Planet Geek

27 de Março, 2015

App do Google Maps passa a suportar "My Maps"

27-03-2015 | 18:31 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Depois de uma eternidade, o Google lá se lembrou de que os mapas personalizados "My Maps" do Google Maps não fazem muito sentido se não puderem ser utilizados - e finalmente, a app do Google Maps para Android passa a poder exibi-los.

O Google é uma empresa com tal número de serviços que é fácil perceber que, sempre que mexe em alguma coisa, há-de haver algo que fica esquecido. Com a mudança para os seus novos mapas, a funcionalidade de criar mapas personalizados desapareceu durante muito tempo, para desespero de todos os que dependessem dessa funcionalidade. Eventualmente lá regressou, tornando-se em mais uma das funcionalidades que se podia aceder na web... mas não na app.

Agora finalmente isso fica resolvido, pelo menos para quem usar a app do Google Maps para Android (sendo de esperar que a app para iOS também venha a receber igual tratamento): passa a ser possível visualizar os mapas personalizados que tiverem indo à opção "Your Places" e activando o mapa pretendido. É possível activar/desactivar os mapas que se desejam, ou fechá-los completamente no caso de já não necessitarem deles (através do icon de "informação" do mapa).

Boas notícias para todos os que recorriam ao "My Maps" para criarem as suas rotas, pontos de interesse, ou zonas/camadas com informação adicional.


topo

Twitter post ‚Äď March 27, 2015 at 06:59PM

27-03-2015 | 18:08 | Eduardo Balsa | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

After a hit game, indie developers struggle to replicate success http://bit.ly/1CUyvfT

— drcursor (@drcursor) March 27, 2015

topo

Instapaper ganha modo de Speed Reading e partilha de texto por imagem

27-03-2015 | 17:31 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


O Instapaper é um serviço de gestão e arquivo de artigos (e não só) e agora ganha algumas funcionalidades acrescidas que visam facilitar a partilha de textos nas redes onde se pode escrever pouco, e também auxiliar aqueles que desejam ler mais rapidamente tudo aquilo que vão guardando.

Há inúmeras melhorias no Instagram. Com o modo Tweet Shot, passa a ser possível partilhar artigos no Twitter independentemente do seu conteúdo ultrapassar os 140 caracteres. A táctica é simples: este sistema transforma o texto em imagem e partilha a imagem sem ter que se preocupar com esses limites. (Confesso que acho um pouco "ineficiente" estar a converter textos que ocupariam umas centenas de bytes em imagens que ocuparão muito mais espaço - mas... é ao ponto a que chegamos para contornar as limitações destas redes).
[exemplo de um Tweet Shot]


Talvez mais interessante é o novo modo de Speed Reading, que fica disponível no Instapaper na web e também na app para iPad. Este modo promete acelerar a velocidade de leitura dos artigos recorrendo a um método em que o ecrã fica completamente branco e as palavras vão surgindo uma a uma (com possibilidade de se ajustar a velocidade com que o fazem.)

Há quem diga que o método resulta... mas eu continuo a achar muito mais rápido fazer "speed reading" olhando para um texto na sua totalidade. Mas pronto, fica disponível para quem quiser (na modalidade gratuita fica-se limitado a um máximo de leitura em speed reading de 10 artigos por mês.)


topo

Creating a PHP Daemon Service

27-03-2015 | 16:51 | Manuel Lemos | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

By Dmitry Mamontov
Daemons are special applications that can monitor and process an important activity on a machine in the background.

Read this article to learn how to create a daemon in pure PHP, handling signals, handle multiple asynchronous I/O and events with libevent, monitoring daemon performance, starting the daemon and distribute your daemon application as a PHAR archive.

topo

Notícias do Dia

27-03-2015 | 16:31 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

O Google Maps já tem informação trânsito muito mais detalhada em Portugal; Intel e Micron criaram memórias que tornam possíveis SSDs de 10TB; o YouTube já vai testando vídeos 4K a 60fps; já espreitamos o Motorola Moto E 4G e o curioso Oppo N3 com a sua câmara motorizada; quem não gosta de publicidade na web vai gostar deste uBlock no seu browser; e a EA continua com os seus obtusos DRMs nos jogos que só chateiam quem paga.

E estamos a menos de um dia para o nosso meeting mensal (se ainda não confirmaram presença apressem-se); e não se esqueçam de responder à pergunta de hoje que vos pode valer o power bank Xiaomi de 16000mAh que estamos a oferecer esta semana.


OnePlus vai vender drones a partir do próximo mês


No MWC a OnePlus anunciou que iria lançar "algo completamente diferente" em Abril, e agora chega a confirmação de que se trata de um drone voador. O DR-1 será o primeiro drone da marca, e espera-se que tal como aconteceu com o seu smartphone, seja um produto que venha "abanar" o mercado, oferecendo hardware de alta-qualidade a um preço imbatível.

A OnePlus diz que ficará à venda já no próximo mês... mas falta esclarecer se continuarão a usar o sistema de convites.


Google aplica a compressão de dados ao Chrome Desktop


Quem usa o Google Chrome em Android ou iOS, dará certamente uso à opção para comprimir os dados - acelerando a navegação na web e poupando dados (não chegando no entanto às poupanças que se podem obter no Opera.)  Poupanças que agora também chegam ao Chrome na versão para desktop através da extensão Data Saver do Google, mas que por enquanto está apenas disponível em versão beta (e para o Chrome Beta.)

Como se costuma dizer: todas as poupanças são boas poupanças!


Ingress vai transformar-se em série de TV?


O Ingress é um jogo que tem movimentado multidões (ou melhor dizendo: feito multidões movimentarem-se) e agora o Google prepara-se para o transformar também numa série de TV. A história sci-fi que serve de base a este jogo de captura de portais no mundo real dará material de sobra para que se possa sustentar uma série - e ainda mais caso o seu desenvolvimento possa ser influenciado dinamicamente pelas conquistas dos jogadores. Vamos lá ver o que sai dali... e esperem uma nova dose de jogadores a aderir ao Ingress após espreitarem a série (que por agora ainda não tem data definida para começar a ser filmada nem para estreia.)


Facebook vai testar o seu drone solar este Verão


Em vez de balões para distribuir Internet pelo mundo, o Facebook aposta em drones voadores alimentados a energia solar e que se podem manter no ar de forma contínua sem nunca pousarem. O projecto ainda não tem data para poder começar a levar internet a todas as pessoas, mas o FB planeia colocar este seu "Aquila" no ar já este Verão para se ir aproximando desse objectivo.

Balões vs drones... já se pode imaginar que vem aí uma guerra pelo domínio dos céus. :)


Curtas do Dia

Resumo da Madrugada

topo

Novidades e promo√ß√Ķes

27-03-2015 | 16:30 | Apps do Android | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Como já vem sendo habitual à 6ª feira, aqui está uma compilação de algumas das novidades de apps e jogos e também algumas promoções que podem e devem aproveitar.



APPS:



JOGOS:



PROMOÇÕES:



Aproveitem!

topo

An√°lise ao Motorola Moto E 4G

27-03-2015 | 15:31 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


O Motorola Moto E é um dos nossos smartphones recomendados, sendo imbatível naquilo que oferece naquela gama de preços, e por isso era com enorme curiosidade que esperávamos a chegada da sua actualização: o novo Moto E 4G. Estará este novo Moto E à altura do seu nome de família? É isso que vamos ver.



O Moto E 4G


O Moto E 4G tem um ecrã de 4.5" (960x540) com Gorilla Glass 3 e tratamento oleofóbico, tem um CPU Snapdragon 410 quad-core a 1.2 GHz, 1GB de RAM, 8GB de flash+microSD, câmara de 5MP e frontal VGA, e bateria de 2390mAh. Como vai acontecendo com outros modelos low-cost, não esperem ver um carregador na caixa...


Uma coisa que se sente desde o primeiro momento é a sua "solidez", factor que também será certamente influenciado pelo seu seu peso algo elevado, de 145g.

[Moto E 4G, Nexus 5, Nexus 6]

A câmara


Sendo um smartphone que poderá ser encontrado por pouco mais de 100 euros, não se podem esperar milagres da sua câmara de 5MP. Ainda assim não podemos deixar de estranhar a ausência de um flash, que faz com que os resultados sejam "para esquecer" assim que a luminosidade começa a decrescer.





Em Funcionamento


Uma das grandes mais valias do Moto E 4G, tal como acontecia com o seu antecessor, é o facto de vir equipado de origem com o Android Lollipop praticamente inalterado. As alterações resumem-se à inclusão de algumas apps e funcionalidades adicionais da Motorola.


Mesmo não tendo um ecrã AMOLED como outros "Moto", o Moto E também conta com a funcionalidade que nos permite espreitar as notificações dando-lhe um pequeno toque enquanto ele está desligado; e a isto juntam-se coisas como gestos que permitem saltar directamente para a câmara rodando o pulso, ou a capacidade para ele aprender com os nossos hábitos para saber quando deverá manter o silêncio, etc.

De resto, mesmo não se podendo comparar a um smartphone com um CPU topo-de-gama, o Moto E mexe-se bastante bem para um smartphone de baixo custo (e para isso contribui a presença do Lollipop sem "extras") embora por vezes não consiga evitar algumas hesitações.




Apreciação final


O primeiro Moto E já se tinha tornado num sucesso de vendas, podendo ser considerado um autêntico "mini-Nexus" que nos oferece um Android sem extras indesejados (e com garantia de actualizações - embora possam ser um pouco demoradas) e este Moto E 4G vem continuar essa tradição mesmo se o facto de agora ter 4G inflacionou um pouco o seu preço (o Moto E já pode ser encontrado nas lojas nacionais, com preços abaixo dos 140 euros.)

O que importa é que este Moto E continua a ser um smartphone altamente recomendado para quem quer um Android decente sem gastar muito dinheiro, e a sua principal concorrência acaba por ser o seu irmão Moto G, que por menos de 200 euros fica "relativamente" próximo e já trata das lacunas deste modelo (melhor resolução, câmara, etc.) Seja qual for a opção, quem optar pelo Moto E 4G não se irá arrepender.



Motorola Moto E 4G


Prós
  • Preço
  • Android Lollipop
  • Robustez

Contras
  • Ausência de flash
  • Qualidade das câmaras
  • Ausência de carregador


Galeria de imagens





topo

YouTube já testa vídeo Ultra HD 4K a 60fps

27-03-2015 | 14:13 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


O YouTube há muito que suporta resoluções superiores ao Full HD, e mais recentemente passou a suportar também vídeos a 60fps. Agora, finalmente combina ambos para nos oferecer vídeos Ultra HD 4K a 60fps - embora ainda em fase experimental.

