado) e isso acabou por acontecer com o Pixel 2 XL da Google. Uma aposta que depressa revelou os seus riscos, pois resultou num topo de gama com um ecrã que ficava aquém do que seria esperado, exibindo fenómenos como a alteração de tonalidade bastante perceptível quando se inclina o ecrã.


É o mesmo tipo de problemas que afectava as primeiras gerações de ecrãs OLED fabricados pela Samsung, mas cujo processo de fabrico foi sendo melhorado até que desaparecessem por completo, valendo-lhes a reputação de "melhores ecrãs do mundo" - e sendo essa a fasquia que os consumidores definem para um ecrã OLED em qualquer topo de gama.

Para complicar mais a situação, existem alguns utilizadores que estão a descobrir que os seus Pixel 2 XL vêm com ecrãs que não exibem esta alteração de cor, demonstrando que a LG terá a capacidade para produzir ecrãs OLED de melhor qualidade. Pelo que, fica a pergunta: será que a LG já conseguiu reagir e afinar a produção de modo a garantir uma melhor qualidade nos seus ecrãs OLED para smartphones? Ou, será que isto se deve apenas a um processo de fabrico que ainda não consegue garantir a uniformidade de produção, e onde um ecrã "bom" ou "menos bom" é algo que depende unicamente da sorte?

O que é certo é que isto de pouco servirá para sossegar quem tiver um Pixel 2 XL e diariamente tiver que olhar para o seu ecrã e ver as alterações de cor, sabendo que foi "azar" não ter apanhado um dos modelos com um ecrã de melhor qualidade.

topo

Página 1 de 5651

Subscrever

Autores

Disclaimer

O Planet Geek não é responsável pelos seus conteúdos, apenas os replica a partir de cada blog.
Os artigos são da exclusiva responsabilidade dos seus autores.