Nem toda a gente terá uma ligação à internet capaz de aguentar com estes vídeos sem uma boa dose de buffering, e também não serão muitos os que têm um monitor ou televisor Ultra HD 4K onde poderão apreciar todos estes pixeis (se não tiverem, nem sequer percam tempo... pois não ganharão nada em tentar ver resoluções superiores à dos vossos monitores - embora também possam optar pelo vídeo em 1440p60).

Com o Netflix a já oferecer algumas séries em Ultra HD, é de imaginar que o Google não se queira deixar ficar para trás e que já contemple o próximo passo, que serão os conteúdos a 60fps em vez de 30fps. É certo que se terá que enfrentar as críticas de todos os que, como acontece no cinema, preferem o aspecto dos 24/30fps e que acham os vídeos a 60fps demasiado realistas - mas, goste-se ou não, não faz qualquer sentido manter uma opção que apenas surgiu por limitações técnicas e não por "motivos artísticos".

A adopção dos monitores/televisores 4K irá começar a aumentar nos próximos anos, e quem as comprar terá muita vontade em dar bom uso a esses pixeis. Claro que a resolução 4K e os 60fps por si só não são garantia de qualidade extrema (se depois tivermos direito a elevada compressão) - mas graças aos novos codecs como o H.265, torna-se possível ter estes conteúdos com larguras de banda mais reduzidas que nunca. Uma coisa é certa... se esperavam que os filmes em Blu-ray que tinham comprado para substituir os que tinham na colecção em DVD, e que já tinham sido comprados para substituir os VHS, iriam ser os últimos... preparem-se para ver edições remasterizadas de tudo isso em Ultra HD 4K (e resoluções superiores).

Mas desta vez, será pouco provável que comprem esses filmes em formato físico, pois os formatos físicos não têm tido velocidade para acompanhar a velocidade e evolução que está à disposição dos serviços digitais de streaming/download.





topo

Google disponibiliza oficialmente o Nexus 6 em Portugal

27-03-2015 | 13:00 | Revolução Digital | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

O Google e a Motorola disponibilizaram oficialmente através das respectivas lojas Google Store o Nexus 6 em seis novos mercados, Portugal incluído.

Google Nexus 6

A lista completa das Google Store incluídas são, como referido, Portugal assim como a Áustria, Dinamarca, Finlândia, Irlanda e Noruega.

Desta forma o primeiro phablet do Google passa a ser vendido directamente pela marca em 21 mercados.

Este anúncio surge depois de um período em que Google e Motorola tiveram alguma dificuldade em fazer face à procura do Nexus 6, o que levou a que este estivesse em ruptura de stock durante algum tempo.

Agora, quem quiser, basta aceder à Google Store para poder encomendar e receber comodamente em casa (ou no trabalho, vá), sem custos de envio, o Nexus 6. Já não era sem tempo…

topo

2015 ser√° o ano das casas (mais) inteligentes?

27-03-2015 | 12:24 | A Minha Alegre Casinha | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Há mais de uma década que vou aguardando que "este ano é que vai ser em que a domótica vai chegar a todos", mas infelizmente isso tem tardado em chegar. Mas, há bons motivos para pensar que isso poderá realmente acontecer em 2015.

É difícil tentar descobrir há quanto tempo me interesso pelas casas "inteligentes"; mas posso garantir com toda a certeza que está bem presente (pelo menos) desde o ano de 1984, em que vi um certo filme chamado "Electric Dreams" e onde com uma meia dúzia de módulos, o protagonista tinha adicionado a capacidade de controlar a sua casa a partir do computador.

Muito se avançou desde então, mas infelizmente esses mesmos módulos que nos permitem controlar remotamente os mais variados aspectos das nossas casas, continuam tão distantes da maioria das pessoas como o eram na altura. Algo caricato - para não dizer inadmissível - numa altura em que temos smartphones e tablets que podem ser comprados por menos de 50 euros!

Como se pode justificar que um módulo para controlar uma simples tomada continue a poder custar mais de 50  ou 60 euros, quando por menos de metade podemos comprar um computador completo como um Raspberry Pi (ou ainda mais baratos, como os Arduino?) É obviamente uma área que precisa desesperadamente que um "gigante" invista em força nesta área, tornando esta tecnologia mais acessível.

Mas, mesmo com os preços praticados, são cada vez mais as pessoas que se vão deixando tentar por esta tecnologia - umas vezes por curiosidade, outras vezes por necessidade (tanto para reduzir custos, como para lhes facilitar a vida). Hoje em dia podemos fazer coisas que noutros tempos seriam impensáveis de fazer a não ser que se investisse em sistemas de milhares de euros. Qualquer pessoa pode comprar umas lâmpadas Philips Hue, e com um salto ao IFTTT fazer com que as lâmpadas acendam sozinhas quando estão a chegar a casa, e se desliguem quando se ausentam.

E esta facilidade de controlo pelo utilizador final - sem ter que "tirar um curso" - é algo que se alarga a muitos mais dispositivos, e auxiliado também pelo surgimento de aparelhos com cada vez mais inteligência, como o termóstato NEST.

A chegada do HomeKit da Apple (e onde a próxima Apple TV poderá ter papel importante) vai certamente fazer com que mais empresas e developers comecem a olhar para esta área; e, esperemos, relembrar o Google do seu esquecido Android@Home. Depois de mais de 30 anos de espera... vamos lá ver se 2015 será finalmente o ano em que as casas inteligentes passam a ter a atenção que merecem.

topo

Amazon Free App: Mind Games Pro

27-03-2015 | 12:10 | Apps do Android | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos



A app gratuita de hoje da Amazon é o Mind Games Pro, um jogo que tem como principal objectivo treinar o vosso cérebro, através de diversos tipos de exercícios, desde cálculo a memória, passando pela rapidez de raciocínio.


O Mind Games Pro custa €5,61 no Google Play.



topo

Facebook desenvolve AI para interpretar vídeos e textos

27-03-2015 | 12:01 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


O Facebook já pode saber praticamente tudo sobre os seus utilizadores, mas prepara-se para saber muito mais sobre os vídeos que colocamos e os textos que escrevemos. Graças aos avanços nas áreas da Inteligência Artificial, o Facebook começa a ter capacidade para reconhecer e interpretar tudo o que vir e ler.

As capacidades de pesquisa do Facebook e do seu "graph" já são surpreendentes, mas no futuro não se surpreendam se puderem ir bem mais além e fazer coisas como: "pesquisa os meus vídeos e mostra-me aqueles em que estou a andar de bicicleta" ou "a nadar"; ou até responder a questões como "a quem é que eu emprestei o livro X?"

São capacidades que se tornam possíveis graças aos novos sistemas de AI do Facebook e que são capazes de fazer coisas como reconhecimento e identificação de vídeos (sendo já capaz de detectar mais de 400 actividades e desportos); e interpretação de textos para poder responder a perguntar sobre o que foi lido.





São capacidades que podemos considerar extremamente potentes, mas também um pouco preocupantes (só de imaginar o potencial para abuso deste tipo de tecnologia: "cria uma lista de todos os utilizadores que tenham expressado opiniões discordantes com a do governo".)


Mas isto é o tipo de coisa que não se poderá evitar, nem vale a pena fazer de conta que esses abusos não existirão. Se a tecnologia existir, irá ser usada de todas as formas, tanto para usos positivos como para "negativos"; e se a tecnologia não existir, irá certamente haver quem esteja a trabalhar no sentido de a tornar realidade - e sendo assim, mais vale que isso aconteça de forma pública e acessível para todos, do que às escondidas e apenas disponíveis para alguns.



Uma coisa que todos irão agradecer, é a capacidade intelectual acrescida que os "assistentes digitais" poderão ganhar graças a estes sistemas. E esperemos que por essa altura já possamos falar com eles em Português. ;)

topo

Samsung triplica produção do Galaxy S6 Edge

27-03-2015 | 11:45 | Revolução Digital | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

Quando uma empresa anuncia algo fora do comum há sempre a dúvida de como é que esse produto irá ser recebido pelo mercado. Nestes casos é natural que se haja com cuidado e a Samsung não fugiu à regra sendo cautelosa nas encomendas do Galaxy S6 Edge.

Samsung Galaxy S6 Edge

A verdade é que a surpreendentemente bonita variante do Galaxy S6 está a superar todas as expectativas. Os cerca de 150 euros que custa a mais do que o S6 não estão a ser uma barreira para que o Galaxy S6 Edge tenha números de reservas semelhantes ao modelo dito normal.

Com uma procura que deverá ultrapassar as 55 milhões de unidades este ano a Samsung estará a ter alguma dificuldade em conseguir produzir tantos equipamentos.

Agora, com o sucesso do Galaxy S6 Edge a marca já se viu obrigada a aumentar o ritmo de produção deste modelo, tendo inclusivamente triplicado as encomendas.

A grande questão aqui é saber se os fornecedores da Samsung irão conseguir aguentar este ritmo, sobretudo porque estamos a falar de dois componentes que não são típicos: um ecrã e um sensor táctil com laterais curvas.

Se do lado do ecrã as coisas parecem estar controladas, já para o sensor táctil a Samsung terá celebrado um contrato com ao coreana S-MAC visto que o fornecedor actual, a japonesa Alps Electronics, não está a conseguir fazer face às exigências da Samsung.

Com todo este sucesso esta parece ser já uma aposta mais do que ganha pela Samsung o que deixa antever que vamos ver chegar ao mercado muitos mais smartphones com as laterais curvas.

topo

uBlock - um Adblocker mais eficiente para o teu browser

27-03-2015 | 11:01 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Se uma das primeiras coisas que fazem após instalarem o Chrome é procuraram o popular AdBlocker Plus para se libertarem de todos os anúncios abusivos que preenchem a web, talvez estejam interessados em dar oportunidade a este uBlock.

Embora a maioria dos computadores actuais venham equipados com CPUs e memória mais que suficientes para lidar com um browser e extensões como o AdBlock, a verdade é que o AdBlock (Plus e todos os seus derivados e clones) não é lá muito eficiente a fazer o seu trabalho - e isso é algo que se faz notar no caso de computadores mais antigos ou hardware mais limitado.

Daí o interesse deste uBlock, uma extensão para Chrome que também bloqueia todo o tipo de publicidade indesejada (pode dar uso às mesmas listas que o ABP), mas que o faz de forma muito mais rápida e gastando menos memória.

Numa longa lista de testes comparativos podemos ver que a extensão em si gasta cerca de um terço da memória do ABP (37MB vs 112MB) para um conjunto de listas de bloqueio idêntico; é três vezes mais rápido a processar cada pedido à internet (0.13ms vs 0.42ms) e também poupa na memória das páginas "processadas" relativamente ao ABP. Em suma... é vantagem atrás de vantagem.

Se não passam sem um AdBlocker no vosso browser, não deixem de experimentar este uBlock (que é open-source) e está disponível para o Chrome, Firefox e Safari - obviamente, não se esqueçam de adicionar a excepção para o Aberto até de Madrugada. :)

topo

SlidePick acelera a organização de fotos ao estilo "Tinder"

27-03-2015 | 11:00 | Apps do Android | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Se não têm paciência para organizar as centenas ou milhares de fotografias que hoje se acumulam com facilidade a cada semana, vão querer experimentar este SlidePick, que nos permite fazê-lo de forma mais simples e rápido que nunca, ao estilo "Tinder."


Depois de vários meses em beta testing, o SlidePick chega finalmente à fase de lançamento oficial, estando desde já disponível para Android na Play Store do Google. A ideia é permitir uma organização rápida das fotos entre as que se gosta ou não, podendo umas ficarem armazenadas em serviços como o Google Drive, Dropbox, e One Drive; e outras enviadas e partilhadas para o Instagram, Facebook, etc. E tudo à custa de simples gestos "à Tinder" para a esquerda ou para a direita.


Como o sistema de "escolha" se resume a estes simples gestos, a organização das fotos, oriundas dos mais variados serviços, passa a ser algo que qualquer pessoa poderá fazer a qualquer altura - como quando está numa fila para ser atendido, ou à espera do autocarro.


O SlidePick é gratuito e está disponível para dispositivos com Android 4.0 ou mais recente.



topo

Fantastical 2 para Mac

27-03-2015 | 10:01 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


O Fantastical é um programa que dispensa apresentações para todos aqueles que já não conseguem organizar a sua vida sem a ajuda dos nossos dispositivos electrónicos. E agora com o Fantastical 2 para Mac, temos acesso a todas as suas melhorias e vantagens nos desktops e portáteis da Apple.

O Fantastical há muito que é o programa de "calendário" de referência para Macs e iOS, e as suas mais recentes versões para iPad e iPhone há muito que faziam prever que seria apenas uma questão de tempo até que essa influência chegasse à versão para OS X - que é precisamente o que acontece com este Fantastical 2. Com esta versão, torna-se possível (e até recomendável) dizerem adeus definitivo à app de calendário da Apple e passarem a usar o Fantastical 2 como a única app de calendário que precisam.

Para além da sua capacidade de facilmente criar novos eventos usando linguagem natural (em inglês), e também suporta múltiplos conjuntos de calendários que podem variar consoante a localização. Isto permite fazer algo como ter os calendários pessoais visíveis quando estão em casa; mas quando chegam ao trabalho terem os calendários e eventos apropriados (e que se aplica não só aos calendários mas também aos lembretes e listas "to-do".)

O Fantastical 2 para Mac custa 39.99 euros (preço promocional de lançamento - depois passará para os 49,99 euros).



topo

App Gratis: Son of Light

27-03-2015 | 09:30 | Apps do Android | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos



A "App Gratis" de hoje é o Son of Light, um jogo ao estilo "shoot'em up" das arcades dos anos 80, com naves espaciais e muitos inimigos a invadir o ecrã.


O Son of Light é um jogo gratuito mas hoje, graças ao App Gratis, é possível fazer o upgrade à borla para a versão sem publicidade, que normalmente custa €0,77.



topo

Produtos da Semana

27-03-2015 | 09:14 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

A nossa rubrica de Produtos da Semana agrupa uma lista de produtos e notícias que vamos compilando ao longo da semana e que achamos que será do interesse geral.

Acer Liquid Jade S já chegou a Portugal


O Liquid Jade S, o mais recente smartphone 4G de 64 bits da Acer já está disponível em Portugal. A nova versão “S” traz maior velocidade e desempenho à série de smartphones Liquid Jade. O Liquid Jade S inclui um ecrã HD de 5", conectividade 4G LTE Cat 4, processador Mediatek octa-core de 64 bits e uma nova câmara de 13MP que pode ser controlada por voz. Com 7,78mm de espessura e pesando apenas 116 gramas, o Liquid Jade S é também um dos mais elegantes e leves smartphones LTE de 5" do mercado.

O Liquid Jade S vem equipado com um microSD/dual nano-SIM híbrido opcional. Os utilizadores têm a flexibilidade de trocar o cartão microSD por um segundo nano-SIM para se manterem ligados a duas redes no mesmo dispositivo, seja para as vidas pessoal e profissional dos profissionais ocupados, ou para conjugar redes locais e internacionais dos viajantes frequentes.

Anunciado pela primeira vez da CES 2015 em Las Vegas e apresentado recentemente no Mobile World Congress em Barcelona, o Acer Liquid Jade S está agora disponível no mercado português em duas cores (Cosmic Black & Lunar White), com um preço sugerido de €299 (desbloqueado).


Power Bank BB26C2 da Puro



Com o tamanho aproximado de um isqueiro e com um peso de apenas 55 gramas, o novo BB26C2 da Puro permite carregar o seu smartphone em qualquer lugar. Compatível com maioria dos dispositivos Apple, Samsung, Nokia, HTC, Blackberry, LG, Motorola, Sony e Huawei, o novo dispositivo da Puro está disponível em versões dourado ou prateado, e tem uma bateria Li-Ion de 2600 mAh, suficiente para recarregar completamente a maioria dos smartphones actuais. O conjunto inclui um cabo micro USB de 20cm e também ainda uma bolsa protectora.

O novo Power Bank BB26C2 está disponível de imediato nas versões dourado (BB26C2GOLD) e prateado (BB26C2SIL) a um preço de venda ao público de 24,90 euros nas lojas da Media Markt, Staples, Telecor, Lojas Vodafone, GMS Premium Reseller, iStore Premium Reseller, iServices e na loja online da Projecto Visual.


Passatempo iRobot dá-te Scoobas e Braavas



A iRobot acaba de lançar um passatempo na sua página oficial do facebook – iRobot Portugal que vai premiar os vídeos mais criativos e com mais likes.

A iRobot está à procura da família perfeita a quem oferecer o Scooba 450 e o Braava 320. O desafio é pegar no smartphone ou câmara de filmar e gravar um pequeno video onde expliquem como o Roomba mudou o seu dia-a-dia. As inscrições estarão abertas até ao dia 15 de Abril.

1º Prémio - Scooba 450 & Braava 320 - para o video com mais gostos
2º Prémio - Scooba 450 - para o segundo video com mais gostos
3º Prémio - Braava 320 - para o terceiro video com mais gostos


Teclado Hama "Uzzano 2.0" para Smart TVs



Apesar da grande variedade de conteúdos que as Smart TV nos disponibilizam, nem sempre as conseguimos utilizar da forma mais cómoda, uma vez que para navegar na Internet ou pesquisarmos por conteúdos, apenas podemos contar com o comando que vem com a televisão. Para dar solução a este problema e ajudar os utilizadores a interagirem com as suas Smart TV de um modo mais confortável, a Hama desenvolveu o Hama "Uzzano 2.0" Smart TV Keyboard, um teclado sem fios compacto com superfície em borracha que garante uma navegação rápida e simples, não só numa Smart TV, mas também num computador de secretária ou num portátil.

Este teclado 3-em-1 pode ser utilizado com uma Smart TV bem como com computadores de secretária ou portáteis que sejam compatíveis com os sistemas operativos Windows Vista, 7, 8 ou 8.1.
O Hama "Uzzano 2.0" Smart TV Keyboard já está disponível em Portugal, em preto, com um preço de €39,99 e inclui o teclado, 1 receptor USB e 2 pilhas AAA. (E não se esqueçam que há desconto Hama de 25% para os membros do Clube AadM+. :)



Curtas da Semana
  • Canon mantém pelo 12º ano consecutivo a liderança global do mercado de DSLRs
  • Xerox escolheu a Feira Portugal Print para o lançamento oficial das novas soluções com opcionais de tinta seca de ouro metálico e prata
  • A 4º edição do Lisbon Challenge da Beta-i arranca já a 30 de Março
  • A Microsoft Portugal apresentou o Ativar Portugal Startups, iniciativa que assinala o alargamento do programa Ativar Portugal

topo

de corpo e alma

27-03-2015 | 09:10 | Obvious | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


A alma é pura inconsequência, o corpo ponderado em excesso.


Ler o artigo completo

topo

o mal da rotina, ou o pseudo-viver

27-03-2015 | 09:00 | Obvious | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


De que vale a vida, penso eu, se não arriscarmos, nos entregarmos ao novo? Ter o coração partido e se fechar para um novo amor, permanecer num emprego que te causa infelicidade mas que garante estabilidade, dormir cedo sempre, nunca se atrasar, ir ao mesmo cinema, frequentar as mesmas praias, estranhar novas amizades: que perda de tempo. Toda revolução sofre um pouco de resistência no ínicio - mesmo que a revolução seja mudar de cafeteria ou de marca de sabão em pó - mas pequenas ações podem resultar em mudanças positivas na nossa vida.


Ler o artigo completo

topo

o impressionismo lírico de chvrches

27-03-2015 | 09:00 | Obvious | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Sintetizadores à exaustão, tocados com o pesar do pós-punk em contornos de pop, justapostos a uma voz límpida e aprumada. Talvez não haja maneira menos insólita de apresentar a música de Chvrches.


Ler o artigo completo

topo

sapeurs - os homens dentro do fato

27-03-2015 | 09:00 | Obvious | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Quando pensamos em lenços de seda, calças de veludo rosa, ou casacos de tweed feitos por um alfaiate, decerto que não fazemos logo uma associação às favelas mais pobres da África? Mas tudo isto é comum para qualquer habitante do Congo!


Ler o artigo completo

topo

discordou de mim? se prepara para os xingamentos!

27-03-2015 | 09:00 | Obvious | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Debater assuntos, tendo que lidar com opiniões contrárias virou estopim de revolta e palco de xingamentos desenfreados. Tempos de tolerância zero, palavrões e pontapés desgovernados.


Ler o artigo completo

topo

o que é ser feliz?

27-03-2015 | 09:00 | Obvious | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


A felicidade pode ser atingida, mas nunca buscada. Nossa incessante busca pela felicidade torna a vida um martírio sem fim, e não vivenciamos momentos simples da vida.


Ler o artigo completo

topo

Memórias 3D NAND vão permitir SSDs com 10TB

27-03-2015 | 08:51 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Quem usa um SSD já conhecerá as vantagens do acesso praticamente imediato e as elevadas velocidades que as memórias flash permitem face a um disco magnético convencional, mas poderá ter que gerir os seus conteúdos de forma a lidar com os seus tamanhos mais reduzidos. Algo que em breve poderá deixar de existir graças a novas memórias 3D NAND desenvolvidas pela Intel e Micron.

Há muito que os fabricantes têm olhado para tecnologias de fabrico em 3D como forma de aumentar a eficiência e capacidade dos circuitos electrónicos, e é precisamente o que fizeram também com os chips de memória flash. Graças a esta tecnologia 3D NAND, um chip de memória passa a poder conter até 32 camadas de memória, multiplicando a sua capacidade sem qualquer alteração a nível de aumento do volume exterior.

Numa fase inicial estes chips com 256Gbits e 384Gbits (dependendo do tipo de célula) permitirão triplicar a capacidade dos SSDs, permitindo a criação de discos SSD de 10TB em formato de 2.5", e de 3.5TB em formato M.2. E claro que estas melhorias poderão também ser aplicadas aos smartphones e tablets, fazendo com que os 128GB se tornem no novo patamar base para a sua capacidade de memória.

Outra boa notícia é que esta tecnologia permitirá reduzir os custos destes chips - embora... isso seja algo que só acreditaremos quando virmos. Algo que poderá acontecer já este ano segundo as intenções da Intel, que pretende ter produtos a usar estes chips no mercado ainda antes do final do ano.

topo

imposs√≠vel apagar um ‚Äúeternal sunshine‚ÄĚ

27-03-2015 | 08:50 | Obvious | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


“Lembro-me de acordar uma manhã e encontrar tudo manchado com a cor do amor esquecido.” Charles Bukowski
Até que ponto, depois de uma história de amor acabar, a queremos esquecer para sempre?


Ler o artigo completo

topo

EA continua a insistir no DRM (e a mostrar-nos que só chateia quem paga)

26-03-2015 | 22:14 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


A Electronic Arts continua a achar que tem que tratar todos os seus clientes como criminosos, e passados todos estes anos, em vez de ter aprendido a lição continua a insistir no DRM abusivo que apenas vai incentivando que os seus cliente recorram a alternativas "não oficiais".

A minha relação com a EA poderá ser descrita como de amor-ódio. Por um lado, sou fã da EA desde a sua origem e de muitos dos jogos que vai trazendo para o mercado; por outro lado, considero inadmissível a sua posição quanto ao DRM abusivo com que infectam os nossos computadores.

Já lá vão mais de 5 anos desde a minha fatídica experiência com o DRM do Crysis, que teve como consequência fazer boicote completo aos jogos da EA durante vários anos (e até fazer com que me desinteressasse dos jogos nos PCs e desse uma oportunidade aos jogos nas consolas - onde não tinha que me preocupar com este tipo de coisa). Mais recentemente, ainda voltei a dar oportunidade à EA em jogos como Battlefield - mas considero inaceitável que agora, para além do Origin e de tudo o que eles instalam, também se queiram intrometer no browser com plugins e sei lá que mais.

E agora, não tendo sido comigo, eis mais uma história com a qual não tenho outro remédio senão identificar-me: de um utilizador que ficou impossibilitado de jogar o novo Battlefield Hardline, simplesmente por testar múltiplas combinações de hardware.


Sim, aceito que isto seja "irrelevante" para 99.9% dos jogadores, que raramente irão trocar de motherboard ou de placa gráfica. Mas trata-se de uma questão de princípio: a EA já obriga os jogadores a criarem uma conta no seu serviço Origin, que serve para validar a sua identidade/legalidade, mas mesmo assim, a EA bloqueia quem se aventurar a experimentar um jogo em 3 ou 4 conjuntos de hardware diferentes num curto espaço de tempo. Já nem entro nas questões - igualmente abusivas - de todo o tipo de informação que a EA estará a recolher e monitorizar continuamente nos computadores dos seus cliente; mas mesmo focando-me na questão básica, de alguém ter acesso àquilo pelo qual pago, isto ultrapassa todos os limites.

... Limites que, como bem sabemos, não existem para quem opta por piratear os seus jogos (bastará dar um salto a sites como o PirateBay ou outros, para rapidamente encontrar versões onde os jogadores não se têm que preocupar com este tipo de problemas). É verdadeiramente aquilo que se pode dizer: estar a pagar para ser mal servido!

Morte ao DRM, de uma vez por todas!

topo

‚ÄúSuper Bilhete‚ÄĚ de cinema d√° lugar na sala e c√≥pia digital

26-03-2015 | 20:50 | Revolução Digital | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

Eu não sei se é o vosso caso amigos, mas eu por várias vezes, ao sair de uma sala de cinema depois de um bom filme, fico com aquela vontade de o ver outra vez. Ora, parece que houve umas alminhas que também pensam como eu e decidiram inventar uma coisa muito interessante chamada “Super-Bilhete” que além de nos dar entrada para ver o filme numa sala tradicional, também nos dá direito a descarregar uma cópia digital legal desse mesmo filme poucos dias depois.

SuperTicket 2

Esta iniciativa ja existe há algum tempo nos EUA, por via do serviço SuperTicket, e começou com o filme “Pacific Rim”.

Agora esta novidade chegou já também ao Reino Unido, por via de um acordo entre a distribuidora Signature Entertainment, a sala Empire Cinemas e o serviço de streaming Wauki.tv.

SuperTicket 1

Como se vê, existem já boas iniciativas que não só promovem a ida ao cinema convencional, como dão hipótese aos cinéfilos de não recorrerem a “métodos alternativos” para poderem obter uma cópia digital do filme que tanto gostaram de ver.

Alguém por favor faça chegar isto aos ouvidos das operadoras e distribuidoras em Portugal se faz favor. A malta fã de cinema agradece.

topo

Google Maps ganha informa√ß√£o de tr√Ęnsito melhorada em Portugal

26-03-2015 | 18:31 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Saber o estado do trânsito é factor fundamental para planear as rotas mais eficientes, e o Google passa a dar-nos dados melhorados para quem percorre as estradas de várias cidades portuguesas.

Há muito que o Google Maps continha informação sobre o trânsito nas estradas nacionais, mas eram dados que apenas se aplicavam às vias principais. Agora essa informação passa a contar também com o trânsito em estradas locais, e com maior resolução - indicando as secções com maior/menor trânsito.

Para além de podermos ver a informação de trânsito em tempo real (Live Traffic) nos locais onde o serviço estiver disponível, temos também a possibilidade de ver o padrão de trânsito habitual para cada hora do dia e dia da semana escolhendo o "Typical traffic" e seleccionando o dia e hora respectivo. Uma opção bastante útil para quando se quer planear um percurso com antecedência e se quer ter em conta o trânsito que poderá estar nessa altura.

O Google não refere a fonte de informação para estes dados, pelo que não se sabe até que ponto é que terão em conta os dados oriundos do Waze - mas é bem provável que de uma forma ou de outra estejam a dar-lhe uso (no caso dos alertas já o estão a fazer há algum tempo.)


[obrigado ao José Brito pela dica :]

topo

√öltimas

26-03-2015 | 18:27 | Apps do Android | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


CEO da Motorola responde a perguntas no Twitter


Rick Osterloh, Presidente e COO da Motorola, efectuou ontem uma interessante iniciativa no twitter respondendo a algumas perguntas.

As perguntas recaíram sobretudo na área das novidades para 2015, mas também abordaram a actualização dos equipamentos mais antigos, como é o caso do Moto X 2013. Este, ainda terá de esperar por melhores dias, algo que contrasta com a celeridade que o modelo de 2014 foi tratado.



Em termos de novos modelos, vamos ter novidades em breve, com a garantia de uma renovação dos G e X para 2015.
Interessante a questão dos pure edition, algo que me fez ir investigar do que se tratava.

Compreensivelmente, são modelos que se vão manter, pois a política praticada por estes lados é bastante diferente da praticada nos EUA. Por cá, modelos desbloqueados e livres de operador são uma constante, e diria mesmo que uma obrigatoriedade.



Quanto a novidades, mantém-se a aposta no software, com a melhoria da resposta do mesmo às condições envolventes. O Moto Maker também vai ter mais opções e espera-se que disponibilidade alargada a outros países, algo que vai acontecer para as vendas "normais".

A Motorola, apesar da aquisição por parte da Lenovo parece querer manter o mesmo rumo, o que é uma boa notícia para os consumidores.

Venham de lá esses Moto G e X 2015!



Google keep com novidades

A minha aplicação favorita para notas era o Catch, mas infelizmente esta app acabou por não sobreviver, isto mesmo sendo uma das populares dentro do seu género.

A escolha do substituto acabou por recair no Keep, mas este ainda não chegou ao nível que o Catch conseguiu atingir.

A aplicação foi agora alvo de uma actualização, passando a suportar avisos recorrentes e... etiquetas. Estas são particularmente úteis para classificar e dividir assuntos, pelo que se constituem como uma mais valia.


Borlas do dia:

Curtas:

topo

An√°lise ao Oppo N3

26-03-2015 | 17:31 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Smartphones há muitos, e é cada vez mais difícil criar modelos que sobressaiam da imensidão de modelos semelhantes que vão surgindo a cada mês. Com o seu N3 a Oppo propõe-nos um curioso smartphone que tem a particularidade de ter uma única câmara que pode funcionar como câmara traseira e frontal... e que gira sozinha.


O Oppo N3


O Oppo N3 não é o primeiro Oppo a recorrer a este sistema - já o seu N1 usava o mesmo truque de usar uma única câmara rotativa - mas chega-nos com hardware renovado. Ecrã Full HD de 5.5", CPU Snapdragon 801, 2GB de RAM, 32GB de flash+microSD, dual SIM, bateria de 3000mAh, e câmara de 16MP. Atrás, perdemos a tampa "touch-sensitive" do N1, e no seu lugar surge um leitor de impressões digitais que também tem a capacidade para funcionar como trackpad. O sistema é o Color OS, baseado em Android 4.4 (também está disponível a CM12 oficial, embora neste momento ainda não suporte funcionalidades como a rotação da câmara ou o sensor de impressões digitais).



Tal como já acontecia no N1, o N3 vem acompanhado por um pequeno "comando bluetooth" que podemos usar para tirar fotos ou localizar o dispositivo, assim como dar alerta no caso de notificações.

Os materiais e acabamentos inspiram qualidade, e não temos surpresas ao procurar os botões: botão de power na lateral esquerda, volume no lado direito. Mais incomum (e potencialmente problemático) será o posicionamento da ficha de headphones na lateral direita acima dos botões de volume; e a ficha microUSB na esquerda em baixo.



A câmara rotativa


Comecemos pelo elemento mais peculiar do N3, a sua câmara rotativa. Esta opção permite que se invista mais numa única câmara de qualidade, que poderá ser usada também como câmara frontal (os fãs das selfies vão adorar) ou simplesmente permitindo que se tirem as fotos vendo o que "vai sair" em vez de as tirar às cegas. A câmara roda mais de 180º, fazendo com que possa ficar orientada para o utilizador mesmo quando se segura o N3 num ângulo natural de utilização.

Esta rotação é controlada fazendo-se deslizar o dedo no ecrã na app da câmara, e comuta automaticamente entre modo frontal/traseiro. E obviamente, faz também com que o acto de tirar uma panorâmica seja feito automaticamente (embora exista um bug que faz com que a panorâmica apenas possa ser captada numa orientação e não com o N3 "ao contrário")








Na app da câmara temos a possibilidade de instalar módulos adicionais para diferentes funções, como modos de embelezamento do rosto, fotografia nocturna, efeitos especiais, etc. E um desses modos promete obter fotos de melhor qualidade aumentando a resolução (aumentando dos 4608x3456 pixeis das fotos normais para os 6524x4893). Embora não faça milagres, há situações onde isso se faz notar e poderá ser vantajoso.



Textos pequenos que não seriam perceptíveis numa foto normal passam a poder ser lidos com maior facilidade no modo de alta-resolução (embora também se faça notar um efeito exagerado do processamento.)


Em Funcionamento


Mesmo vindo com um Android a(du)lterado, mexer no N3 com ColorOS não apresentará dificuldades a quem já tiver mexido num Android. Continuam presentes todos os elementos que se esperariam ver (incluindo o acesso oficial às apps na Play Store do Google), sendo que uma das principais diferenças é a inexistência de uma pasta global para as apps; aqui as apps vão sempre para os ecrãs do launcher (mas podem ser organizadas em pastas). Para agradar aos fãs dos Android "puros", temos também um tema que praticamente o transforma num "Jelly Bean" de origem. O Snapdragon 801 e os 2GB de RAM são suficiente para que tudo decorra sem lentidão.


Investigando um pouco mais nas opções, descobrimos a capacidade para activar modos especiais mediante gestos (por exemplo, virar o smartphone para o colocar em modo de silêncio); ou até um modo "single hand" que reduz o tamanho do interface para mais fácil utilização com uma só mão.





Apreciação final


O Oppo N3 é um equipamento curioso e que revela a evolução que a Oppo tem tido nos últimos anos. Quem pegar num destes smartphones sentirá imediatamente que se trata de um equipamento "bem feito" e será difícil não atrair as atenções ao se dar uso à sua câmara rotativa.


Mas a câmara rotativa acaba também por ser um factor de preocupação, pois se é normal que funcione bem num dispositivo novo fica sempre a dúvida sobre como se comportará após 1 ou 2 anos de "abusos" no dia a dia. É bastante frequente que o simples acto de o colocar ou tirar do bolso/bolsa faz com que se rode a câmara em certo grau - e que mesmo não oferecendo resistência (podemos mexer na câmara manualmente mesmo com o N3 ligado sem que isso estrague o sistema) nos faz sentir uma certa apreensão sobre a durabilidade a longo prazo.

Temos também algumas falhas para um dispositivo que se quer assumir como um smartphone para as fotos/vídeo, como a ausência de vídeo Ultra HD 4K, e a resolução Full HD deixa-nos a desejar um ecrã QHD, que permitiria melhor ver as imagens captadas (e que para esta gama de preços - 549 euros - já se poderá considerar "obrigatório".) E acaba por ser precisamente esse, o preço, o seu principal calcanhar de Aquiles - motivo pelo qual sai daqui com um:



Oppo N3


Prós
  • Qualidade de construção
  • Bateria de 3000mAh
  • Originalidade da câmara rotativa

Contras
  • Preço elevado
  • Sem vídeo Ultra HD 4K
  • Preocupações com o sistema rotativo motorizado



Galeria de Imagens





topo

Notícias do Dia

26-03-2015 | 16:31 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

A Amazon volta a fazer mexer os preços do espaço na cloud, com preços ultra competitivos para espaço ilimitado; Facebook aposta no seu Messenger como ponte de ligação para tudo na internet; patente da Apple revela intenções de criar câmara com 3 sensores ultra-compacta; a NOS actualizou a IRIS e ganhou uma app "2nd screen" para a acompanhar; e partilhamos as nossas esperanças de que 2015 seja finalmente "o ano" para as casas inteligentes.

Não se esqueçam que o nosso meeting mensal é já este sábado, e que também continua a decorrer o passatempo que vos pode valer um power bank de 16000mAh da Xiaomi. Seguem-se as notícias de hoje:


MS prepara Surface 3... sem Windows RT


Não era preciso ser visionário para prever o destino que o Windows RT teria, mas também não vale a pena estar continuamente a relembrar esse mega-falhanço da Microsoft. Para virar a página para uma nova era a MS prepara um novo Surface 3, mas que agora virá equipado com Windows 8 (e com direito a actualização para o Windows 10).

É um modelo que virá complementar a oferta do Surface 3 Pro, e que provavelmente recorrerá a um dos novos Intel Core M para manter uma espessura reduzida e dispensar a necessidade de ventoinhas. Depois... só lhe falta um preço atractivo - considerando que hoje em dia já temos tablets Windows por menos de 200 euros.


Bot no Tinder coloca homens a falar com homens


Como rede de "engate", o Tinder torna-se num autêntico campo de caça onde muitos homens recorrem às suas técnicas para atrair membros do sexo oposto. Algo que pode ter consequências interessantes quando afinal a mulher atraente com que pensavam estar a falar é afinal outro homem que também pensa estar a falar com uma mulher.

Serve perfeitamente para ilustrar que não se deve acreditar em tudo o que se vê na internet.


Kickstart Spotlight deixa personalizar as páginas dos projectos bem sucedidos

O Kickstarter tornou-se no site de crowdfunding de referência, e agora procura ampliar ainda mais a sua influência tornando-se também num site de promoção (e possivelmente de vendas) para os projectos bem sucedidos. Com o Kickstarter Spotlight os criadores dos projectos podem personalizar a sua página de forma a se diferenciarem das páginas "default" do Kickstarter e tornarem-nas mais apelativas para os visitantes interessados em comprar os seus produtos. O Kickstarter apresenta esta funcionalidade como forma de contar a história do projecto e direccionar os visitantes para os sites oficiais dos produtos (ou lojas) - mas parece-me que o próximo passo será permitir que os projectos façam a venda directamente através do Kickstarter...



Falando de projectos bem sucedidos...


Canary nasceu no crowdfunding mas já chegou às lojas


Para nos relembrar que nem todos os projectos de crowdfunding são "esquemas" ou acabam em fracasso, temos o caso do Canary. O Canary é um sistema de segurança "tudo-em-um" que fez sucesso no Indiegogo, e que agora se torna num produto comercial que já pode ser encontrado e comprado nas lojas tradicionais.

Mesmo não tendo o mediatismo de projectos "ultra-bem-sucedidos" como o Pebble ou os Oculus Rift, não deixa de ser um exemplo inspirador de como o crowdfunding possibilita que um "sonho" se venha a tornar realidade, graças ao apoio de quem acredita no projecto.


Curtas do Dia

Resumo da Madrugada



topo

iPhone 6, a nossa an√°lise ‚Äď Teste RD

26-03-2015 | 16:30 | Revolução Digital | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

Ao longo dos já muitos anos que levamos de Revolução Digital já testámos muitos equipamentos. Ainda assim havia uma marca importante que ainda não tinha aparecido nos nossos Testes RD: a Apple. Felizmente conseguimos durante uns dias, pela primeira vez (obrigado Vodafone!), acesso a um dos novos iPhone 6 e o resultado da experiência é a nossa primeira review a um produto da maçã.

Apresentação do iPhone 6

iPhone é hoje em dia uma marca incontornável. Precursor dos smartphones modernos, o telemóvel da Apple soube desde o primeiro dia angariar uma legião de fãs que tem vindo a crescer a cada novo lançamento da marca.

Depois de muitas iterações chegamos ao iPhone 6, um smartphone que parece ter como principal objectivo responder a um pedido cada vez mais insistente por parte dos utilizadores: ter um ecrã maior.

A Apple, sobretudo enquanto Steve Jobs liderou os desígnios da empresa, sempre se recusou a aumentar muito o tamanho dos iPhone. Tudo em nome da usabilidade.

Mas mesmo as ideias mais irredutíveis podem ter de ser quebradas (ou pelo menos dobradas) face a factos indesmentíveis. Neste caso os factos vêm directamente do mercado que indica há já alguns meses, de forma clara, que as pessoas querem um smartphone com ecrã grande.

Ainda assim a Apple foi prudente nesta abordagem pois ficou-se abaixo do tamanho que muitos consideram ideal: as 5 polegadas.

Embalagem Embalagem

É certo que o iPhone 6 ficou-se pela 4,7 polegadas mas também é inegável que o aumento do tamanho é substancial tendo em conta as 4 polegadas do anterior modelo, o iPhone 5S.

Felizmente o iPhone 6 não se fica apenas pelo aumento de tamanho: pelo caminho sofreu uma completa remodelação de design, mantendo traços característicos da gama, e, claro, uma melhoria nas especificações técnicas.

Os resultados obtidos por este smartphone têm sido francamente positivos pelo que neste Teste RD vamos olhar para o que faz o charme deste modelo e comprovar se tudo o que dizem por aí dele e do novo iOS 8 é fundamentado.

Vamos a isso?

Estás a gostar deste artigo? Regista-te na nossa newsletter gratuita e sê o primeiro a receber os nossos Testes RD no teu email!

Características técnicas

O iPhone 6 vem ao encontro do que muitos dos mais acérrimos fãs da Apple (e não só) pediam há muito tempo: ter um ecrã maior. Para acomodar o aumento de tamanho da tela, este smartphone também cresceu fisicamente em relação aos anteriores modelos ficando-se agora pelos 138,1 x 67 x 6,9 milímetros.

Desde logo dá para ver, no papel, que se trata de um smartphone extremamente fino: apenas 6,9 milímetros de espessura é algo a salientar. Também o peso é bastante interessante para um telefone deste tamanho: 129 gramas.

O ecrã tem uma diagonal de 4,7 polegadas. A resolução é de 750 x 1334 pixels (ligeiramente superior ao HD) o que faz com que o ecrã do iPhone 6 tenha uma densidade de 326ppp. Aqui esperava-se um pouco mais pois mesmo não sendo essencial ter um ecrã Full HD isso iria com certeza impressionar ainda mais.

O processador incluído é o dual-core Apple A8, que funciona a uma velocidade de 1,4GHz e apresenta uma arquitectura 64-bits baseada no conjunto de instruções ARMv8. A RAM tem 1GB de capacidade enquanto que o GPU é um PowerVR GX6450 quad-core.

Detalhe traseira

Ao nível das câmara fotográficas a Apple incluiu no iPhone 6 um sensor traseiro com uma resolução de 8 megapixels apoiado por um duplo flash LED. Esta câmara permite a gravação de vídeos em Full HD 1080p@60fps ou em HD 720p@240fps.

Já a câmara frontal tem uma resolução de 1,2 megapixels e permite captar vídeos “apenas” em HD 720p@30fps.

De resto podemos também encontrar no iPhone 6 os já tradicionais WiFi, Bluetooth e receptor GPS offline sendo que, pela primeira vez num equipamento Apple, vemos chegar o suporte para NFC.

A bateria que alimenta tudo isto é um modelo Li-Po com uma capacidade de 1.810mAh.

Quando olhamos para esta lista de características técnicas vemos claramente que o iPhone 6 é inferior em quase tudo quando comparado com os principais smartphones topo de gama Android.

Mas, como devem saber, nem tudo se resume a força bruta pelo que este hardware supostamente mais modesto é bem capaz de fazer maravilhas. E é precisamente isso que vamos ver mais adiante.

Design

Quando se olha para a mais recente criação da Apple, não há como fugir: o iPhone 6 é lindo. Com linhas sóbrias, este novo smartphone retoma a linguagem visual dos primórdios do iPhone cortando radicalmente com as linhas rectas e duras que vimos aparecer com o iPhone 4 há já quase 5 anos.

O corpo é todo metálico e transpira qualidade de construção. Tal como noutras coisas, a Apple conseguiu elevar a barra muito alto ao criar um dispositivo agradável de se manusear: ao pegar-lhe pela primeira vez o iPhone 6 consegue transmitir uma inegável sensação de robustez e um toque premium que sabe agradar.

Mesmo ao utilizar maioritariamente o metal para construir o corpo deste smartphone, a Apple conseguiu tornar o iPhone 6 muito fino (relembro que tem apenas 6,9 milímetros de espessura) e com um peso surpreendentemente baixo.

O Design do iPhone 6 ao pormenor

Olhando agora em detalhe para o design do iPhone vamos começar pela frente do aparelho, dominada pelo ecrã de 4,7 polegadas que ocupa cerca de 66% da área total. Este é um valor que pode parecer baixo face a outros dispositivos mas não nos podemos esquecer que, também na frente, a Apple continua a apostar no seu botão mecânico (que neste caso também funciona como útil leitor de impressões digitais).

iPhone 6: Frente

Além disso encontramos na frente do iPhone 6 o indispensável auscultador assim como a câmara frontal de 1,2 megapixels e os sensores de proximidade e luminosidade.

No topo do telefone a Apple não colocou nada. Já na lateral direita encontramos o botão de alimentação, que permite ligar/desligar o iPhone e o ecrã, e a gaveta para o cartão nanoSIM. Atenção que é mesmo um cartão nanoSIM, que ainda é bastante raro e mais pequeno do que os cada vez mais comuns microSIM.

Topo
Topo

Lateral Direita
Direita

Na parte de baixo do telefone encontramos a saída de som de 3,5mm, os altifalantes estéreo e a porta lightning. Esta última serve para recarregar a bateria do iPhone 6 assim como transferir dados entre o smartphone e o computador.

Na lateral esquerda encontramos os botões de volume e um pequeno interruptor que permite colocar o iPhone 6 em silêncio sem termos. Bastante prático para quando entramos numa reunião ou no cinema, por exemplo.

Fundo
Fundo

Lateral esquerda
Lateral esquerda

Resta-nos agora olhar para a parte de trás do iPhone 6. Como seria de esperar é aqui que encontramos a câmara principal deste smartphone. Esta, de 8 megapixels, está colocada em cima à esquerda e tem uma pequena saliência que faz com que o iPhone 6 não seja totalmente plano.

Traseira

Há também o flash LED, de apoio à câmara, e, claro, o imponente logótipo da Apple. Se repararem bem há também dois traços horizontais. Estes são feitos de um material de base plástica em vez de serem de metal como todo o resto da estrutura.

Estas linhas são na realidade as antenas do equipamento e são feitas deste tipo de material para evitar coisas mais desagradáveis, como o famoso Antennagate de que sofreu o iPhone 4 aquando do seu lançamento.

Estás a gostar deste artigo? Regista-te na nossa newsletter gratuita e sê o primeiro a receber os nossos Testes RD no teu email!

Ecrã

O ecrã do iPhone 6 é uma das principais novidades apresentadas pela Apple. A empresa cedeu finalmente a um dos pedidos do mercado: ter um ecrã maior. Assim estamos perante um modelo que apresenta agora uma diagonal de 4,7 polegadas e uma resolução de 1.334 x 750 pixels.

Ecrã

E aqui reside talvez um dos pontos em que a Apple poderia ter trabalhado um pouco mais. É verdade que muita gente diz que o olho humano não consegue distinguir a diferença de qualidade real entre um ecrã HD ou Full HD em diagonais deste género. Daí a designação Retina inventada pela própria Apple.

Mas na realidade há ecrãs, como o do LG G3, que impressionam devido à sua alta resolução, produzindo uma sensação de nitidez assinalável. Talvez a Apple tenha guardado um ecrã com mais resolução para a apresentação do iPhone 6s…

Ainda assim tudo isto não quer dizer, de longe, que o ecrã do iPhone 6 é mau. Até pelo contrário pois estamos perante uma tela com um desempenho assinalável, com boas cores e um bom contraste.

Mesmo em dias muito solarengos, com incidência de luz natural directa, o ecrã do iPhone 6 porta-se lindamente e é perfeitamente utilizável.

Em jogos ou vídeos a experiência é também ela muito positiva, com cores ricas e muito pouco arrasto nas imagens onde há movimentos rápidos.

Software e Desempenho

Juntamente com o iPhone 6 a Apple lançou também o iOS 8, tido mais como uma evolução do iOS 7 do que uma verdadeira revolução.

Para quem está habituado à interface e modo de funcionamento do iOS, não há nada que nos faça sentir deslocados ou perdidos. Tudo funciona, aparentemente, da mesma forma.

E digo aparentemente porque quando começamos a mexer um pouco mais no sistema descobrimos as novidades que a Apple incluiu. Por exemplo, uma das novidades permite-nos guardar contactos, juntamente com informações como o número de telefone, directamente a partir da aplicação de email.

Sensor Touch ID

Outra novidade tem a ver com as notificações interactivas e o aparecimento de… widgets! Não é bem a experiência que temos com o Android mas pelo menos agora a Apple dotou o iOS de mecanismos que nos permitem personalizar um pouco mais a experiência de utilização do iPhone 6.

As notificações interactivas permitem, como já vimos por exemplo no LG G3, responder a uma mensagem directamente da app onde estamos sem termos de ir parar à app das mensagens. Isto funciona muito bem e é uma daquelas coisas que parece um detalhe mas que acaba por dar imenso jeito.

Saída jack 3,5mm Porta Lightning

O centro de controlo, disponível na parte inferior da interface e ao alcance de um simples deslizar do dedo, está também mais rico que nunca, facultando-nos o acesso a opções rápidas como o WiFi, Bluetooth, luminosidade do ecrã ou mesmo o controlo de reprodução musical.

Mais uma vez isto não é nada de totalmente inovador (pois tanto o Android como o Windows Phone já têm sistemas semelhantes há algum tempo) mas a Apple soube pegar neste conceito e adaptá-lo ao iOS de forma brilhante.

Então e como é que um hardware que, quando comparado ponto a ponto, parece ser mais fraco do que os smartphones de topo de outros sistemas se porta?

Botão alimentação e gaveta nanoSIM

A resposta a esta pergunta é a habitual para quem segue os produtos Apple lançados nos últimos anos: tudo funciona às mil maravilhas.

As transições e efeitos presentes no sistema operativo são apresentados de forma totalmente fluída, muito suaves e sem qualquer tipo de sobressalto. É realmente um prazer navegar pelo iPhone 6, saltitando de aplicação em aplicação ou de menu em menu, sem bloqueios.

Este é claramente um dos pontos fortes de todo o ecossistema iPhone e o iPhone 6, juntamente com o iOS 8, continua nessa senda de forma brilhante.

No fundo, é um pouco como já disse muitas vezes: podemos não gostar da filosofia da empresa ou que esta imponha regras demasiado restritivas. Mas uma coisa é certa: tudo é feito para que funcione sem chatices e de forma fácil. Isso, mais uma vez, é perfeitamente conseguido com o iPhone 6.

Jogos

Hoje em dia os smartphones são utilizados cada vez mais como consolas de jogos portáteis. É um dos factores que muitos consumidores mais prezam, mesmo que seja apenas para jogar ao Angry Birds, Clash of Clans ou coisas muito mais pesadas como o Dead Trigger ou Real Racing 3.

Botões

Neste capítulo, e fazendo jus à tradição , o iPhone 6 sai-se muito bem não tendo qualquer tipo de dificuldade em fazer correr jogos muito exigentes graficamente.

O detalhe gráfico é elevado e vemos que os programadores têm à sua disposição hardware e software suficiente para continuar a melhorar a experiência de jogo em dispositivos móveis.

Fotografia e vídeos

Quando olhamos para as características técnicas da câmara do iPhone 6 somos quase que inconscientemente levados a reagir da mesma forma que reagimos quando olhamos para a RAM ou processador: “só?!”

Sim, a câmara principal do novo iPhone 6 pode ter apenas 8 megapixels mas, como na parte do software, a Apple sabe fazer milagres com este hardware.

Câmara

Indo directamente ao assunto este smartphone Apple consegue tirar fotos que são das melhores que já vi em smartphones. Com cores vivas e fieis à realidade, o iPhone 6 é muito competente em praticamente todas as situações.

O iPhone 6 inclui também uma novidade na app da câmara que nos permite controlar manualmente a exposição da foto. Isto acaba por dar algum jeito, sobretudo em situações mais difíceis onde o iPhone 6 tem alguma dificuldade em conseguir equilibrar convenientemente a exposição.

No fundo é como ter um modo manual que muitos fotógrafos mais avançados tanto prezam.

Se a câmara principal apresenta apenas algumas melhorias em relação à câmara do iPhone 5s (e atenção que esta última era já muito boa), já a câmara frontal consegue melhorar bastante.

Câmara frontal

Mais luminosa e com a possibilidade de recorrer ao HDR, esta passou a ser uma muito boa opção para quem se deixou apanhar pela moda do momento, as selfies.

Já em vídeo, o iPhone 6 permite agora a captura de trechos em Full HD a 60fps. Os vídeos produzidos têm muito detalhe, com boa cor e muito fluídos. Isto acaba por fazer do iPhone 6 um excelente aparelho para gravarmos aqueles momentos do dia-a-dia que queremos manter na nossa memória.

Podem ver mais vídeos de exemplo filmados com o iPhone 6 no canal YouTube do Revolução Digital.

Autonomia

Uma das perguntas que mais frequentemente me fazem quando me perguntam opiniões sobre smartphones é a inevitável “então e a autonomia?”

No caso do iPhone 6 a Apple elevou bastante as expectativas pois incluiu uma bateria com 25% mais capacidade que o iPhone 5S. Ao mesmo tempo o novo processador A8 promete consumir menos 50% do que o seu antecessor.

Câmara traseira

No papel as coisas parecem mesmo promissoras e na prática o iPhone 6 consegue ser de facto melhor que os modelos anteriores neste campo. Claro que para uma utilização normal/intensiva teremos de o recarregar ao final do dia.

Mas isso já acontecia antes e não podemos esquecer que agora o ecrã é bem maior, com todas as vantagens e desvantagens que isso tem, nomeadamente no impacto energético.

No caso de sermos um pouco mais comedidos e não andarmos agarrados ao smartphone o dia todo então aí notamos ainda mais as melhorias introduzidas pela Apple pois o iPhone 6 é perfeitamente capaz de aguentar perto de dois dias de utilização.

Houve até dias em que, por diversas circunstâncias e tendo o cuidado de desligar os dados móveis, consegui mais de 48 horas de utilização contínua o que, para um smartphone moderno, é claramente positivo.

Resumindo e concluindo

Estás a gostar deste artigo? Regista-te na nossa newsletter gratuita e sê o primeiro a receber os nossos Testes RD no teu email!

Recentemente a concorrência apresentou propostas muito fortes no mercado dos smartphones de topo mas ainda assim não há como fugir: o iPhone 6 é desde o seu lançamento, e continua a ser, um dos melhores smartphones da actualidade.

Com uma qualidade de construção invejável, um ecossistema sólido e recheado de boas ideias este smartphone da Apple apresenta um desempenho de topo, quer seja para uma utilização comum ou mais profissional.

Quem gosta de jogar onde quer que esteja também não vai ficar desiludido assim como quem gosta de tirar umas fotografias com o smartphone pois a qualidade está ao nível do que melhor se faz hoje em dia.

iPhone 6 - Teste RD

A aposta da Apple em aumentar o tamanho do ecrã do iPhone foi claramente ganha, tendo conseguido encontrar um excelente equilíbrio entre a área útil do ecrã e um corpo que não é demasiadamente grande.

Apenas um conselho: pensem bem na capacidade de armazenamento que precisam antes de comprar o iPhone 6 pois a falta de entrada microSD poderá ser limitativa.

Resumindo, quer se goste do iOS ou prefira outras soluções, é difícil não se apaixonar pelo iPhone 6 que, como já perceberam, é um smartphone altamente recomendado. Pode não ser perfeito mas é sem dúvida o melhor smartphone Apple de sempre e há pouca coisa, mesmo pouca coisa, que lhe podemos apontar.

Antes de terminar gostaria de agradecer à Vodafone Portugal a gentileza de nos ter enviado este equipamento para o podermos testar!

Página do iPhone 6 na Vodafone.

topo

Cow Evolution, ou como entrar num modo altera√ß√Ķes gen√©ticas

26-03-2015 | 16:25 | Apps do Android | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Que tal vos parece a ideia de revolucionarem a teoria da evolução de Darwin?

Este Cow Evolution é um jogo meio louco, permite-nos jogar com a evolução de uma manada de vacas!
Temos apenas de combinar dois animais, arrastando um para cima do outro. A evolução não para.

À medida que as vacas vão tratando das suas necessidades, vamos ganhando dinheiro que podemos aplicar na obtenção de outros animais. Podemos também tocar repetidamente nas mesmas para obter moedas.

 O jogo tem 4 níveis e diversos tipo de vacas, desde o monstro ao alien. Loucura, portanto.

Temos vários itens para interagir, os quais dependem das somas amealhadas, pelo que os 42,43€ de compra via app podem ser uma ameaça à carteira.

Apesar de parecer uma aberração sem qualquer interesse, o jogo tem uma legião de adeptos, pelo que deve merecer a vossa atenção, nem que seja para verem uma vaca alienígena.



topo

Amazon Cloud Drive com espaço ilimitado para fotos por $1/mês ($5 para tudo)

26-03-2015 | 15:31 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


A "cloud" já se tornou numa companhia quase indispensável para todos aqueles que não desejam ficar dependentes dos seus discos locais, tanto para uso regular como para efeito de backups. E agora também a Amazon oferece uma modalidade ilimitada que acaba com as preocupações dos limites de espaço.

A ideia de usar a cloud como sítio à prova de falhas de discos para manter os nossas dados em segurança é atractiva, mas a maioria destes serviços limita-se a oferecer alguns (ou muitos) gigabytes que inevitavelmente se vão esgotando. Se for esse o caso, as modalidades Unlimited Photos e Unlimited Everything do Amazon Cloud Drive serão uma excelente solução.

O primeiro destina-se a servir de repositório para as vossas fotos, oferecendo espaço ilimitado para fotografias por apenas 11.99 dólares por ano e ainda incluindo 5GB de espaço para conteúdos genéricos, como vídeos e documentos. Caso pretendam espaço ilimitado para todo o tipo de ficheiros, é algo que poderão ter com o Unlimited Everything, por 59.99 dólares por ano - que se traduz em apenas 5 dólares por mês.

Como comparação, 1TB de espaço no Dropbox ou no Google custam $10 por mês; enquanto que na Microsoft custa $7/mês (e no nosso MEO Cloud, mesmo 512GB já vão para mais de 20 euros por mês.)

Mesmo tendo em conta que serviços como o Flickr oferecem 1TB de espaço gratuito para fotos, e que o Google também oferece espaço ilimitado (mas para fotos com tamanho reduzido), estes preços são altamente competitivos e irão certamente obrigar a que os outros serviços revejam os seus preços.


Com preços assim, não há qualquer desculpa para que se arrisquem a perder fotografias ou outros documentos devido a falhas de discos; por muitos terabytes que isso possa representar. E como vantagem adicional... não estarão a pagar taxa à SPA por causa destes terabytes adicionais que poderão usar como backups. ;P

topo

Moto X de terceira geração chega no final do verão

26-03-2015 | 14:54 | Revolução Digital | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

Numa sessão de perguntas e respostas através do Twitter, Rick Osterloh, presidente da Motorola, meteu a boca no trombone e revelou que o novo Moto X de terceira geração (modelo de 2015) deverá ser lançado no final do verão.

Motorola Moto X 2014

Numa iniciativa intitulada #AskRickO o responsável máximo pela renascida Motorola afirmou que a empresa quer continuar a cumprir o plano que prevê o lançamento anual de novas versões dos equipamentos.

Rick OsterlohAssim sendo isto leva a que o Moto X 2015 seja lançado um ano depois do actual modelo o que nos leva a um anúncio entre Agosto e Setembro.

Já há algum tempo que uma declaração da Qualcomm e Motorola indicavam que o próximo smartphone topo de gama da empresa incluiria o novo Snapdragon 810.

Este anúncio teve como objectivo serenar um pouco os ânimos depois de muitos rumores acerca do sobre-aquecimento do S810 e também do facto da Samsung ter deixado de parte este processador móvel para construir o seu recente Galaxy S6.

Ainda assim um lançamento na segunda metade do ano abre portas a que a Motorola ainda vá a tempo de incluir o novo Snapdragon 815, versão do 810 com os problemas de aquecimento resolvidos, ou mesmo (sonhar ainda não paga imposto) o futuro Snapdragon 820.

topo

Facebook aposta no Messenger, video, Realidade Virtual, Internet of Things e mais

26-03-2015 | 14:14 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

Com o início da sua conferência para developers F8, uma coisa parece ficar demonstrada: não há nada em que o Facebook não esteja interessado, e isso vai certamente fazer mexer todos os outros gigantes das áreas tecnológicas.

Comecemos pelo Messenger. Tal como já tinha sido referido, o Messenger passa a ser uma plataforma que permitirá a instalação das suas próprias "mini-apps" que permitirão expandir as suas capacidades "ao infinito". Podemos instalar apps que nos permitam enviar imagens com som (por exemplo), ou subscrever serviços que nos notifiquem de acontecimentos de última hora, ou resultados desportivos, ou tudo o mais que puderem imaginar. O Facebook também não se esquece das empresas, e disponibiliza ferramentas que permitirão uma comunicação mais eficaz entre elas e os seus clientes, com mensagens que podem conter elementos multimédia, confirmações de encomendas e estado das entregas, etc.



Procurando tornar o seu sistema de comentários ainda mais atractivo, estes passam agora a ter sincronização em tempo real. O que significa que comentários feitos num site que use os comentários do Facebook serão imediatamente reflectidos na página do FB e vice-versa.


Também temos um claro "pisar dos pés" ao Google: o Facebook permite que os seus vídeos sejam agora colocados em qualquer página web (como se faz com o YouTube), e também suporta vídeos a 360º como o YouTube recentemente adicionou (e também está a testar o modo autoplay que continuará a mostrar vídeo atrás de vídeo, sem nunca parar.) Obviamente, será algo que será promovido à exaustão assim que o FB lançar os Oculus Rift em versão comercial.


E se isso não fosse suficiente (a par dos anúncios que vão roubando clientela ao Google), o Facebook também apresentou uma plataforma para estatísticas - área onde o Google também costuma ter uma forte posição com o seu Google Analytics - e melhorou o seu sistema de apresentação/venda de publicidade para apps. Existem também novas formas de partilhar e promover apps entre os utilizadores.


E como não podia deixar de ser, o Facebook também não deixa passar a oportunidade de estar na "Internet of Things" com o seu Parse; um sistema que promete simplificar a ligação de todo o tipo de dispositivos à cloud e usar o FB como infraestrutura de comunicação e interligação. Um sensor de temperatura poderá enviar um alerta para o FB que vos faz chegar uma mensagem; e outra mensagem que enviem poderá desligar o aquecimento, ou apagar as luzes. Ainda ontem falávamos de que 2015 poderia ser "o ano" para as casas inteligentes, e parece que o Facebook também quer contribuir que assim seja.

topo

Galaxy S6 j√° em pr√©-venda na NOS por ‚ā¨689,90 e ‚ā¨839,90

26-03-2015 | 12:01 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Portugal vai-se preparando para a chegada dos novos Galaxy S6 no próximo mês, que serão seguramente os Galaxy S mais desejados de sempre, e os interessados já poderão dar um salto à NOS para garantirem este seu novo brinquedo.


A NOS já abriu a fase de pré-vendas para os Samsung Galaxy S6 e S6 Edge, que se arriscam a tornar nos melhores smartphones com Android do momento - e desta vez sem receio de serem comparados com os iPhones da Apple, pois desta vez não há "plástico" que possa servir como motivo de crítica para um topo de gama.

Os Samsung Galaxy S6 vêm equipados com um ecrã Super AMOLED 5.1" Quad HD, Corning Gorilla Glass 4, processador Exynos 7420, 3GB de RAM, câmaras de 16MP com estabilização óptica e frontal de 5MP, e Android 5.0 Lollipop com TouchWiz. Também temos a presença de um novo leitor de impressões digitais no botão "Home", que agora dispensa o gesto de deslizar o dedo, e sistema de pagamento wireless MST.

O único factor que poderá não agradar é mesmo o seu preço, com o Samsung Galaxy S6 a ter um preço de 689,90 euros (disponível nas versões branco e preto) e o Samsung Galaxy S6 Edge a começar nos 839,90 euros (apenas em preto).

Preços que, embora possam ser justificados quando se considera que são equivalentes aos iPhone da Apple (tendo hardware bastante superior), continuam a ser elevados face a toda a oferta de smartphones Android que existe. A avaliar pelo nosso inquérito, a maioria das pessoas não estará disposta a pagar este valor pelos Galaxy S6 - sendo portanto com curiosidade redobrada que ficaremos a aguardar os números de vendas no lançamento destes smartphones.


Como é habitual na nossa praça, é de esperar que todos os outros operadores repliquem na íntegra os preços (com os habituais +/-10 euros de variação no caso das compras online, ou coisa equivalente.) E se não se incomodarem com o preço, poderão fazer desde já o pré-registo e a pré-compra do Galaxy S6 e S6 Edge numa Loja NOS.

topo

a arte nascida da vida: roteiro marcante por ser história real ou história real por ser marcante?

26-03-2015 | 12:00 | Obvious | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


O filme Being Flynn (2011), apesar de pouquíssimo conhecido, tem atuações incríveis de Paul Dano, Julianne Moore e Robert de Niro. Inspirado no livro “Another bullshit night in suck city”, do escritor americano Nick Flynn, retrata um drama familiar e pessoal que vai além do que se vê e nos mostra, parafraseando Pablo Neruda, como a arte nos salva da vida, já que nada nos salva da morte.


Ler o artigo completo

topo

um sanatório para roteiristas insanos

26-03-2015 | 12:00 | Obvious | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Algumas das histórias em quadrinhos mais inusitadas do mundo


Ler o artigo completo

topo

sobre pessoas que n√£o encontramos todos os dias no √īnibus

26-03-2015 | 12:00 | Obvious | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Ás vezes o passageiro, aquele que utiliza o transporte público, não passa. Algo fica depois de uma conversa rápida.


Ler o artigo completo

topo

abenÇoados sejam os inimigos que nos fortalecem

26-03-2015 | 12:00 | Obvious | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


A cada escolha que fazemos, abrimos mão de algo que também nos era valioso; é uma questão de atribuir valor à escolha. A cada decisão que tomamos, angariamos a admiração de uns e o repúdio de outros; é o preço que pagamos por sermos fiéis ao que acreditamos. A cada opinião que emitimos, encontramos eco nos semelhantes e críticas nos divergentes; é a consequência imediata por admitirmos uma posição, por não cabermos no conforto da alienação. Jamais estaremos em acordo completo com todos. E, muitas vezes, o simples fato de existirmos dentro de um conceito social e humano, pode despertar a ira alheia. Que venha a ira! É melhor sermos odiados do que sermos ignorados.


Ler o artigo completo

topo

mau por natureza. e você me fez assim

26-03-2015 | 12:00 | Obvious | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Se o homem é criado perfeitamente, então, como ele pode ser mau e causar danos aos outros? E, quando ele age de maneira errada, ele só está agindo de acordo com a sua natureza, ou, ao contrário, a está corrompendo?
Estranhamente, o Conde de Lemongrab, da Hora da Aventura, e o personagem Iago da ópera Otello de Giuseppe Verdi têm a mesma resposta para essa pergunta.
E qual é a sua?


Ler o artigo completo

topo

nina simone: a completude humana pela arte, amor, talento e convicção.

26-03-2015 | 12:00 | Obvious | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Nina Simone, ícone da música norte americana, foi completude de amor, alma, política e genialidade musical. Teve sua música e alma expostas pelo mundo e expôs suas emoçōes e opniões de uma forma destemida. Nascida na década de trinta, viveu um período triste da história norte americana e mundial, e consequentemente, colheu seus dejetos.


Ler o artigo completo

topo

a caverna que insistimos em permanecer

26-03-2015 | 12:00 | Obvious | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Acredito que se fosse dado a todos os seres humanos a oportunidade de pensar da maneira mais autônoma possível, teríamos saído da caverna (referência ao mundo das aparências), conforme Platão ilustra em sua obra A República, na passagem sobre o “Mito da Caverna”. A grande questão é: Estamos dispostos a sair de nossas cavernas e nos deixar guiar pela luz do sol que ilumina o mundo exterior a essas cavernas?


Ler o artigo completo

topo

o tédio é apenas um sintoma

26-03-2015 | 12:00 | Obvious | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Podemos explicar o fenômeno do tédio a partir de alguns elementos: ansiedade, culpa, ânsia por controle e entretenimento. Porém, o que sentimos como "tédio" é apenas um sintoma de algo muito maior...


Ler o artigo completo

topo

ser homem nos dias de hoje

26-03-2015 | 12:00 | Obvious | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Este artigo objetiva analisar os novos papeis sociais masculinos diante dos novos papeis femininos.


Ler o artigo completo

topo

Facebook anuncia novidades para o Messenger

26-03-2015 | 11:03 | Revolução Digital | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos

Depois da controversa decisão de separar o Messenger da aplicação oficial do Facebook o serviço de mensagens instantâneas da maior rede social do mundo tem vindo a melhorar ganhando novas funcionalidades.

Facebook Messenger

Ter o Messenger como uma plataforma independente permite que este evolua mais facilmente. Depois de vermos coisas como a possibilidade de adicionarmos stickers a fotos ou até partilharmos a nossa localização Mark Zuckerberg anunciou mais novidades.

A primeira é que o Messenger vai muito em breve permitir a utilização de aplicações externas ao Facebook.

Já existem cerca de 40 serviços que vão apostar nesta funcionalidade e que faz com que, por exemplo, se queremos partilhar um GIF do Giphy basta instalar um plugin para o Messenger.

Do outro lado, se a pessoa não tiver esse plugin instalado verá um link a facilitar a sua instalação.

A utilização de aplicações e serviços externos deverá chegar em breve com uma actualização da aplicação do Messenger.

Outra novidade desvendada por Mark Zuckerberg prende-se com a possibilidade de negócios e empresas poderem passar a utilizar o Messenger como plataforma para comunicar com os seus clientes.

Desta forma o Facebook pretende que as empresas usem esta plataforma para poder responder a dúvidas dos clientes e até fazer uma gestão facilitada de encomendas.

Assim quando, por exemplo, compramos algo on-line podemos utilizar o Messenger para tirar dúvidas ou alterar a encomenda falando directamente com alguém da empresa sem termos de passar pelos sempre demorados formulários de contacto ou emails.

Esta funcionalidade está para já em testes e apenas um punhado de empresas está a utilizá-lo. Ainda assim o Facebook acredita que em breve esta possa chegar a muito mais serviços.

topo

Periscope - o streaming de vídeo do Twitter

26-03-2015 | 11:01 | Aberto até de Madrugada | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos


Depois dos Vines e dos seus mini-clips de vídeo, eis que o Twitter entra finalmente nos streaming de vídeo em directo com este Periscope.

Recentemente, uma app chamada Meerkat transformou-se num sucesso imediato por facilitar a criação e partilha de live-streams de vídeo no Twitter - e rapidamente começou a levar "o corte" do Twitter, como frequentemente acontece com as apps e serviços que o Twitter considera indesejáveis. E o motivo para tal torna-se ainda mais óbvio com a chegada deste Periscope (que por agora está disponível apenas para iOS, mas que também permite ver os streams na web - e em breve receberá também uma app para Android.)


A ideia é simples: se em vez de desejarem partilhar uma mensagem ou foto, quiserem partilhar aquilo que estão a ver, bastará dar um salto ao Periscope e começarem a vossa emissão de vídeo. É a ferramenta ideal para partilharem com o mundo um qualquer acontecimento "na hora" - e que ao contrário do Meerkat, dá a possibilidade de manter o vídeo gravado para que possa ser visto mais tarde pelos vossos seguidores.

Temos também a possibilidade de criar streams privados visíveis apenas para certas pessoas; e durante a emissão os espectadores podem mostrar o seu apreço enviando pequenos corações que vão "borbulhando" no canto do ecrã e que são visíveis para todos.

Na verdade, as comparações com o Meerkat acabam por se um pouco injustas, pois este Periscope é um serviço que o Twitter já estava a preparar há quase um ano - e que poucas semanas antes de ser lançado teve que gerir a chegada de um serviço concorrente idêntico e que foi feito à pressa em apenas dois meses. Essa diferença de tempo faz-se notar na qualidade e nos detalhes da app, e o simples facto do Periscope ser do Twitter irá fazer, por si só, que passe a ser o escolhido da maioria dos seus utilizadores.

Com sorte, já o pomos à prova no próximo meeting do Aberto até de Madrugada, para que todos possam acompanhar mesmo não estando fisicamente por perto. ;)

topo

Amazon Free App: PrinterShare Mobile Print

26-03-2015 | 10:30 | Apps do Android | Sapo Tags del.icio.us Adiccionar aos Bookmarks / Favoritos



A app gratuita de hoje da Amazon é o PrinterShare Mobile Print, uma app que, para além de imprimir todo o tipo de documentos a partir do vosso smartphone, também vos dá a possibilidade de imprimir a lista de contactos ou as vossas mensagens SMS (entre outras opções).


O PrinterShare Mobile Print custa €9,95 no Google Play.



topo

Página 1 de 4356

Subscrever

Autores

Disclaimer

O Planet Geek não é responsável pelos seus conteúdos, apenas os replica a partir de cada blog.
Os artigos são da exclusiva responsabilidade dos seus autores.